conecte-se conosco


Internacional

Inglaterra retoma lockdown após casos de covid-19 passarem de 1 milhão

Publicado


O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, determinou neste sábado (31) que a Inglaterra retome o lockdown nacional depois de o Reino Unido ter ultrapassado a marca de 1 milhão de casos de covid-19 e no momento em que uma segunda onda de infecções ameaça sobrecarregar o serviço de saúde.

O Reino Unido, que tem o maior número oficial de mortes causadas pela covid-19 na Europa, está enfrentando mais de 20 mil novos casos de coronavírus por dia, e cientistas alertaram que o “pior cenário” de 80 mil mortos pode ser excedido.

Johnson, em entrevista coletiva convocada às pressas em Downing Street depois que a notícia de um lockdown vazou à imprensa, disse que a medida, com duração prevista de um mês em toda a Inglaterra, começará no primeiro minuto após a meia-noite de quinta-feira (5) e durará até 2 de dezembro.

Segundo as medidas, as pessoas só poderão deixar sua casa por motivos específicos como educação, trabalho, exercícios, compras essenciais e de remédios ou para cuidar de vulneráveis.

“Agora é o momento de adotar ações porque não há alternativa”, disse Johnson, ao lado de seu chefe médico, Chris Whitty, e de seu assessor científico, Patrick Vallance.

O governo vai retomar seu esquema emergencial de subsídio salarial pelo novo coronavírus para garantir que os trabalhadores que foram temporariamente dispensados durante o lockdown recebam 80% de seu pagamento.

Lojas essenciais, escolas e universidades continuarão abertas, disse Johnson. Pubs e restaurantes serão fechados, a não ser para retiradas. Todo o varejo não essencial irá fechar.

A adoção de medidas mais restritivas por Johnson aconteceu depois que cientistas alertaram que o surto estava indo na direção errada e que era necessário agir para conter a disseminação do vírus para que as famílias possam ter esperanças de se reunir no Natal.

Johnson foi criticado por oponentes políticos por agir muito lentamente para o primeiro lockdown nacional, que se estendeu de 23 de março a 4 de julho. Ele adoeceu com covid-19 no fim de março e foi hospitalizado no início de abril.

As medidas vão alinhar a Inglaterra com a França e a Alemanha, ao impor restrições nacionais quase tão severas quanto aquelas que levaram a economia global à recessão mais profunda em gerações, mais cedo neste ano.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Atropelamento na Alemanha deixa 4 mortos; bebê é uma das vítimas

Publicado


source
Autoridades afirmaram que este é um dos dias mais tristes para a cidade de Trier.
Reprodução/CNN Brasil

Autoridades afirmaram que este é um dos dias mais tristes para a cidade de Trier.

Nesta terça-feira (1), um carro invadiu uma área de pedestres em Trier, uma pequena cidade localizada no sudoeste da Alemanha. O atropelamento deixou pelo menos quatro mortos, incluindo um bebê, e quinze feridos. As informações foram dadas pela CNN Brasil .

O caso aconteceu em uma região comercial. Dos quinze feridos, cinco estão em estado grave. Quatro pessoas morreram, inclusive um bebê  — cuja idade não foi divulgada.

“Acabei de andar pelo centro e estava simplesmente horrível. Havia um tênis largado no chão, e a dona dele está morta”, afirmou o prefeito de Trier , Wolfram Leibe, em entrevista para o canal estatal SWR .

Inicialmente, havia a suspeita de que se tratasse de um atentado. Essa hipótese, porém, foi descartada.

O motorista de 51 anos foi detido e, de acordo com a polícia, estava alcoolizado. Ele deverá ser submetido a exames para averiguar se possui problemas psiquiátricos.

As autoridades afirmaram ainda que este é um dos dias mais tristes para a cidade de Trier desde a Segunda Guerra Mundial.

O porta-voz da chanceler alemã Angela Merkel, Steffen Seibert, lamentou o ocorrido. “O que aconteceu em Trier é chocante. Nossos corações estão com os familiares das vítimas , com os muitos feridos e com todos aqueles que estão cuidando dos afetados”, escreveu no Twitter.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Kim Jong-un é vacinado contra Covid-19 com fármaco chinês, diz especialista

Publicado


source
kim
kcna

Kim Jong-un


O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un , recebeu nas últimas semanas uma vacina chinesa contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2), segundo informações de um especialista norte-americano.


Harry Kazianis, um especialista em segurança, afirmou em um artigo publicado na revista “19FortyFive” que a China também enviou doses do medicamento para os membros da família de Kim .

“O líder norte-coreano Kim Jong-un e vários outros altos funcionários da família Kim e da rede de liderança foram vacinados contra a Covid-19 nas últimas duas a três semanas graças a uma das vacinas candidatas fornecidas pelo governo chinês”, explicou o especialista.

Kazianis ainda citou anonimamente duas fontes da inteligência japonesa e não indicou qual das vacinas chinesas foi administrada no líder norte-coreano.

Atualmente, a China tem quatro vacinas candidatas contra a Covid-19 na fase 3 de testes clínicos – a última etapa – em estudos que estão sendo realizados ao redor do mundo.

De acordo com a China National Pharmaceutical Group (Sinopharm), quase um milhão de chineses já receberam duas vacinas experimentais anti-Covid produzidas pela farmacêutica, mesmo que não tenham os resultados sobre a eficácia publicado.

A Coreia do Norte ainda não formalizou nenhum contágio de coronavírus no país, enquanto um relatório recente da Organização Mundial da Saúde apontou que “mais de 800 casos suspeitos” foram registrados. 

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana