conecte-se conosco


Política Nacional

Itamaraty contrata, sem licitação, nova empresa para organizar concurso

Publicado

Ernesto Araújo
Marcelo Camargo/ABr

Comandante do Itamaraty, ministro Ernesto Araújo


O Instituto Rio Branco, centro de formação de diplomatas do Ministério das Relações Exteriores, dispensou licitação para contratar a empresa responsável pela organização e realização do Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). O Itamaraty escolheu a proposta apresentada pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), no valor de R$ 936 mil. A informação foi publicada no Diário Oficial da União, desta quinta-feira (27).

 A decisão do Itamaraty põe fim a uma parceria de 26 anos com o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), instituição vinculada à Universidade de Brasília (UnB).

Leia também: Itamaraty corta embaixadas e 138 vagas em postos no exterior

De acordo com o Instituto Rio Branco , a dispensa da licitação ocorreu devido ao tempo apertado para a contratação da banca e convocação dos aprovados para o início do curso de formação, em 2020.

“A abertura de procedimento licitatório mostrou-se inviável , em razão do prazo exíguo para a contratação de banca organizadora, publicação de edital de abertura e provimento dos cargos em janeiro de 2020, para o início do curso de formação”, diz a nota.

Leia também: ‘Desconvite’ à representante de Guaidó cria desconforto em Brasília; entenda

Ainda segundo a pasta, a dispensa é baseada em artigo da lei de licitações que permite dispensar a concorrência quando se tratar de contratação de “instituição incumbida regimental ou estatutariamente da pesquisa, do ensino ou do desenvolvimento institucional, desde que a contratada detenha inquestionável reputação ético-profissional e não tenha fins lucrativos”.

Além do Iades, o Cebraspe foi o único a apresentar proposta comercial a pedido do Instituto Rio Branco. Procurado pelo GLOBO , o Cebraspe não se pronunciou até o momento.

A Fundação Carlos Chagas (FCC) declinou da proposta. Cesgranrioe FGV não responderam ao pedido feito pelo Itamaraty para apresentar uma proposta, segundo o ministério.

Leia também: Ministro promove seminário sobre “globalismo” em fundação ligada ao Itamaraty

“O Iades comprovou capacidade técnica para a organização e realização do Cacd. Além disso, apresentou proposta (técnica e preço) mais vantajosa para a administração”, diz a nota Itamaraty.

Criado em 2009, o Iades realizou dois concursos na área internacional até agora, ambas para a Apex, ligada ao Itamaraty .

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Prazo de votação expira e MP que criou a ID Estudantil perde validade

Publicado

A Medida Provisória 895/2019, que criou a Carteira de Identificação Estudantil gratuita em formato digital, perdeu a validade por não ter sido analisada pelo Congresso Nacional no prazo regimental de 120 dias. No entanto, como a MP produz efeitos imediatos, quem tirou a chamada ID Estudantil poderá continuar usando o documento até dezembro. A MP alterava a norma (Lei 12.933, de 2013) que trata da meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes em espetáculos artístico-culturais e esportivos.

Para que virasse lei, a MP deveria passar por uma comissão mista e, depois, ser apreciada nos plenários do Senado e da Câmara. Como o prazo da MP expirou, os interessados deverão recorrer às entidades estudantis ou instituições de ensino que já emitiam o documento. O governo ainda não informou se apresentará um novo texto com o mesmo objetivo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado
Continue lendo

Política Nacional

Michelle Bolsonaro busca crianças que viralizaram falando mal do PT nas eleições

Publicado

source
mulher fazendo coração com as mãos e homem ao lado dela arrow-options
Carolina Antunes/PR

Michelle e Bolsonaro

Michelle Bolsonaro usou seu Instagram oficial para convocar crianças que apareceram em vídeos que viralizaram durante a campanha do marido, Jair Bolsonaro , para a presidência em 2018.

Nos stories da conta da primeira-dama, foi feita a convocação, com o desenho de um coelho: “Good morning (bom dia em inglês) com essas fofuras que marcaram a eleição do meu esposo. Se alguém conhecer alguma delas, me chame no direct”. Na sequência, foram postados alguns vídeos dessas crianças .

Leia também: Após realizar cirurgia, Michelle Bolsonaro recebe alta hospitalar em Brasília

Num desses vídeos postados no Instagram de Michelle , uma menina de cerca de 4 anos repreende a mãe, que cita o nome de Haddad, que disputou o segundo turno com Bolsonaro. Em outro, um menino chora quando ouve do pai que ele vai votar em Haddad, e responde, aos prantos, que vai votar em Bolsonaro.

Já outro vídeo, datado em 3 de outubro de 2018, também postado nos stories da primeira-dama, uma menina de cerca de 4 anos é filmada euquanto fala: “Eu sou o Bolsonaro, eu sou o Bolsonaro…”. A mãe, então, a interrompe e pergunta o que o Lula é. “Lula é um ladrão”, responde a garotinha na gravação.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana