conecte-se conosco


Educação

Instituto Êxito e Unesco levam lições de empreendedorismo a estudantes

Publicado

Com o objetivo de fomentar a cultura empreendedora na rede pública de ensino, o Instituto Êxito de Empreendedorismo desenvolveu, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o curso Lições de Empreendedorismo para o Alcance de uma Educação Emancipadora e Transformadora.

“O objetivo do Instituto Êxito é ajudar os alunos de escolas públicas a mudarem de mentalidade, adquirindo a mentalidade empreendedora. Não apenas de empregabilidade, mas de crescimento de riqueza e de trabalhabilidade. Ou seja, quando a gente fala em empregabilidade, fala em empreendedorismo”, disse o presidente do Instituto Êxito, Janguiê Diniz, à Agência Brasil.

O Instituto Êxito tem mais de 1 mil cursos em sua plataforma, e decidiu, em conjunto com a Unesco, criar esse sistema de ensino estruturado em 16 lições, com carga horária total de 40 horas. O curso contempla temas como comunicação, autoconhecimento, habilidades técnicas, habilidades socioemocionais, liderança, planos de negócios, entre outros.

Janguiê Diniz disse que o instituto busca fazer com que os alunos de escolas públicas, especialmente do ensino médio, possam adquirir habilidades técnicas e socioemocionais para adquirirem “um pensamento empreendedor, uma mentalidade de criação de riqueza”.

Piloto

Inicialmente, o curso terá aulas presenciais e online. O projeto-piloto será realizado no município de Bezerros (PE), primeira cidade do país a implementar o projeto em sua rede de ensino, dentro do projeto Empreendedorismo na Escola. A estimativa é atender, naquele município, cerca de 200 alunos do 9º ano do ensino fundamental e das três séries do ensino médio.

Janguiê Diniz dará a aula inaugural no próximo dia 13 de agosto. O material, exclusivo e inédito no Brasil, será disponibilizado gratuitamente online. O caderno de atividades e o guia do professor podem ser encontrados no site do instituto.

Todas as lições estão organizadas de forma a auxiliar os estudantes a desenvolverem competências pessoais, técnicas, gerenciais e sociais. O material didático reúne todas as informações pertinentes a cada lição, apresentando conceitos, chamadas para a reflexão, exemplos, materiais extras para aprofundamento, atividades práticas e histórias inspiradoras de empreendedores de sucesso nas mais diversas áreas. O guia destinado aos professores visa orientá-los na condução do curso com seus alunos.

O secretário de Administração e Inovação de Bezerros, Bruno Clisman, disse que é responsabilidade do governo distribuir esse conceito de escola empreendedora por todo o município, com ferramentas que possibilitem ao estudante abrir janelas no mercado de trabalho.

“Somos a primeira cidade do país a desenvolver esse projeto-piloto no ambiente escolar, para despertar nos estudantes o interesse pelo empreendedorismo. Nesse cenário, os parceiros têm papel fundamental, visto que investem tempo e recursos nesse processo de transferência de conhecimento e tecnologia para que possamos ampliar nossas possibilidades de serviços ofertados à população bezerrense”, disse Clisman.

Escala

Para a diretora da Unesco no Brasil, Marlova Noleto, “trabalhar com os jovens da escola pública no empreendedorismo é uma nobre tarefa. É uma forma concreta de transformar a realidade desses alunos”.

De acordo com Janguiê Diniz, após a experiência piloto em Bezerros, todas as prefeituras, estados, secretarias municipais e estaduais de Educação, organizações não governamentais (ONG) e escolas que desejarem implantar o projeto e levar a educação empreendedora aos jovens de sua localidade podem entrar em contato com o Instituto Êxito por e-mail e para obter mais informações.

Instituto

O Instituto Êxito de Empreendedorismo reúne atualmente mais de 800 sócios que compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para impulsionar vidas e histórias.

Ainda segundo o instituto, o curso se baseia na filosofia de que, independentemente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive, com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Educação

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Cadernos de prova do Enem já estão prontos, diz presidente do Inep

Publicado

Os cadernos de provas da edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já foram montados em ambiente seguro e as mídias digitais já estão prontas para serem enviadas para a gráfica na próxima semana. Quem antecipou as informações foi Carlos Moreno, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em entrevista para o programa A Voz do Brasil desta sexta-feira (5).

O presidente do Inep lembrou as datas de realização das provas: 13 e 20 de novembro para o público em geral e 10 e 11 de janeiro para a população privada de liberdade.

Novidades

Neste ano, tanto a edição impressa quanto a digital do Enem serão realizadas no mesmo dia. “Com os mesmos itens e com o mesmo tema de redação”. Dentre as novidades nesta edição, está a possibilidade de os candidatos apresentarem documentos digitais no dia das provas, como o e-Título, Carteira Nacional de Habilitação Digital e o RG digital como documentos válidos. No entanto, só serão aceitos documentos apresentados em seus respectivos aplicativos, como o Gov.Br. Imagens de tela não serão aceitas.

Os protocolos contra a covid-19 se mantêm. Entre eles, a alocação dos estudantes nas salas de aula com distanciamento; o uso de máscara por parte dos aplicadores, fiscais e coordenadores e a higienização de ambientes. “Nós recomendamos que cada participante leve o seu próprio kit de proteção”, disse.

Segundo Moreno, o Enem é a principal porta de entrada para o Ensino Superior pois dá acesso a iniciativas como o Fundo de Financiamento da Educação (Fies), o Programa Universidade Para Todos (Prouni), o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a Lei de Cotas. “O Enem ancora essas políticas públicas já consolidadas”, diz.

Confira a entrevista na íntegra:

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Educação

Continue lendo

Educação

Programa Caminho da Escola ganha novas regras

Publicado

O Diário Oficial da União de hoje (5) publica o Decreto 11.162 que traz novas regras para o Programa Caminho da Escola. O projeto visa renovar, padronizar e ampliar a frota de veículos escolares das redes municipal, do Distrito Federal e estadual de educação básica pública.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o Caminho da Escola é voltado a estudantes da rede pública de educação básica residentes, prioritariamente, em áreas rurais.

O programa oferece diversos tipos de ônibus, lanchas e bicicletas fabricados especialmente para o tráfego nestas regiões. Os veículos devem atender a critérios de segurança e qualidade para garantir o acesso diário e a permanência dos estudantes tanto nas salas de aula como em atividades pedagógicas, esportivas, culturais ou de lazer previstas no plano pedagógico e realizadas fora do ambiente escolar.

Acesso

Os gestores educacionais são os responsáveis pela aquisição dos veículos. A compra da frota pode ser feita de três maneiras: assistência financeira do FNDE no âmbito do Plano de Ações Articuladas (PAR), conforme disponibilidade orçamentária consignada na Lei Orçamentária Anual; recursos próprios; e linha de crédito do junto a instituições financeiras, exceto para bicicletas. Os gestores devem aderir à ata respectiva no Sistema de Gerenciamento de Adesão a Registro de Preços – Sigarp

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC Educação

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana