conecte-se conosco


Tecnologia

Instagram em 2022: assinaturas, novo feed e o que mais está por vir

Publicado

Instagram já liberou várias novidades neste ano
Unsplash/Kate Torline

Instagram já liberou várias novidades neste ano

Ao longo de 2022, o Instagram ganhou diversas melhorias. É o caso do botão para ativar o feed cronológico , uma das funções mais aguardadas entre os usuários. Mas a lista de atualizações não para por aí: a plataforma também recebeu uma  opção para curtir Stories e começou a testar outras novidades, como as assinaturas para conteúdos exclusivos. Confira, a seguir, as novidades que você já pode usar e o que virá em breve na rede social de fotos e vídeos da Meta.

Instagram trouxe feed cronológico de volta

Talvez você se lembre de quando o Instagram era uma rede social apenas para fotos, lá pelo começo da década de 2010. Muita coisa mudou nos últimos tempos, incluindo o feed, que passou a exibir as publicações com base nos interesses do usuário. Mas, após incontáveis pedidos, o Instagram trouxe o feed cronológico de volta.

A liberação de uma das atualizações mais desejadas entre os usuários começou em janeiro, ainda em fase experimental. Naquela época, o chefe da plataforma, Adam Mosseri, anunciou três modos: 

  • Feed Inicial: organiza as publicações com base no interesse (algoritmo);
  • Favoritos: prioriza as publicações de contas favoritas;
  • Seguindo: feed cronológico.

A distribuição geral aconteceu em março. No dia 23 daquele mês, a rede social anunciou os três modos de visualização da lista de publicações a todos os usuários. E você já pode ativar o feed cronológico pelo seu celular Android ou iPhone (iOS).

Curtidas em Stories e outras mudanças na plataforma

As novidades também alcançaram o Instagram Stories. Junto à liberação do feed cronológico a alguns usuários, a rede social passou a disponibilizar um botão para curtir as publicações efêmeras. O recurso começou a ser liberado gradualmente em janeiro, mas já alcançou boa parte das contas atualmente.

O botão é complementar às reações com emojis. Ao curtir um story, a interação fica disponível apenas para o usuário, que pode conferir o número de likes nas métricas da publicação. O aviso também aparece na área de notificações da rede social, junto aos alertas sobre comentários em posts, novos seguidores e afins.

Mas esta não foi a única alteração na plataforma. Em maio, a plataforma passou a esconder stories de quem publica demais . Essa atualização consiste no botão “Mostrar tudo” no canto superior esquerdo: ao pressioná-lo, o usuário tem acesso a todas as publicações ocultadas.

Assinatura pagas para criadores de conteúdos

O OnlyFans se tornou uma plataforma importante para quem deseja vender conteúdos exclusivos na internet. E não demorou muito para a Meta correr atrás desse sucesso e lançar a sua própria solução. Afinal, com a quantidade de influenciadores disponíveis no Instagram, não faltava oportunidade.

Os testes começaram nos Estados Unidos com dez influenciadores em janeiro. Com a ferramenta, os criadores de conteúdos podem escolher um valor das assinaturas. Em seguida, os usuários poderão fazer a contratação com pagamentos periódicos para consumir dois tipos de conteúdos exclusivos: lives e stories.

O modelo também libera insígnias que ficam ao lado do nome do assinante ao comentar no perfil ou enviar mensagem ao criador. Nesta semana, a novidade recebeu algumas expansões . O acesso à ferramenta, porém, ainda é limitado.

Mudanças para focar em conteúdos originais

Mosseri anunciou outras novidades ao algoritmo. Segundo o chefe do Instagram em abril, “se você cria algo do zero, deve receber mais crédito do que se estiver compartilhando algo que encontrou de outra pessoa”. Pensando nisso, a Meta passou a trabalhar para dar mais foco aos conteúdos originais, “principalmente em comparação com o conteúdo republicado” – ou seja, reposts do TikTok.

A explicação do “ranking de originalidade”, no entanto, foi bem confusa. Na sequência, Mosseri afirmou que a plataforma já faz isso, porém, a companhia está se “inclinando mais nessa direção”. Ou seja, o que mudou? Ele explicou:

“À medida que nos dedicamos mais às recomendações, torna-se cada vez mais importante não supervalorizar os agregadores [de conteúdos publicados em outras plataformas], pois isso seria ruim para os criadores e, portanto, ruim para o Instagram a longo prazo”, respondeu Mosseri.

Mas a situação ficou mais complicada. Depois, uma jornalista perguntou “como o Instagram sabe quem é o criador original de uma imagem ou vídeo”. E foi aí que o executivo explicou: “não podemos saber com certeza”, disse. “Construímos classificadores para prever quão provável algo deve ser original, mas isso não é saber”.

Instagram em 2022: o que vem por aí?

Outros recursos deram as caras antes da hora ao longo dos últimos meses. É o caso de uma opção para mudar a posição das fotos do perfil, conforme foi revelado pelo desenvolvedor Alessandro Paluzzi (@alex193a) em janeiro. O botão para reorganizar a grade, no entanto, ainda não está disponível aos usuários.

O Reels deve ganhar mais importância no futuro. Outra mudança aguardada fica por conta de uma atualização da plataforma para transformar todos os vídeos em Reels. Assim, os usuários poderão fazer remix de qualquer conteúdo publicado por perfis públicos.

Demais recursos foram oficializados pelo Instagram, mas ainda não chegaram ao Brasil. É o caso da ferramenta para ajudar a encontrar crianças desaparecidas . A rede social também revelou novos métodos para confirmar a idade dos usuários .

Fonte: IG TECNOLOGIA

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tecnologia

WhatsApp agora tem app melhor para Windows; o que muda e como usar

Publicado

Windows ganha app nativo do WhatsApp
Unsplash/Tadas Sar

Windows ganha app nativo do WhatsApp

O WhatsApp anunciou nesta semana um novo aplicativo nativo para Windows, que antes estava em fase de testes. A ferramenta permite que o aplicativo seja utilizado mesmo se o smartphone estiver desconectado à internet. A seguir, confira o que muda com o novo app e como utilizá-lo.

WhatsApp para Windows: o que muda?

Antes, usuários do Windows tinham apenas duas opções para acessarem o WhatsApp no computador: a versão para desktop ou um aplicativo baseado nesta versão.

Agora, um aplicativo completamente remodelado está disponível na Microsoft Store. Além de permitir o uso sem conexão ao celular (o que a versão web também já permite), o app promete ser mais rápido.

De acordo com o WhatsApp, os aplicativos nativos “são mais confiáveis e mais rápidos”, além de serem “projetados e otimizados para o sistema operacional do seu computador”.

WhatsApp para Windows: como usar?

O primeiro passo para usar o aplicativo do WhatsApp no Windows é baixá-lo na loja oficial Microsoft Store . Depois, é necessário conectá-lo à sua conta. Para isso:

  1. Abra o WhatsApp no celular;

  2. Clique no Menu e vá em “Aparelhos conectados”;

  3. Aponte a câmera do celular para o QR Code exibido no computador e espere o pareamento ser feito.

E o WhatsApp para Mac?

De acordo com o mensageiro, um aplicativo nativo também está sendo desenvolvido para o Mac. Por enquanto, ele não tem data para ser lançado.


Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Tecnologia

Atualize já! Apple alerta para falha que deixa hacker controlar iPhone

Publicado

iPhones devem ser atualizados
Reprodução/Apple

iPhones devem ser atualizados

A Apple alerta para que usuários de dispositivos da marca os atualizem. A empresa soube de uma falha que permite que hackers tomem controle completo de iPhones, iPads e Macs, de acordo com a AFP.

Diante da falha, a Apple preparou e liberou uma atualização de software emergencial, que já está disponível e corrige o bug.

“A Apple está ciente de um relatório que indica que este problema pode ter sido explorado ativamente”, afirma a empresa.

A Apple não deu detalhes de como a falha funciona, mas afirmou que ela permite que invasores assumam o controle dos dispositivos, obtendo dados pessoais e exercendo as mais diversas funções.

Como atualizar seu iPhone ou iPad

  1. Faça backup do dispositivo usando o iCloud ou o seu computador;

  2. Conecte o dispositivo à alimentação e estabeleça conexão com a Internet usando Wi-Fi;

  3. Acesse Ajustes > Geral e toque em “Atualização de Software”;

  4. Se você vir duas opções de atualização de software disponíveis, escolha a que deseja instalar;

  5. Toque em Instalar Agora. Se você vir a opção “Baixar e Instalar”, toque nela para baixar a atualização, insira o código e toque em Instalar Agora.

Como atualizar seu Mac

  1. No menu Apple no canto da tela, selecione “Preferências do Sistema”;

  2. Na janela “Preferências do Sistema”, clique em “Atualização de Software”;

  3. Clique em Atualizar Agora.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana