conecte-se conosco


Política MT

Indicações para infraestrutura, educação e saúde beneficiam região do Araguaia

Publicado


Deputado Dr. Eugênio apresentou indicações em sessão plenária

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Na sessão plenária desta terça-feira (27), o deputado estadual Dr. Eugênio (PSB) apresentou indicações voltadas para infraestrutura, educação e saúde da região do Araguaia. O cascalhamento de 47 quilômetros do trecho entre Porto Kalapato e a aldeia Ilha Grande, reparos no asfalto da MT-251 entre Campinápolis e Nova Xavantina, a aquisição de dois ônibus escolares para atender o município de Porto Alegre do Norte, a implantação de redutores de velocidade na MT-020 e a implantação de um hospital regional para atender o norte do Vale do Araguaia (Baixo Araguaia) foram medidas solicitadas.

O deputado solicitou ao Executivo estadual estudos de viabilização de apoio estatal para manutenção e aterramento com cascalhamento de 47 quilômetros de estrada entre o Porto Kalapalo e o acesso da fazenda Gabriela  e no trecho de 80 quilômetros entre o entroncamento da entrada do Porto e a aldeia Ilha Grande, acesso entre as comunidades Alto Xingu, Baixo e Médio.

Para a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), o parlamentar solicitou a necessidade urgente de reparos no asfalto da MT-251 entre Campinápolis e Nova Xavantina e limpeza das margens da referida rodovia. Também pediu para melhorar a sinalização com implantação de redutores de velocidade na MT-020, antes da chegada às obras das pontes sobre o Córrego Canastra e Córrego Canastra II para evitar novos acidentes em face da precária sinalização.

Já para a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), solicitou a aquisição de dois ônibus escolares para atender o município de Porto Alegre do Norte. E para a Secretaria de Estado de Saúde (SES),  pediu a implantação de um hospital regional para atender a região norte do Vale do Araguaia – Baixo Araguaia.

Moção de pesar – Dr. Eugênio apresentou moção de pesar  aos familiares do senhor Valdivino Broch, pioneiro de Canarana, falecido em 12 de setembro de 2020, aos 86 anos de idade.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Previdência complementar passa a valer para os servidores de MT

Publicado

A adesão é automática apenas para novos servidores que ingressarem após a aprovação da medida; para quem entrou no serviço público antes da vigência a participação é opcional

A Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc) aprovou o plano de previdência Prevcom-MT, exclusivo dos servidores do Estado de Mato Grosso. A medida formalizou também o acordo de gestão firmado com a Fundação de Previdência Complementar do Estado de São Paulo (Prevcom) para a gestão do fundo.

Com a sanção da Previc, o Regime de Previdência Complementar implantado pelo governo estadual passa a ser aplicado aos titulares de cargos efetivos dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, membros da Magistratura, Ministério Público, Defensoria Pública, Tribunal de Contas Estadual (TCE) e de órgãos da administração direta e indireta admitidos a partir da edição do DOU.

A portaria nº 821 que oficializa a previdência complementar foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (26)

A parceria foi definida com base em estudos e análises técnicas referendados pelo Conselho de Previdência de Mato Grosso, órgão deliberativo composto por representantes dos poderes e órgãos autônomos, e de representantes dos segurados. A avaliação levou em consideração a sólida estrutura de governança, rentabilidade consistente, baixo custo operacional e a experiência acumulada durante sete anos de atividade.

Adesão é automática apenas para novos servidores

O regulamento homologado pelo órgão federal estabelece o teto do INSS de R$ 6.101,06 como valor máximo para aposentadoria dos novos concursados do governo mato-grossense. Para receber remuneração acima deste patamar, o participante poderá contribuir com o percentual que desejar e construir a reserva financeira que vai garantir renda extra ao se aposentar.

Para os novos servidores que ingressarem após a aprovação, e tenham remuneração superior ao teto do INSS, a inscrição será automática. A adesão automática pode ser revertida a pedido do servidor em até 90 dias após o ingresso. O governo estadual, como patrocinador, realizará aportes paritários de até 7,5% da parcela do salário que ultrapassar o limite fixado.

Já para os servidores que entraram no serviço público antes da vigência do sistema de benefícios, a adesão é facultativa, de acordo com o plano de migração que ainda será regulamentado pelo Estado de Mato Grosso.

Com o novo regime, o servidor inscrito passará a ter duas fontes de receita ao se aposentar. Receberá o benefício do MT Prev somado à renda paga pelo Prevcom-MT, de acordo com o montante acumulado na conta individual durante a carreira. Esta reserva de longo prazo, além das contribuições mensais, pode ser reforçada com aportes facultativos.

Há também o recurso da portabilidade, que permite a transferência de capital de planos contratados junto a bancos e outras instituições para concentrar os valores na carteira previdenciária por sua rentabilidade e pelo benefício fiscal de dedução de até 12% da base de cálculo do Imposto de Renda.

O gerenciamento do Prevcom-MT será realizado pela Fundação paulista, entidade fechada, sem fins lucrativos, especializada na administração de benefícios previdenciários para servidores públicos.

 

Continue lendo

Política MT

Por telefone, chefe da Casa Civil parabeniza Emanuel e garante reunião com governador nos próximos dias

Publicado

Emanuel Pinheiro quer por fim a rusgas com Mauro Mendes e buscar novas parcerias entre Estado e Cuiabá [Foto – Marcus Mesquita]

O prefeito reeleito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) disse na manhã desta segunda-feira (30), que terá uma reunião com o governador Mauro Mendes (DEM) nos próximos dias no Palácio Paiaguás. A informação, conforme o emedebista, foi repassada pelo secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, durante telefonema para condimentá-lo pela vitória no segundo turno.

Do domingo (29), logo após a confirmação da vitória nas urnas, Emanuel disse a jornalistas que gostaria ter uma reunião com o governador e que iria usar seu filho, o deputado federal Emanuelzinho (PTB), como um elo entre os dois, que vêm trocando acusações desde o ano passado.

Pinheiro destacou que não foi o governador quem lhe telefonou. “O governador não me ligou. Quem ligou foi o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho. Ele me parabenizou e reconheceu a vitória. Ele ficou de avisar e marcar com o deputado Emanuelzinho para a gente fazer o primeiro encontro entre o poder Municipal e Estadual”, afirmou em conversa com jornalistas na Catedral Metropolitana de Cuiabá, onde era realizada a missa de corpo presente do arcebispo Dom Bonifácio Piccinini, que morreu no sábado (28), aos 91 anos.

Ontem à noite após o término da apuração, o governador emitiu nota parabenizando Emanuel e garantindo que governo está aberto para dialogar com todos os prefeitos do estado.

Emanuel acredita que a partir dessa reunião, poderá iniciar uma nova fase de entendimento e parcerias entre o Governo e a Capital. “Quero discutir parcerias. O governador foi prefeito, sabe as dificuldades do município por isso quero combinar com ele o que os bairros precisam. Há muitas coisas que precisam ser discutidas para o bem de Cuiabá”.

 

 

,

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana