conecte-se conosco


Mato Grosso

Indústria têxtil propõe verticalização do algodão mato-grossense

Publicado

A produção de algodão em Mato Grosso foi de 1,8 milhão de toneladas na safra 2017/18, o que significa 70% do total produzido no país. O estado está em primeiro lugar no ranking nacional e exporta principalmente para a China e Índia. Tanta matéria prima despertou o interesse da Companhia de Fiação e Tecidos Cedro e Cachoeira, indústria mineira e a primeira S.A. do Brasil, com quase 150 anos de atuação.

“Depois de mudanças na operação há 5 anos, verificamos que não há necessidade de termos mais a indústria de fiação dentro da planta, somente a tecelagem ‘para frente’. Então, é hora de concentrar onde tema mais necessidade e faz sentido trazer este elo par onde tem matéria prima”, explicou Marco Antônio Branquinho Júnior, presidente da companhia.

Em reunião com o vice-governador de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, e o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, nesta sexta-feira (13.09), o executivo informou que 95% da produção têxtil é consumida no País e que existem apenas 1500 indústrias em funcionamento. As empresas de confecção são bem mais numerosas, cerca de 27 mil micro e pequenos negócios que empregam até 50 funcionários cada.

Leia Também:  Programação inclui novo nome da MPB, shows com artistas regionais e evento para famílias

Mato Grosso está em processo de verticalização econômica e Branquinho acredita que há espaço para investidores apostarem na região. A Cedro seria uma das consumidoras desta fiação, pois fabrica 75 milhões de metros de tecido por ano, 90% deste total tem o algodão como matéria prima. Na fiação, produzimos 30 mil toneladas de fio por ano, o que significa o consumo de 33 mil toneladas de algodão por ano.

“O Estado tem interesse em incentivar a vinda de uma indústria têxtil, pois tem que criar condições para a verticalização desta cadeia. Vamos conversar com potenciais interessados e verificarmos a viabilidade deste plano de negócios”, disse o vice-governador, Otaviano Pivetta.

Inicialmente, a indústria estaria localizada em um município da Baixada Cuiabana. Para o secretário César Miranda, é importante viabilizar uma indústria deste porte em Mato Grosso para gerar desenvolvimento com mais emprego e renda para a população. “Junto com a indústria vem a qualificação de mão de obra e melhorias indiretas para o município e região onde será instalada”, afirmou. O secretário adjunto de Investimentos e Agronegócio, Walter Valverde, também participou da reunião.

Leia Também:  Comandos Regionais da PM planejam ações para segundo semestre

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Walter Arruda é reeleito na Femab para mais quatro anos; Secretário Édio Martins e mais 90 líderes prestigiam posse

Publicado

Arruda é cumprimentado pelo secretário-adjunto Édio Martins: parceria de décadas

O ex-vereador e líder comunitário, Walter Arruda, foi reconduzido na manhã deste domingo, 8, à presidência da Federação Mato-grossense de Associações de Moradores de Bairros (Femab), entidade que congrega 85 uniões de associações em todo o Estado de Mato Grosso. Cerca de 60 líderes de Cuiabá, Cáceres, Rondonópolis, Barra do Garças, Alto Araguaia, Nortelândia, Poconé, baixadaCuiabana,  Sinop entre tantos presentes estiveram no ato.

Arruda foi reeleito por aclamação da chapa “Femab somos nós, nossa força, nossa voz”, pelas entidades presentes em evento na sede da Femab, na rua Senador Metello, em Cuiabá.

Com36 anos de serviços prestados ao movimento comunitário de Mato Grosso, tendo exercido diversos cargos executivos de nível nacional, incluindo o de vice-presidente da Conam (Confederação conselho Nacional das Associações de Moradores de Bairros), Walter Arruda entrao seu terceiro mandato.

A sua aclamação foi prestigiada por entidades de todo o Estado, em evento concorrido na sede. O presidente da União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairros e secretário-adjunto de Assuntos  Comunitário do Governo Estado, Édio Martins, destacou aos presentes, no seu pronunciamento, o trabalho de Walter Arruda em prol das causas sociais.

Mesa das autoridades no evento de reeleição de Walter Arruda, neste domingo

_“O nome de Walter Arruda se confunde com a luta comunitária, não apenas de Cuiabá e Mato Grosso, mas em nível nacional. É um homem público comprometido como bem estar das pessoas que habitam os bairros. Arruda é um incansável e inquieto articulador para o melhor para as associações de bairros”, disse Édio Martins.

Leia Também:  Sema será primeiro órgão público de MT a ter painéis solares

Arruda agradeceu o apoio que recebe permanentemente dos líderes comunitários do Estado, das autoridades, prefeitos vereadores e gestores públicos. Édio Martins, por sua vez, destacou o trabalho que o governador Mauro Mendes pretende ampliar na área social.

Édio disse que a Secretaria-adjunta de Assuntos Comunitários nasceu sem orçamento para o presente ano, mas a LOA para 2020 já prevê uma fatia importante de recursos para custeio dos programas sociais pela sua secretaria e que muitos projetos estão previstos para o ano que  vem.

Édio, assim como WalterArruda, lembraram que o atual governo estadual tem projetos com pés no chão para as comunidades, oque o  governo passado não fez. “Ogo0vrnador Mauro Mendes vê com muita atenção os projetos comunitários.

Walter Arruda foi reeleito para o seu quinto mandato na Femab. Na ocasião, ele cobrou e lembrou a necessidade de união dos comunitários. “A união é que nos fará a direção certa para maiores benefícios para os bairros”, disse.

Continue lendo

Mato Grosso

Cáceres institui programa para fomento da cidadania fiscal

Publicado

O município de Cáceres (220 km de Cuiabá) conta a partir deste mês com um Programa Municipal de Educação Fiscal. A medida tem o apoio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), que coordena o Programa de Educação Fiscal no estado de Mato Grosso, e visa levar conhecimento aos cacerenses sobre origem, aplicação e controle dos recursos públicos.

A criação do Programa de Educação Fiscal de Cáceres foi aprovada e sancionada na quinta-feira (05), por meio da Lei Municipal nº 2.811.

“Desde o primeiro ano de gestão temos incentivado a participação popular na formulação das políticas públicas do município. Com o Programa da Educação Fiscal a participação popular dos cacerenses será ainda mais fomentada, contribuindo para a formação das crianças na participação do controle social”, afirma o prefeito Francis Maris Cruz.

Para o presidente da Câmara de Vereadores, Rubens Macedo, a relevância do Programa está em levar ao conhecimento da sociedade a importância da função socioeconômica dos tributos, incentivando o acompanhamento da aplicação dos recursos públicos.

A instituição de uma política pública voltada para a prática da cidadania fiscal é uma ação importante que possibilita o aperfeiçoamento dos mecanismos de planejamento, por meio da participação ativa da população. Após a aprovação da lei, o Decreto para regulamentar a legislação será publicado pelo município, assim como a Portaria designando os servidores responsáveis na implantação do Programa.

Leia Também:  Sema será primeiro órgão público de MT a ter painéis solares

De acordo com o gerente regional Atendimento ao Contribuinte, da Sefaz, Sandoval Vieira de Araújo, a pasta fazendária fará a capacitação dos profissionais da rede municipal que vão atuar no Programa de Educação Fiscal. O curso será ministrado pelos representantes do Programa da Educação Fiscal da Secretaria de Fazenda da Região Oeste, Leandro Xavier Ursolino e Anacleto Antunes Magalhães.

Programa Cidadania Fiscal

Instituído em 2015, o Programa Cidadania Fiscal de Mato Grosso tem como principais objetivos: inserir a educação fiscal no planejamento escolar; mobilizar e sensibilizar os gestores públicos para a melhoria da transparência do serviço público; sensibilizar os servidores quanto aos princípios básicos da administração pública e sua relação na melhoria da qualidade de vida da sociedade; disseminar dados e informações sobre a transparência na administração pública; incentivar o cidadão a exercer a cidadania fiscal, mediante o controle social do gasto público; além de incentivar o comprometimento do cidadão no processo de planejamento das ações de governo.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana