conecte-se conosco


Esportes

Inter vence o Grêmio nos pênaltis e conquista a Copinha pela quinta vez

Publicado

UOL – Depois de um empate em 1 a 1 no tempo normal com muita intensidade, dois gols, inúmeras chances perdidas e até uma expulsão contestada no segundo tempo, o Internacional superou o Grêmio nos pênaltis por 3 a 1 e foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2020, hoje (25), no Pacaembu. É o quinto título da história do Colorado logo no primeiro Gre-Nal decisivo do maior torneio nacional de base. O Colorado também faturou a taça em 1974, 78, 80 e 98.

Nas cobranças de pênalti em São Paulo, Vitor, Wesley e Gonçalves erraram pelo Grêmio, só Gazão converteu. Já pelo Inter, Matheus Monteiro parou no goleiro Adriel, mas Cesinha, Tiago Barbosa e Carlos Eduardo marcaram os gols do título. O Internacional do técnico Fábio Matias é o segundo maior vencedor da história da Copinha com as mesmas cinco taças do Fluminense. Só o Corinthians tem mais, dez. A campanha colorada foi invicta, com seis vitórias e três empates, além de 16 gols marcados e quatro sofridos.

Os goleiros brilham

Emerson Júnior e Adriel foram os principais destaques individuais da final da Copa São Paulo. Os goleiros de Internacional e Grêmio evitaram que o placar fosse mais dilatado no tempo normal. Uma defesa de cada merece menção especial: Emerson brilhou em finalização à queima-roupa de Elias aos 22 minutos do segundo tempo.

Já Adriel fez a diferença em um abafa do time adversário no comecinho da etapa complementar. Brilharam. Nos pênaltis, o tricolor até defendeu uma cobrança, mas a trave consagrou o colorado. Inter na força coletiva.

O Inter controlou o primeiro tempo e também criou oportunidades na etapa complementar baseado na sua força coletiva. A organização de jogadas pelos pés de Cesinha e Praxedes foi o grande diferencial da equipe, que encurralou o Grêmio quando teve um jogador a mais e deu trabalho para Adriel. Matheus Monteiro foi o destaque individual do segundo tempo, especialmente com o cruzamento para o gol de Guilherme Pato. Nos pênaltis, Carlos Eduardo marcou o decisivo.

Depois de um primeiro tempo em que viu o Internacional ter o controle e seus destaques apareceram pouco, o Grêmio melhorou no segundo tempo e criou chances. Com Diego Rosa travado no meio-campo e a bola chegando pouco aos pontas Rildo e Fabrício, foi Elias quem chamou a responsabilidade e deu canseira para a defesa do adversário. Mesmo quando o time tinha um jogador a menos, pois Alison Calegari recebeu o segundo cartão amarelo ao escalar a grade do Pacaembu na comemoração do gol, Elias quase marcou em contra-ataque rápido e com força física. É um dos melhores da Copinha

O Grêmio começou melhor. Logo aos seis minutos de bola rolando, Diego Rosa serviu Elias na cara do gol, mas Tiago Barbosa travou o lance na hora H. Depois do zagueiro ajudar foi a vez do goleiro Emerson Júnior salvar o Inter nos lances seguintes: primeiro, evitou cabeceio de Luis Fernando com capricho após escanteio na área e depois espalmou um chute de Rildo em boa jogada individual. O Colorado reagiu perto da metade do primeiro tempo com um chute de Praxedes por cima do gol de Adriel e uma finalização de Caio que passou perto, mas foi para fora. Depois destes lances a intensidade diminuiu, as faltas aumentaram e o futebol encolheu.

Os primeiros minutos da etapa complementar já mostraram que o jogo tinha mudado. No primeiro ataque do Inter, Leonardo tocou para Caio, que finalizou para grande defesa do goleiro do Grêmio num lance em que a bola demorou a deixar a área do Tricolor. Na sequência foi a vez do Grêmio tentar, com boa defesa de Emerson Júnior em finalização de Rildo. Até que aos sete minutos, Fabrício arrancou pela esquerda, driblou Leonardo e cruzou na área. A bola bateu em Tiago Barbosa e o goleiro do Inter não conseguiu evitar o primeiro gol. Na comemoração, o gremista Alison Calegari subiu no alambrado e acabou expulso.

Aos 12 minutos do segundo tempo, Matheus Monteiro baixou a cabeça e avançou pelo lado esquerdo do ataque até cruzar na área. Guilherme Pato dividiu com a marcação e conseguiu empurrar a bola para o gol com a coxa. Tudo igual no placar e ainda mais emoção pela frente: aos 17, Praxedes acertou a trave de Adriel; aos 22, Emerson Júnior fez uma defesaça em finalização de Elias em rápido contra-ataque. Um jogo muito intenso em que as chances se acumulavam. Aos 46, na melhor oportunidade depois de momentos truncados, Elias deixou Diego Rosa na cara do gol, mas a finalização foi para fora. Daí a decisão foi para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA INTERNACIONAL x GRÊMIO

Data e horário: 25 de janeiro de 2020 (sábado), às 10h

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Árbitro: João Vitor Gobi

Auxiliares: Leandro Matos Feitosa e Rodrigo Meirelles Bernardo Cartões amarelos: Volnei (INT), Alison Calegari (2x), Diego Rosa, Rildo (GRE) Cartão vermelho: Alison Calegari (GRE)

GOLS: Tiago Barbosa (contra), aos 7/2ºT (0-1) e Guilherme Pato, aos 12/2ºT (1-1). I

INTERNACIONAL: Emerson Júnior; Lucas Mazetti, Tiago Barbosa, Carlos Eduardo e Leonardo; Murilo (Volnei), Guilherme Pato e Praxedes (Thalis); Cesinha, Matheus Monteiro e Caio (Leonardo Ferreira). Técnico: Fábio Matias.

GRÊMIO: Adriel; Heitor, Alison Calegari, Luis Fernando (Gonçalves) e Matheus Nunes; Diego Rosa, Gazão e Pedro Lucas (Natã); Rildo (Vitor), Elias e Fabrício (Wesley). Técnico: Guilherme Bossle.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Com dispensas e reforços, Mixto se prepara para Clássico Vovô

Publicado

ÉRICA COSTA

À beira do poço, com quatro pontos e na vice-lanterna, em nona posição na tabela, o Mixto não pode mais reclamar de tempo para buscar uma reação e consequentemente a classificação. O desafio é diante do Dom Bosco pela 7ª rodada do Campeonato Mato-grossense.
O time tem três compromissos muito difíceis pela frente (Em casa, Dom Bosco, Poconé e Luverdense – fora), mas o técnico Carlinhos Alves crê na reabilitação, após a derrota diante do Sinop, 3 a 1, na sua estreia, quando teve apenas tempo de conhecer “pessoalmente” o elenco.
Com a chegada dos atacantes Daisson e Mateus e mais o meia Michel, o plantel se reforçou e o técnico tem ainda mais esta semana para preparar o time que joga na Arena Pantanal (praticamente em casa) no Clássico Vovô diante do Dom Boco, que é o oitavo na classificação e tem oito pontos. É um time perigoso, e vem de um empate com o Operário, partida disputada pela 6ª rodada, no piscinão do Dito Souza.
-“Estamos trabalhando firmes, as contratações que chegaram, e espero que esses jogadores se adaptem o mais rápido possível para que tenhamos a evolução pretendida e posamos passar para a fase seguinte”, disse Carlinhos.

Continue lendo

Esportes

PEC x Cuiabá- Clássico no Beco Falcão define liderança e posição no G4

Publicado

JORGE MACIEL
25/02/2020
Seguindo a folga proporcionada pelo período carnavalesco, o técnico continua treinando em dois períodos para encarar o líder Cuiabá, em jogo agendado para este domingo, dia 1, às 15 horas, no Neco Falcão, pela 7ª rodada do Campeonato Mato-grossense. 
 
A partida é encarada pelos torcedores da cidade de Poconé como o um duelo de Davi e Golias, comparando-se a estrutura dos dois clubes. Mas o técnico Hugo Alcântara diz que será um jogo duro, mas não impossível de vencer. “Sabemos que é uma tarefa muito complicada, mas vamos jogar para vencercomo estamos fazendo em todos os jogos”, afirmoui.
Nesta semana, o técnico teve uma boa notícia: o lateral esquerdo Maikon e o volante Dourado estão recuperados, seguem treinando sob observação e devem ser escalados para o que ele considera um dos jogos mais difíceis desta fase: o duelo com o Cuiabá.
O  PEC ainda tem um problema extra. Os goleiros João Pantaneiro e Paulo Henrique continuam em tratamento, mas um dos dois deve ser relacionado para o jogo para o qual a diretoria pantaneira está convocando a torcida para prestigiar o time que vem fazendo uma boa campanha.
O Poconé está na sexta posição da tabela, com duas vitórias, um empate e três derrotas, e uma vitória contra o líder o colocaria, a depender de outros resultados, no G4, ou muito perto dos quatro da ponta superior.
 
Cuiabá foca nos treinos
Líder isolado com 16 pontos, o Cuiabá voltou aos treinos nesta segunda-feira para enfrentar o PEC, que em seus domínios é um time muito forte, como acredita o técnico dourado, Marcelo Chamusca.
O Dourado não jogou no final de semana, mas foi beneficiado pelo empate entre União e Sinop, que segurou o time de Rondonópolis nos 14 pontos, deixando o Cuiabá de forma isolada na liderança do Estadual, com 16 pontos ganhos, faltando apenas três rodadas para o final da fase de classificação.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana