conecte-se conosco


Educação

Índia tem eleições neste fim de semana

Publicado

Independente do resultado das eleições gerais na Índia, a relação do Brasil com o país continuará “sendo muito boa”, de acordo com o embaixador do Brasil na Índia, André Aranha. “Qualquer que seja o governo, vamos poder fortalecer a relação com o país”, diz.

A maior eleição do mundo, com 900 milhões de eleitores, está chegando ao fim. Neste domingo (12), ocorre a sexta de sete fases de votação. Tamanha a logística necessária para garantir a segurança do pleito, as eleições são divididas em fases de acordo com as regiões do país. Entre os locais onde ocorrerá votação neste final de semana, está a capital, Nova Deli.

Os indianos irão escolher os membros do parlamento que, por sua vez, escolherão o novo primeiro-ministro. A contagem de votos será feita no dia 23 de maio. Dois nomes estão entre os mais cotados para essa posição, o atual primeiro-ministro, Narendra Modi, que concorre à reeleição, e o presidente do Congresso Nacional indiano, Rahul Gandhi. 

“Modi é um grande líder no sentido de buscar o progresso, o avanço, a aproximação entre os Brics [formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul] e também entre os países que compõem o Ibas, Fórum de Diálogo Índia, Brasil e África do Sul”, diz Aranha, que complementa, “Raul Gandhi é herdeiro da grande tradição política indiana e também tem laços fortes e positivos com o Brasil”.

Educação

Aranha participou de um evento em um dos escritórios do Banco Mundial, em Nova Deli, para discutir a educação na Índia e no Brasil. A atividade fez parte da 11ª Missão Técnica Internacional do Semesp, que reúne reitores e representantes de instituições particulares de ensino superior do Brasil.

Na educação, de acordo com Aranha, os dois países ainda podem estreitar os laços de cooperação. “Juntos somos 1,5 bilhão de pessoas, isso faz com que haja inúmeras possibilidades que podemos desenvolver. Agora como fazer isso? Temos que nos conhecer melhor”.

De acordo com Aranha, não nos conhecemos. “São poucos os brasileiros que vêm aqui, poucos indianos vão ao Brasil. Temos que intensificar isso, trazer estudantes, trazer acadêmicos, assegurar que possamos encontrar respostas para problemas que nos afetam e que precisamos superar”.

Segundo a Associação de Universidades Indianas, os últimos dados do governo mostram que apenas 18 brasileiros estão matriculados nas instituições da Índia, sendo dez mulheres.

* A repórter viajou à convite do Semesp

 

Edição: Narjara Carvalho
publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Educação

Prazo de inscrições para o Enem 2022 termina amanhã

Publicado

Termina, às 23h59 (horário de Brasília) deste sábado (21), o prazo de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022, versões impressa e digital. Todos os interessados em fazer o exame, isentos ou não, devem se inscrever pela Página do Participante. O exame será aplicado em todos os estados brasileiros, nos dias 13 e 20 de novembro.

Pagamento

Após a inscrição, o participante não isento deve acessar a Página do Participante, com login e senha únicos cadastrados no portal do governo federal (Gov.br), para escolher a forma de pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 85.

O prazo para pagar a taxa é até 27 de maio. Pela primeira vez, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possibilitou o pagamento da taxa por meio de PIX e cartão de crédito, além do tradicional boleto – Guia de Recolhimento da União (GRU Cobrança). Vale lembrar que, após selecionar a opção de pagamento, não será possível alterar a escolha.

Nome social

O participante que se identifica e quer ser reconhecido socialmente pela sua identidade de gênero (participante transexual, travesti ou transgênero) e que já tem o respectivo nome cadastrado na Receita Federal será identificado pelo nome social no momento da inscrição. Contudo, será necessário confirmar a opção na Página do Participante, entre os dias 23 e 28 de junho.

Para os candidatos que querem ser identificados pelo nome social e não têm o respectivo nome cadastrado na Receita, o Inep orienta que seja feita a solicitação de tratamento após a inscrição, no período de 23 a 28 de junho, pela Página do Participante.

Para esse procedimento, será necessário apresentar uma lista de documentos de comprovação das condições que o motivam: foto atual, nítida, individual, colorida, com fundo branco que enquadre desde a cabeça até os ombros, de rosto inteiro, sem uso de óculos escuros e artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro ou similares); e cópia digitalizada, frente e verso, de um dos documentos de identificação oficiais com foto, válido.

Documentos enviados fora do prazo ou externos à Página do Participante não serão aceitos. Toda a documentação deverá ser anexada e enviada em formato PDF, PNG ou JPG, com tamanho máximo de 2 megabytes (MB).

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar dos estudantes ao término da educação básica.

Ao longo de mais de duas décadas de existência, tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de iniciativas como o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Instituições de ensino públicas e privadas utilizam o Enem para selecionar estudantes, além de universidades em Portugal.

Edição: Denise Griesinger

Continue lendo

Educação

Brasil poderá ter “maior banco de dados sobre ensino”, diz ministro

Publicado

O ministro da Educação, Victor Godoy Veiga, disse hoje (19) que acredita que a plataforma Avaliações Diagnósticas e Formativas, que visa monitorar e classificar o ensino em todos os níveis no Brasil, poderá se tornar “um dos maiores bancos de dados para avaliação da educação básica no mundo” em pouco tempo. A afirmação foi feita durante a abertura do 1º Fórum de Discussão de Resultados das Avaliações Diagnósticas e Formativa do Ministério da Educação.

“Essa ferramenta muito em breve, vai se tornar um dos maiores repositórios de dados de avaliação da educação básica em todo o mundo. E esses frutos representam uma esperança. Esperança de que possamos não só enfrentar os efeitos da pandemia na qualidade da educação brasileira, mas também enfrentar outras deficiências que nós temos na nossa educação”, disse.

O ministério aposta na plataforma para avaliar quanto os estudantes aprenderam em determinado período. No ambiente virtual estão disponíveis 579 cadernos de avaliação, compreendendo os componentes curriculares de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências da Natureza, Língua Inglesa, Fluência e Produção Textual. As avaliações correspondem ao primeiro ciclo de 2022 e abrangem toda a etapa do ensino fundamental (1º ao 9º ano) e ensino médio (1º ao 3º ano).

Os primeiros resultados serão tornados públicos pelo ministério para serem discutidos. As possibilidades de enfrentamento das defasagens encontradas, inclusive as intervenções pedagógicas focalizadas nos pontos de maior fragilidade fazem parte dessa discussão.

Ainda neste ano, serão disponibilizados 4 ciclos de avaliações diagnósticas e formativas, permitindo o acompanhamento do desempenho dos estudantes bimestralmente e uma melhor organização do trabalho pedagógico das escolas com objetivo de recuperar, efetivamente, as dificuldades de aprendizagem mapeadas pela plataforma.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana