conecte-se conosco


Mato Grosso

Investigações resultam em 100 prisões e 100 quilos de entorpecentes apreendidos em Rondonópolis

Publicado


.

A Polícia Civil de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), por meio dos trabalhos da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município, concluiu o primeiro semestre deste ano com a prisão de 100 pessoas, sendo 82 em flagrante e outras 18 em cumprimento de mandados judiciais. As ações da delegacia especializada também resultaram na apreensão de 100 quilos de entorpecentes e a retirada de circulação de 16 armas de fogo.

Para o delegado titular da Derf de Rondonópolis, Vinicius Franciscon Prezoto, os números da produtividade demonstram o comprometimento dos policiais civis no combate à criminalidade e no serviço prestado à população. “Toda a equipe da Derf, mesmo com todas as dificuldades apresentadas a partir do início de março em razão da pandemia do novo coronavírus, os policiais permanecem atuando na missão e no fortalecimento da segurança pública na região”, frisou o delegado.

Produtividade

Entre os meses de janeiro e junho, a Derf prendeu 82 pessoas em situações de flagrante delito e 18 em ações deflagradas para cumprimento de mandados judiciais. As prisões em flagrante resultaram em 65 autos (alguns procedimentos com mais de uma pessoa presa) por diversas natureza como roubo, tráfico de drogas, estelionato, furto, porte e posse de arma de fogo, entre outros. 

As diversas ações operacionais da Derf-Rondonópolis foram subsidiadas por investigações para apurar crimes e desarticular facções criminosas, resultando na apreensão de aproximadamente 100 quilos de entorpecentes, como maconha, pasta base de cocaína, cocaína e drogas sintéticas.

Quase 50 veículos provenientes de roubos e furtos também foram recuperados pelos policiais civis.

“A Derf Rondonópolis sempre foi um exemplo a ser seguido, formada por delegados que lideram uma equipe incansável e os números alcançados demonstram claramente esse trabalho. A unidade especializada é essencial para a redução constante da criminalidade em nossa região e durante a pandemia demonstra o quão essencial é a atividade de Polícia Judiciária”, pontuou o delegado regional de Rondonópolis, Thiago Garcia Damasceno.

A Derf Rondonópolis tem adotado as medidas necessárias para a prevenção ao contágio pelo Covid-19, observando as recomendações estabelecidas pelas autoridades de saúde. 

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Dia Nacional da Vigilância Sanitária é lembrado pela SES

Publicado


.

O Dia Nacional da Vigilância Sanitária é celebrado em 5 de agosto, data que é lembrada pela Secretaria de Estadual de Saúde (SES-MT) justamente pela importância da contribuição dos profissionais dessa área técnica ao Sistema Único de Saúde (SUS). A data coincide com o nascimento de Oswaldo Cruz, símbolo histórico da Vigilância em Saúde no Brasil.

A atuação da Vigilância Sanitária é essencialmente preventiva, com a principal função de eliminar ou minimizar o risco sanitário envolvido na produção, circulação e consumo de determinados produtos, processos e serviços oferecidos à população.

“Em meio ao contexto de pandemia, é necessário enaltecer e reconhecer o trabalho dos profissionais técnicos que atuam no enfrentamento à Covid-19. Entre esses tantos profissionais, estão os servidores da Vigilância Sanitária, uma área técnica extremamente importante para o Sistema Único de Saúde e, consequentemente, para o país”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A área da Vigilância Sanitária está estruturada no Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), composto pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). No âmbito dos estados, existem 27 órgãos estaduais de Vigilância Sanitária e, no nível municipal, os serviços municipais de Vigilância Sanitária dos 5.564 municípios do país. O Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) também compõe o sistema no âmbito federal.

De acordo com Coordenador de Vigilância Sanitária e Saúde do Trabalhador da SES, Marcos Roberto Arcanjo, os laboratórios centrais de cada estado, o sistema dos Conselhos de Saúde e o Conselho de Secretários de Saúde integram, indiretamente, o sistema.

O papel da Vigilância

Aos municípios, compete a organização da oferta de serviços e ações. Aos estados, cabe o apoio aos municípios, a oferta complementar de serviços e a coordenação do sistema no âmbito estadual. É responsabilidade da União a formulação de diretrizes da política nacional de saúde, regulação e normalização do sistema, cooperação com estados e municípios e coordenação do sistema no âmbito nacional.

O estado de Mato Grosso tem incentivado a descentralização das ações de Vigilância Sanitária dos municípios, principalmente após a publicação das Resoluções CIB/MT Nº 46 e 47 em 2018, com o objetivo de que todos os municípios do estado se organizem administrativamente para assumir as ações mais básicas gradativamente, conforme a capacidade local e considerando as diferenças regionais.

Vigilância e COVID-19

Neste momento de pandemia pelo coronavírus, destaca-se o esforço e a dedicação dos técnicos da Vigilância Sanitária dos âmbitos Federal, Estadual e Municipal, que têm dado uma relevante contribuição e exercido um papel fundamental no sentido de evitar a propagação do vírus SARS Cov-2.

“Os profissionais se desdobram entre o medo de adoecer e adoecer seus familiares e ter sua missão a cumprir: proteger e promover a saúde da população”, pontuou Marcos Roberto Arcanjo.

De acordo com o coordenador da área técnica da SES, as equipes trabalham todos os dias e atendem às denúncias, assumem novas frentes de ações, promovem o trabalho integrado e intersetorial, sem deixar de lado as outras ações de rotina do dia a dia.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Menor Preço: Serviço ajuda consumidor a encontrar melhor oferta entre 11 milhões de itens

Publicado


.

Quer saber o melhor preço de um produto sem sair de casa? Com o Menor Preço do Programa Nota MT o consumidor pode pesquisar por mais de 11,5 milhões de itens diferentes e encontrar a melhor oferta. O serviço pode ser acessado por dispositivos móveis, pelo aplicativo, ou no site www.nota.mt.gov.br.

Lançado há cerca de 20 dias, pela Secretaria de Fazenda (Sefaz), o Menor Preço teve até a manhã desta terça-feira (04.08), 74.847 consultas, o que dá em torno de 3.700 acesso diários.

O item mais pesquisado pelos usuários é o etanol comum, seguido pelos demais tipos de combustíveis. Na lista dos preços mais procurados constam ainda arroz, leite, cimento, carnes, cervejas, refrigerantes, gás de cozinha, medicamentos, entre outros.

“O Menor Preço é um sucesso. Os usuários do Nota MT estão economizando dinheiro ao pesquisar no aplicativo antes de fazer suas compras. O objetivo era exatamente esse: incentivar o pedido de notas fiscais e fornecer ao cidadão ferramenta de pesquisa de preços”, assinalou o secretário Rogério Gallo.

Ao pesquisar um produto o usuário obtém as informações sobre preços, razão social e endereço das lojas e a data que o item foi comercializado pelo valor informado. Aparece, ainda, um mapa com os valores para facilitar a localização para o consumidor.

A consulta deve ser feita pela descrição do produto ou pela leitura do código de barras, utilizando a câmera do celular. Os resultados encontrados no Menor Preço são ordenados com base em alguns parâmetros como: menor preço, similaridade da palavra chave com o produto, venda mais recente e localização do cidadão e do estabelecimento.

A Sefaz utiliza como base para a consulta dos preços as notas fiscais emitidas pelos estabelecimentos comerciais que possuem inscrição estadual junto ao fisco. Cerca de 1,1 milhão de notas fiscais eletrônicas são emitidas e autorizadas diariamente. O sistema do Menor Preço atualiza as informações dos valores praticados no mercado a cada 24 horas, durante o período da noite, buscando os dados informados nesses documentos fiscais.

Para utilizar o Menor Preço é preciso ser cadastrado no Programa Nota MT. O registro pode ser feito pelo site ou pelo aplicativo disponível para dispositivos móveis. De acordo com a Sefaz, o acesso ao serviço não é vinculado aos sorteios do Nota MT. Sendo assim, aqueles usuários que não quiserem participar dos concursos podem fazer o cadastro apenas para utilizar a pesquisa de preço.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana