conecte-se conosco


Política Nacional

Indicado à diretoria da Abin promete investigar avião da FAB com cocaína

Publicado

Na reunião da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) desta quarta-feira (26), o delegado da Polícia Federal, Alexandre Ramagem, indicado pela Presidência da República para a direção da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), afirmou que o órgão deve colaborar com as investigações acerca da prisão de um militar da Aeronáutica em Sevilla, na Espanha, com 39 kg de cocaína em avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Ele considerou o episódio “um absurdo e grave desvio de função, que será punido com os rigores da lei”.

Ramagem fez o comentário em resposta ao senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) que destacou a relevância do setor de inteligência para o governo brasileiro, inclusive para prevenir casos como o imbróglio envolvendo a prisão do militar pela Guarda Civil Espanhola depois de deixar o avião reserva da Presidência da República. O caso indignou o senador, que não poupou o oficial da Aeronáutica brasileira que trazia a droga em uma mochila. Ele chamou o incidente de “surreal” e admitiu que sentia vontade de utilizar “linguajar chulo” ao se referir ao fato, qualificando a conduta do militar como “criminosa”.

— Dá vontade de utilizar palavras bem baixas pra uma pessoa que faz uma coisa dessas, acreditando que não vai ser pega. Olha a relevância de se ter informações, e a iniciativa para se prevenir coisas desse tipo. É um criminoso, e bandido bom é aquele que a gente conhece deitado, enterrado. É difícil até tentar tipificar a conduta desse bandido. Se seria “apenas” um traficante de drogas utilizando um avião da Presidência da República, ou se tem intenções de criar mais um problema contra o atual governo. É inaceitável; chega a tirar do controle a vontade que vem à cabeça quando nos deparamos com algo desse tipo. Bom, o vagabundo já está detido em Sevilla e o governo irá colaborar de todas as formas para elucidarmos o caso — analisou Flavio Bolsonaro.

Ramagem também garantiu que a Abin irá colaborar nas investigações.

— Que [o militar] seja retirado para não manchar os demais 300 mil militares neste país. Vai haver cooperação com as congêneres de polícia, de investigação e de inteligência, e os rigores da lei contra essa pessoa. Temos que investigar porque ninguém chega com essa quantidade de entorpecentes sem uma fonte de origem e sem um contato. Todas essas questões têm que ser levantadas. A inteligência tem que estar nisso.

Fonte: Agência Senado
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Prazo de votação expira e MP que criou a ID Estudantil perde validade

Publicado

A Medida Provisória 895/2019, que criou a Carteira de Identificação Estudantil gratuita em formato digital, perdeu a validade por não ter sido analisada pelo Congresso Nacional no prazo regimental de 120 dias. No entanto, como a MP produz efeitos imediatos, quem tirou a chamada ID Estudantil poderá continuar usando o documento até dezembro. A MP alterava a norma (Lei 12.933, de 2013) que trata da meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes em espetáculos artístico-culturais e esportivos.

Para que virasse lei, a MP deveria passar por uma comissão mista e, depois, ser apreciada nos plenários do Senado e da Câmara. Como o prazo da MP expirou, os interessados deverão recorrer às entidades estudantis ou instituições de ensino que já emitiam o documento. O governo ainda não informou se apresentará um novo texto com o mesmo objetivo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado
Continue lendo

Política Nacional

Michelle Bolsonaro busca crianças que viralizaram falando mal do PT nas eleições

Publicado

source
mulher fazendo coração com as mãos e homem ao lado dela arrow-options
Carolina Antunes/PR

Michelle e Bolsonaro

Michelle Bolsonaro usou seu Instagram oficial para convocar crianças que apareceram em vídeos que viralizaram durante a campanha do marido, Jair Bolsonaro , para a presidência em 2018.

Nos stories da conta da primeira-dama, foi feita a convocação, com o desenho de um coelho: “Good morning (bom dia em inglês) com essas fofuras que marcaram a eleição do meu esposo. Se alguém conhecer alguma delas, me chame no direct”. Na sequência, foram postados alguns vídeos dessas crianças .

Leia também: Após realizar cirurgia, Michelle Bolsonaro recebe alta hospitalar em Brasília

Num desses vídeos postados no Instagram de Michelle , uma menina de cerca de 4 anos repreende a mãe, que cita o nome de Haddad, que disputou o segundo turno com Bolsonaro. Em outro, um menino chora quando ouve do pai que ele vai votar em Haddad, e responde, aos prantos, que vai votar em Bolsonaro.

Já outro vídeo, datado em 3 de outubro de 2018, também postado nos stories da primeira-dama, uma menina de cerca de 4 anos é filmada euquanto fala: “Eu sou o Bolsonaro, eu sou o Bolsonaro…”. A mãe, então, a interrompe e pergunta o que o Lula é. “Lula é um ladrão”, responde a garotinha na gravação.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana