conecte-se conosco


Policial

Investigado por homicídios em Sinop é preso em flagrante pela Polícia Civil

Publicado

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil em Sinop prendeu na tarde desta sexta-feira (13.05) um dos investigados por envolvimento em dois homicídios ocorridos recentemente no município, cujos corpos foram ocultados em pontos diferentes da cidade e localizados no dia seis de maio.

A investigação conduzida pela Divisão de Homicídios aponta a participação do suspeito, que foi preso no Setor Industrial Sul. Ele será autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. O delegado responsável pelo inquérito, Bráulio Junqueira, encaminhará representação à Justiça pela prisão preventiva.

Durante toda a semana, os investigadores monitoraram a residência do investigado e nesta sexta-feira, quando chegava em sua residência foi abordado e localizada com ele uma pistola calibre 9mm. Diante da situação de flagrante, o suspeito foi encaminhado para a delegacia da Polícia Civil.

A pistola apreendida é compatível com o calibre utilizado na morte das vítimas Igor Sassaki e Jeovani Kruger. A arma será submetida a exame de balística.

Localização dos corpos

Jeovani Kruger da Costa, 28 anos e Igor Gonçalves Sassaki, de 30 anos, foram encontrados no dia 06 de maio, em diferentes pontos da cidade.

Jeovani foi localizado em uma região conhecida como Rio Quinze, às margens da BR-163. A vítima estava com as mãos amarradas, apresentava sinais de tortura e lesões na cabeça e perfurações no crânio.

Igor foi torturado e teve o seu veículo queimado pelos criminosos. O corpo foi localizado na zona rural do município, durante diligências realizadas pelos policiais da DHPP de Sinop.  

As investigações iniciaram após receber informações sobre a localização de uma motocicleta incendiada, no bairro Vila Toscana II, que estava  em nome da vítima. Como o proprietário da motocicleta não foi localizado, a equipe de investigação iniciou levantamentos e conseguiu chegar a uma região de mata, onde encontraram poças de sangue, cápsulas de calibre 9mm,  fios utilizados para amarrar a vítima, além do lacre de tornozeleira eletrônica utilizada por Igor.

No primeiro momento, o corpo não foi localizado. Os policiais iniciaram a varredura da região e, a aproximadamente 200 metros de distância dos objetos, avistaram um monte de capim amassado, com terra aparentemente mexida. Os policiais começaram a escavação e encontraram o corpo da vítima.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Polícia Civil prende em flagrante autor de homicídio de mulher ocorrido em Cotriguaçu

Publicado

O autor de um homicídio qualificado foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na tarde deste domingo (15.05), em Colniza, quando tentava fugir para o estado de Rondônia após cometer o crime que vitimou uma mulher, em Cotriguaçu.

O homicídio ocorreu na madrugada deste domingo, no distrito de Nova União, município de Cotriguaçu. Lindalva do Nascimento, 45 anos, foi encontrada morta dentro de sua residência. Ela tinha diversas perfurações causadas por arma cortante.

Na manhã de domingo, a Polícia Militar foi comunicada por um morador do distrito que foi até a casa da vítima levar uma encomenda que ela havia feito. Ao chegar à casa, ele viu marcas de sangue e imediatamente chamou a polícia.

A equipe da Delegacia da Polícia Civil de Cotriguaçu foi para o local e iniciou a coleta de informações para esclarecer o crime. A vítima foi encontrada em cima da cama e pelos vestígios no local, ela foi atingida entre a sala e a cozinha e foi arrastada até o quarto. O corpo estava com uma toalha enrolada e diversas  perfurações no pescoço.

A vítima e o suspeito foram vistos mais cedo em um estabelecimento comercia. Durante as diligências, os policiais civis foram informados de que o suspeito fugiu de motocicleta para a cidade de Colniza e de lá iria para Ji-Paraná, em Rondônia.

A Delegacia de Colniza foi acionada e a equipe seguiu em buscas e checou que neste domingo não tinha nenhum ônibus com destino ao estado vizinho. A procura pelo suspeito continuou e ele foi encontrado na casa da avó, onde já estava embarcando no veículo de um conhecido para fugir.

O delegado Bruno França deu voz de prisão e o suspeito foi conduzido para a delegacia de Colniza onde foi autuado em flagrante.

O crime terá inquérito instaurado pela Delegacia de Cotriguaçu, que investigará a motivação e circunstâncias do homicídio.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Membros de facção sequestram adolescente e pedem moto em resgate; dois são presos

Publicado

Os mandantes do crime já estão identificados e tiveram as prisões preventivas representadas à Justiça [Foto –PJC]

Dois suspeitos de envolvimento no crime de extorsão mediante sequestro de um adolescente de 16 anos foram presos em flagrante pela Polícia Civil, na noite de sexta-feira (13), em Colniza, no noroeste do estado.

A Delegacia da Polícia Civil foi comunicada de que o adolescente de 16 anos foi sequestrado por integrantes de uma facção e os criminosos estavam exigindo que a família pagasse um valor em dinheiro para libertar o menor.

A equipe policial iniciou as diligencias para localizar o adolescente e localizou uma casa, na Cohab Castelo dos Sonhos, que possivelmente seria o local do cativeiro. Em um dos quartos da residência havia somente um colchão no chão, indicando que uma pessoa foi mantida ali em cativeiro e os policiais civis encontraram um registro de CPF em nome do adolescente.

Diante dos indícios encontrados, os dois suspeitos que estavam na casa foram detidos em flagrante.

As buscas continuaram para localizar o adolescente e os policiais chegaram a outra residência, no bairro Bela Vista, onde o adolescente poderia estar sob cárcere. No local, os policiais apreenderam diversos entorpecentes.

A Polícia Civil apurou que os criminosos tomaram uma motocicleta da família do adolescente como pagamento para que ele pudesse ser libertado. O menor foi liberado com vida e está com a família.

O delegado Bruno França autuou os dois detidos na casa que serviu de cativeiro pelo crime de extorsão mediante sequestro. Os mandantes do crime já estão identificados e tiveram as prisões preventivas representadas à Justiça.

 

 

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana