conecte-se conosco


Internacional

Incêndio de grandes proporções atinge floresta Grunewald, na Alemanha

Publicado

Cerca de 15 mil metros quadrados foram atingidos pelas chamas
reprodução / Twitter – 04.08.2022

Cerca de 15 mil metros quadrados foram atingidos pelas chamas

A floresta Grunewald em Berlim, na Alemanha , foi atingida nesta quinta-feira (4) por um incêndio provocado por inúmeras explosões em um depósito de munições da polícia da capital do país.

Segundo o Corpo de Bombeiros local, as chamas afetaram uma área de aproximadamente 15 mil metros quadrados, que foi completamente cercada. As equipes, no entanto, estão encontrando dificuldades para se aproximar do depósito.

O funcionamento de várias linhas ferroviárias da capital alemã foi interrompido por causa do incêndio, assim como trechos de algumas rodovias.


As autoridades locais confirmaram que ninguém ficou ferido, mas alertou que as chamas “estão se expandindo ainda mais”. As altas temperaturas na Alemanha, que podem atingir até 40°C em várias regiões, estão favorecendo o fogo e dificultando o trabalho dos bombeiros.

As explosões neste armazém de munições, onde estão guardados dispositivos explosivos, incluindo bombas da Segunda Guerra Mundial achadas no subsolo de Berlim, teriam começado por volta das 9h (local).

Desde o início do verão,  vários incêndios florestais destruíram áreas naturais da região de Brandeburgo, nos arredores de Berlim. Um deles queimou mais de 850 hectares.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Rússia lança satélite iraniano em meio a preocupações do Ocidente

Publicado

Presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e do Irã, Ebrahim Raisi
GOVERNMENT OF THE ISLAMIC REPUBLIC OF IRAN

Presidentes da Rússia, Vladimir Putin, e do Irã, Ebrahim Raisi

Nesta terça-feira (9), um satélite iraniano foi lançado ao espaço por um foguete russo a partir do Cazaquistão e alcançou a órbita pouco depois. A ação ocorre em meio a temores do Ocidente de que  Moscou utilize o sistema em uma operação na Ucrânia.

Imagens transmitidas pela agência espacial russa Roscosmos mostraram o foguete Soyuz-2.1b carregando o satélite Khayyam no momento da decolagem, controlado pela Rússia.

O controle da missão russa confirmou a entrada do satélite em órbita.

Segundo a agência de notícias AFP, o Irã — que  mantém laços com o país governado pelo presidente Vladimir Putinevita criticar a ação russa na Ucrânia — procurou dissipar as suspeitas de que Moscou usaria o Khayyam para monitorar alvos militares em território ucraniano.

Na última semana, o jornal Washington Post mencionou um oficial de inteligência ocidental dizendo que a Rússia “planeja usar o satélite por vários meses ou mais” para apoiar suas operações militares antes de permitir que o Irã assuma o controle.

A Agência Espacial Iraniana (AEI), no entanto, garantiu que a República Islâmica controlará Kayyam “desde o primeiro dia”. “Nenhum país terceiro poderá acessar as informações” enviadas pelo satélite devido ao seu “algoritmo criptografado”, afirmou.

De acordo com a agência, a missão do satélite é “monitorar as fronteiras do país”, aumentar a produtividade agrícola e monitorar os recursos hídricos e desastres naturais.

“Devido ao peso do satélite Kayyam de mais de duas toneladas e meia e à alta taxa de sucesso do lançador Soyuz, o lançamento do satélite Khayyam foi confiado à Rússia”, informou a AEI em um comunicado na última segunda (8).

Após a invasão à Ucrânia , a Rússia tem sofrido sanções e bloqueios em diversas áreas por parte de países ao redor do mundo . Diante dessa situação, o Kremlin tem procurado se aproximar do Oriente Médio, da Ásia e da África, buscando apoio para seu programa espacial.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Cuba enfrenta 5º dia de incêndio em depósito de petróleo

Publicado

Explosão causou grande desastre em Cuba
Reprodução/Twitter

Explosão causou grande desastre em Cuba

O grande incêndio que começou na última sexta-feira (5) em um depósito de petróleo em Matanzas, em Cuba, ainda não foi controlado pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo informações das autoridades locais, um bombeiro de 60 anos de idade foi o único morto confirmado até o momento, enquanto 16 indivíduos estão desaparecidos. Pelo menos 24 pessoas seguem hospitalizadas, sendo cinco delas em estado crítico.

Ao longo dos trabalhos realizados na segunda-feira (8), diversos helicópteros interviram na região, mas não conseguiram superar as chamas. O governador de Matanzas, Mario Sabines, comentou em uma entrevista à TV estatal que a área do incêndio é “muito grande” e que o trabalho realizado pelos bombeiros é “complexo”.

O vice-chefe do Corpo de Bombeiros local, Alexander Avalos Jorge, confirmou que “uma reação em cadeia foi desencadeada”. Até o momento, Cuba já recebeu apoio de aviões, bombeiros e equipamentos do México e da Venezuela.

As chamas começaram na última sexta, quando um raio acertou um tanque de petróleo bruto em uma zona industrial de Matanzas, cidade situada a 100 quilômetros da capital Havana. Em seguida, o fogo se alastrou para um segundo reservatório, este de óleo combustível. As autoridades alertaram que um quarto tanque também estaria em perigo.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana