conecte-se conosco


Política MT

JC defende palanque aberto para Senado vê reeleição tranquila para MM: “Só precisa do terno e a faixa”

Publicado

Para o senador, boa gestão deixou o governador sem adversários de peso na disputa

O senador Jaime Campos (União Brasil), afirmou nesta terça-feira (26), em entrevista na rádio Vila Real, que não visualiza a possibilidade de segundo turno para a eleição do Governo do Estado em outubro próximo. “Não vejo possibilidade de segundo turno em Mato Grosso, só se ocorrer uma fatalidade, uma tragédia, não tem nenhum candidato de peso adversário do Mauro. Eu imagino que não vai ter um candidato forte para enfrentar o Mauro”, declarou.

Para Jaime Campos, o governador está franco favorito na disputa. “Hoje o governador está privilegiado. Tá difícil até para fazer pesquisa, não tem candidato. Eu imagino que não vai ter, vai ter o João, o Manuel, vai aparecer, alguém vai se habilitar. Tá difícil e o tempo está exíguo, faltam 45/50 dias de campanha, acho que o Mauro precisa preparar logo o terno e a faixa”, completou.

Segundo Jaime Campos. “o governador Mauro Mendes foi muito competente e fez um bom trabalho, equilibrou receita e despesa, recuperou obras paralisadas…é um mérito que ninguém pode tirar dele”.

O senador do União Brasil disse, inclusive, que do jeito que o quadro está caminhando, se fosse ele candidato ao governo, sequer participaria de debates. “Eu não iria nos debates para debater com quem tem 3 a 4% da intenção de votos. Não tem como competir, se for é só para apanhar, e para isso, é melhor ficar em casa”, declarou.

Sobre a falta de definição do candidato ao Senado da chapa governamental, Jaime adiantou que está sendo feito um entendimento entre os partidos aliados. “O senador Wellington não quer uma coligação branca, mas esse assunto vai ser debatido ainda esta semana. É um assunto que está se postergando muito, mas faz parte do jogo democrático”.

“Tanto o Neri, do PP, como o Fávaro, estão na base aliada do governador, a Natasha, também do PSB, sempre manifestou o desejo de ser candidata ao Senado e estar no palanque do Mauro. Acho que os três candidatos, cabem, não tem nenhuma dificuldade. Mas entendo que a coligação oficial vai ser fechada com o PL do senador Wellington Fagundes”.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

Presidente do PSD de Cuiabá ‘desafia’ Fávaro, destaca gestão séria de Mauro Mendes e declara apoio à reeleição

Publicado

O presidente do PSD de Cuiabá e secretário-executivo da Confederação Maçônica Interamericana, Geraldo Macedo, declarou nesta quinta-feira (18) seu apoio à reeleição do governador Mauro Mendes (União Brasil). Para Macedo, é importante seguir com Mauro Mendes e garantir a continuidade de um Estado melhor para a população.

A decisão é contrária a do presidente do PSD estadual, senador Carlos Fávaro, que apoia a candidatura ao governo da primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV) e coordena a campanha à presidência de Lula (PT), em Mato Grosso. “Declaramos apoio ao governador em função do trabalho que ele vem realizando nesses três anos de governo. É um governo sério, austero e que cuida de todos os setores”, afirmou Macedo, após reunião com Mauro Mendes.

Na reunião, também estiveram presentes o grão-mestre Eleusino Ataíde Passos e grão-mestre adjunto Pedro Henrique Ortega de Calans, ambos da Grande Loja de Mato Grosso, que representam a Maçonaria Regular Mato-grossense. “Para nós, é muito importante apoiar o governador, para que ele tenha mais quatro anos e possamos ter um Estado cada vez melhor para o povo de Mato Grosso”, pontuou Geraldo Macedo.

Mauro Mendes agradeceu a manifestação. “É o reconhecimento de que estamos fazendo um trabalho, sério, honesto e aplicando corretamente os recursos públicos em prol de toda população de Mato Grosso”.

 

Continue lendo

Política MT

Mauro destaca experiência de Wellington e que bom trânsito em Brasília foi fundamental para Mato Grosso

Publicado

Governador destacou a importância política do senador para Mato Grosso

A experiência, o trânsito em Brasília e o perfil trabalhador do senador Wellington Fagundes (PL) o credenciam para mais um mandato. Esta é a avaliação do governador Mauro Mendes (UB), que também concorre a reeleição, e destaca a importância política do senador para Mato Grosso.

“Ele tem uma energia, uma vontade extraordinária de continuar representando Mato Grosso no Senado Federal. O Senado é a Casa onde todos os estados tem a mesma igualdade e Wellington Fagundes tem essa experiência, esse conhecimento, esse trânsito em Brasília para continuar defendendo o estado de Mato Grosso. Essa parceria está dando certo”, argumentou o governador durante o lançamento oficial da candidatura do ex-secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo (UB), para deputado estadual, na noite de quarta-feira (17).

Gilberto também enalteceu o senador por ter sido um grande parceiro de Mauro Mendes no primeiro mandato, quando mobilizou recursos para que o governador e os secretários de Estado pudessem colocar em prática os projetos estruturantes da gestão. “Essa parceria agora só vai consolidar esse grande trabalho realizado. Estamos com o senador Wellington Fagundes e vamos trabalhar pela reeleição dele para que continue auxiliando o governo de Mato Grosso nesses programas importantes para melhorar a qualidade de vida da população”, declarou.

O candidato a deputado federal, Fábio Garcia (UB), afirmou que Wellington é um dos parlamentares brasileiros mais articulados dentro do Congresso Nacional.

Ambos foram colegas na bancada de Mato Grosso neste ano, por quase 100 dias, devido a licença do senador Jayme Campos. “Ele tem muito conhecimento em Brasília, é experiente, trabalhador, portanto, através do trabalho de Wellington Fagundes, com certeza vamos viabilizar mais projetos importantes para o desenvolvimento de Mato Grosso. Essa parceria com o presidente Bolsonaro, governador Mauro Mendes e o senador Wellington vai trazer muitos resultados positivos para o Estado”, afirmou.

Por ser um estado em desenvolvimento, Fagundes disse também que é necessário manter o alinhamento político do governo federal e governo estadual, para que Mato Grosso continue no caminho da geração de empregos e oportunidades à população.

 

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana