conecte-se conosco


Política MT

Janaina lidera com 5,3%, Botelho encosta e chega a 4,5%; Nininho, Max, Éder e Wilson superam a casa dos 3% em MT

Publicado

Presidente e vice da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União Brasil) e Janaina Riva (MDB), disputam voto-a-voto o título de campeão das urnas, aponta pesquisa da Percent

Faltando menos de dois meses para o término do primeiro turno das eleições gerais, a vice-presidenta da Assembleia Legislativa, Janaina Riva (MDB), lidera a disputa proporcional com 5,3% das intenções de votos. Pelas projeções da Percent, Janaina deve ultrapassar a marca dos 100 mil votos, fato que pode tirar o título de campeão das urnas, conquistado pelo pai dela, José Riva, que obteve quase 93 mil votos na sua reeleição, em 2010.

Muito próximo de Janaina, o atual presidente da Casa, Eduardo Botelho (União Brasil), cresceu muito nas três últimas pesquisas da Percent. Em fevereiro, Botelho foi citado por 2% dos entrevistados, depois subiu para 3,1% em junho, e saltou para 4,5% agora no mês de agosto. Se continuar nesta toada, Botelho pode ultrapassar Janaina até o final de setembro.

Gráfico de evolução dos números mostra que o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (União Brasil), cresceu vertiginosamente nas três últimas pesquisas da Percent

O ex-primeiro-secretário da Mesa Diretora, Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), está muito bem posicionado, em nível estadual. Ele abocanhou respeitáveis 3,9% de preferência popular.

Na cola de Nininho, o atual ordenador de despesas da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB), chegou a 3,7% das citações. Mas Max pode surpreender no curso da apuração no dia 2 de outubro, uma vez que sua malha eleitoral está pulverizada nas pequenas cidades do interior, condição que o prejudica durante a coleta de dados no campo.

Pré-candidato a deputado estadual, Eder Moraes (PV), ex-secretário estadual de Fazenda, cresce nas pesquisas e já é o quinto colocado no quadro-geral da Percent

De forma surpreendente, o ex-secretário estadual de Fazenda, Eder Moraes (PV), é o quinto colocado no quadro geral da Percent com 3,3% das intenções de votos. Com este percentual, Eder pode ultrapassar a fronteira dos 30 mil votos. Ele nunca disputou qualquer cargo eletivo, mas atuou com habilidade nos bastidores de várias campanhas eleitorais em Mato Grosso.

Os deputados estaduais Wilson Santos (PSD), Ludio Cabral (PT) e Elizeu Nascimento (PL) estão no pelotão de elite, conforme pesquisa da Percent. Eles pontuaram com 3,1%, 2,5% e 2,3%, respectivamente.

Outros 16 nomes apareceram com menos de 2%. Os indecisos ainda são elevados, cerca de 47%, o que pode alterar o quadro de eleitos para a próxima legislatura da Casa de Leis.

Metodologia

A mais nova pesquisa da Percent foi realizada entre os dias 30 de julho e 2 de agosto com 812 entrevistas presenciais em Mato Grosso. Com intervalo de confiança de 95%, a sondagem tem margem de erro de 3,44% para mais ou para menos. Seguindo os ditames da legislação eleitoral em vigor, a pesquisa foi devidamente registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral sob os números MT-01064/2022 e BR-04455/2022.

Quadro-geral/Assembleia Legislativa (Espontânea)

 

 

 

 

 

 

publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. Fabinn disse:

    Empresa top essa. Mas da onde é essa percent? Podemos falar? Vá furar pesquisa assim lá na casa do Riva e desse ladrao desse Éder Morais

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

TVAL fará entrevistas com candidatos ao Senado e ao governo de MT

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A TV Assembleia, canal 30.1, dá início, nesta terça-feira (16), às gravações de entrevistas com os candidatos ao Senado e ao governo de Mato Grosso. Todos os candidatos registrados para concorrer aos cargos foram convidados a participar, sendo sete ao Senado e quatro ao governo. 

As entrevistas serão conduzidas pelos jornalistas da TVAL Cláudio Oliveira e Narbal Guerreiro e integrarão a grade especial do programa Entrevista Coletiva. Cada uma terá duração de 30 minutos e será feita sem intervalos e sem edição (irá ao ar na íntegra). 

A todos os candidatos será apresentado um total de 13 perguntas, sendo elas iguais para concorrentes ao mesmo cargo. A contagem de tempo de cada entrevista será feita de forma regressiva e os candidatos terão, em média, dois minutos e quinze segundos para responder uma pergunta.

“As perguntas para os candidatos ao Senado e ao governo serão diferentes, levando em consideração a natureza e perfil de cada cargo, no entanto todos que concorrem ao mesmo cargo responderão exatamente aos mesmos questionamentos. As perguntas seguirão um roteiro pré-estabelecido e terão como foco os principais temas de interesse do eleitorado, como saúde, segurança e educação”, explica Cláudio Oliveira.

As entrevistas serão veiculadas na TVAL no período de 26 de agosto a 29 de setembro – respeitando a legislação eleitoral -, em seis horários diários de segunda a sexta-feira (6h30, 12h30, 17h, 19h50, 21h e 22h) e em sete horários distintos aos finais de semana, que serão preenchidos em forma de “carrossel de revezamento”.

“Dessa forma, cada candidato terá, no mínimo, 20 inserções até o dia da eleição”, frisa Oliveira.

Conforme o apresentador, a emissora decidiu ouvir todos os postulantes aos cargos – e não somente os candidatos mais bem colocados nas pesquisas – para proporcionar aos eleitores a oportunidade de conhecê-los, bem como as propostas que defendem.

“A preocupação da TVAL é o interesse público. Queremos que as pessoas conheçam quem está concorrendo aos cargos e, por isso, resolvemos ouvir todos. Assim, elas terão informações suficientes para comparar os candidatos e tomar suas decisões”, destaca.

Caso algum candidato não compareça à entrevista, os horários de veiculação serão divididos com aqueles que participarem.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

“Não tem nada de pressão é uma questão de foro íntimo”, diz Wallace ao anunciar recuo de disputa por vaga na AL

Publicado

Ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães (PV): “ouvi o coração, não estava feliz com o projeto de voltar à política”

O ex-prefeito de Várzea Grande, Wallace Guimarães (PV), anunciou a pouco sua desistência em disputar uma cadeira da Assembleia Legislativa nas eleições deste ano. “Eu estava neste projeto de candidatura a um ano, mas por uma questão de foro íntimo deixo a disputa. Não sei se quero isso para mim”, disse Wallace Guimarães com exclusividade para o portal ODOCUMENTO.

Conforme Wallace Guimarães, sua decisão foi exclusivamente por não estar feliz com o projeto de candidatura este ano. “Não tem nada  de pressão é uma questão de foro íntimo. Também não estou feliz em continuar com este projeto”, destacou.
O ex-candidato disse que a única coisa que o deixa entristecido é o fato das pessoas que já estavam engajadas no seu projeto de eleição para este ano. “Fico entristecido por conta das pessoas que já estavam no meu projeto de candidatura. E agradeço o meu partido o PV e a federação por conta do apoio que tive até o presente momento”, afirmou. “Posso ter acordado um pouco tarde, mas depois de uma conversa com minha família, filhos e amigos decidi deixar a disputa das eleições de outubro próximo”.
Conforme Wallace Guimarães, um dos motivos que mais pesou em sua decisão foi a atuação na medicina. Médico por profissão Wallace disse que pretende continuar com o trabalho que realiza no setor de saúde da cidade industrial. Ele diz ainda que vai continuar militando no partido e apoiando os projetos do PV em Mato Grosso mas que qualquer possibilidade de candidatura está afastada. “O PV tem bons quadros e a federação também e vamos estar na trincheira apoiando os companheiros”, completou.
Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana