conecte-se conosco


Nacional

Janaína Paschoal articula apoio de senadores para impeachment de Dias Toffoli

Publicado

source
Janaína Paschoal se reuniu nesta manhã com senadores arrow-options
Reprodução

Janaína Paschoal se reuniu com senadores

 A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) se reuniu nesta terça-feira (13) com senadores em Brasília para pedir que ajudassem politicamente no impeachment do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Na lista, consta outros ministros. 

A deputada argumenta que a decisão do ministro de suspender todas as investigações que começaram a partir de informações repassadas pelo Conselho de Controle de Atviidades Financeiras ( Coaf ) é preocupante e “contraria todas as jurisprudências das lei”.

Leia também: Janaina pede impeachment de Dias Toffoli por decisão sobre inquéritos com Coaf

No grupo de senadores, estava o presidente do Senado , Davi Alcolumbre (DEM-AP). Na semana passada, Alcolumbre se recusou a receber o grupo de 12 senadores que o pressionam para dar encaminhamento ao pedido.   

O senador Jorge Kajuru (Patriota-GO) diz que tem 32 assinaturas para um novo pedido de impedimento de Gilmar Mendes.

Também participaram da reunião os senadores  Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Álvaro Dias (Podemos-PR), Eduardo Girão (Podemos-CE), Plínio Valério (PSDB-AL), Selma Arruda (PSL-MT) e Styvenson Valetim (Podemos-RN).

Leia Também:  Trump sugere reunião com Kim Jong-un na fronteira entre as duas Coreias

Leia também: “Sem crime, não há impeachment”, diz Janaina sobre afastamento de Bolsonaro

Janaina Paschoal protocolou o pedido contra o presidente do STF no último dia 30 de julho, em conjunto com o grupo Ministério Público Pró-Sociedade.

Dia 24 de julho um pedido de impedimento foi protocalado pelos advogados Modesto Carvalhosa e Luís Carlos Crema. Em abril.

“Infelizmente ele [Dias Toffoli] vem exorbitando dos seus poderes, instaurou um inquérito sigiloso, saiu das regras de distribuição [de relatoria de processos], mandou recolher revistas, agora infelizmente suspendeu todas as apurações em curso no país numa petição avulsa durante o recesso e nessas investigações que foram paralisadas havia referentes às movimentações financeiras dele e de sua esposa, então nós fizemos esse pedido de impeachment”, disse Janaína, autora do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). 




Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Imagens fortes! Duas pessoas morrem em acidente de carro em Brasília

Publicado

Carros destruídos no local do acidente arrow-options
Reprodução/Twitter

Acidente ocorreu próximo a Santo Antônio do Descoberto e as duas vítimas morreram

Duas pessoas morreram nesta terça-feira (10) em um acidente de carro na BR-060, próximo à cidade de Santo Antônio do Descoberto, em Brasília . A vítimas foram um jovem de 22 anos e um homem de 65 que foram prestar a socorro a outras vítimas que tinham passado por uma colisão entre três veículos.

Em um vídeo que circula nas redes sociais filmado por um caminhoneiro, Walisson Gomes Ferreira, o mais jovem, e Adailton Alves Santana atravessam a via para ajudar as vítimas de um dos carros que estava no canteiro central.

Segundos depois, outro carro derrapa em alta velocidade atinge os dois. Eles são arremessados para o outro lado da pista e quase são atingidos por outro caminhão que vinha no sentido contrário. Eles morreram na hora.

Leia também: Homem morre após acidente entre moto e carreta; vídeo é forte

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o primeiro acidente ocorreu em decorrência da pista molhada no local. Quatro pessoas, incluindo uma grávida e uma criança, precisaram de socorro do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) e todas foram levadas para hospitais de Brasília.

Leia Também:  Acidente bizarro: homem morre após ter pescoço quebrado por onda nos EUA

O carro que atropelou Walisson e Adailton foi um Toyota Corolla e condutor fugiu, deixando o carro no local do acidente. A placa do automóvel é de São Paulo.

Assista ao vídeo do momento do acidente:

Continue lendo

Nacional

Licitação para privatizar quatro presídios de São Paulo é autorizada

Publicado

source
presídio arrow-options
Foto: Hélia Scheppa/SEI/Divulgação

Preço por detendo deve subir após privatização.

A licitação para privatizar os primeiros presídios no estado de São Paulo foi autorizada nesta quarta-feira (11), pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). As unidades serão a Gália 1 e 2, a 401 km da capital paulista, o Registro, que fica a 189 km e a Aguaí, a 200 km.

A execução do contratos será acompanhada trimestralmente para as quatro unidades prisionais do interior paulista que entraram no esquema, segundo a determinação dos conselheiros.

Leia mais: Imagens fortes! Duas pessoas morrem em acidente de carro em Brasília

O Tribunal de contas decidiu em contradição ao relatório do Ministério Público de Contas (MPC), que fez recomendações para que o TCE impedisse o certame. A alegação contra a parceria com a iniciativa privada tomou como ponto de partida o aumento em 58% no valor dos gastos por cada preso, o que vai gerar um prejuízo de aproximadamente R$ 75 milhões em 15 meses.

O conselheiro Sidney Estanislau Beraldo votou a favor da privatização. O argumento usado por ele é que no momento, é impossível saber como ficam as vantagens de um novo modelo de serviço sem que ele esteja implementado.

Leia Também:  Homem morre em rio após salvar crianças de afogamento

“Assumindo o ajuste como experimental, que seja efetivamente constatadas as mudanças positivas prometidas com a implantação da gestão compartilhada dos presídios “, disse ao Uol.

Leia também:  Mulher mata marido e justifica crime: não aguentava mais ser xingada por ele

A aprovação foi feita com o pedido de que parâmetros mensuráveis de aferição de eficiência e qualidade de serviços, estabelecendo indicadores adequados fosse inseridos no edital. O voto foi lido e aceito por outros sete membros. 

A Procuradoria de Contas afirma que o preço mensal de cada detento nas unidades é de R$ 2.428,57. A gestão partilhada fará com que o gasto em Gália 1 e 2 suba em R$ 1.332,28, com o valor total de R$ 3.760,85. 

Já em Aguaí , o valor de cada detento seria elevado ao custo de R$ 1.328,92, com o valor total passando para R$3.357,49. O presídio de Registro é onde os detentos irão sair mais caro das quatro unidades: cada indivíduo sairia a R$ 1.580,36 a mais, com o total de R$ 4.008,93. “Tal aumento resultará, ao final dos 15 meses de contratação, em um acréscimo de aproximadamente R$ 75 milhões às contas públicas”, diz o relatório.

Leia Também:  Nos EUA, Bolsonaro diz que esquerda “tomou universidades” e erra próprio slogan

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana