conecte-se conosco


Esportes

Imbatível, Flamengo vence clássico e dispara na liderança do Brasileirão

Publicado

O Flamengo segue imparável no Campeonato Brasileiro e chegou a sua vigésima vitória na competição. A vítima da noite neste domingo foi o rival Fluminense, que saiu de campo derrotado por 2 a 0. Bruno Henrique e Gerson marcaram para o Rubro-Negro no Maracanã, pela 27ª rodada da competição nacional.

Com 64 pontos, a equipe de Jorge Jesus segue disparada na ponta da tabela, e agora volta suas atenções para o confronto decisivo das semifinais da Libertadores, diante do Grêmio, na próxima quarta-feira, no Maracanã. Na sequência do Brasileiro, pela 28ª rodada, o adversário será o CSA, no domingo, também no Rio de Janeiro.

O Fluminense, por sua vez, tem a chance de se reabilitar contra a Chapecoense, em confronto direto contra o rebaixamento, no sábado 26, no Maracanã. Com 29 pontos, o Tricolor segue próximo da zona do rebaixamento e aguarda o encerramento da rodada nesta segunda-feira, quando Ceará e CSA, as duas primeiras equipes dentro do Z4 com 26 pontos, estarão em campo.

O Jogo – O clássico começou em ritmo eletrizante no Maracanã, com o Flamengo pressionando o Flu como se o título estivesse em jogo em cada bola. Sufocado em sua defesa, até Yony González voltou para ajudar, e aos 3 minutos, tentou dar um chutão próximo à linha de fundo e acabou passando a bola para Gabigol na área. O artilheiro matou e chutou no canto, mas Muriel tocou com a ponta dos dedos para escanteio.

Leia Também:  Nos acréscimos, Cuiabá bate o Criciúma pela primeira rodada da Série B

Everton Ribeiro cobrou curto para Rodinei, que levantou na área. Bruno Henrique subiu sozinho e testou no canto de Murile para fazer Fla 1 a 0.
O Fluminense, mesmo sufocado, quase chegou ao empate em lance que gerou protestos da defesa do Flamengo, aos seis minutos. Gilberto cobrou escanteio pela esquerda, Yony González tentou o cabeceio e a bola sobrou para Wellington Nem na pequena área. Ele tentou de voleio de primeira e Diego Alves salvou no reflexo.

Aos 27, quase o segundo do Fla. Everton Ribeiro cobrou escanteio e levantou na área. A zaga rebateu de cabeça e Rodinei, na intermediária, tocou de primeira na lateral do campo para Vitinho, que cruzou no segundo pau e Rodrigo Caio acertou o cabeceio. Muriel voou e evitou o gol, mas deu rebote para o meio da área. Everton Ribeiro chegou primeiro e tocou para a pequena área, mas a zaga conseguiu afastar.

O Flu ainda teve uma chance antes do apito final da primeira etapa. Jogada pela esquerda, Caio Henrique levanta na área e Yony González tenta uma bicicleta e manda muito perto do gol.

O Flamengo começou o segundo tempo em cima do Flu e Gabigol quase amplia com um minuto de bola rolando. Frazan vacila e o artilheiro roubou a bola, entrou na área e quase consegue driblar Muriel, mas o goleiro conseguiu tirar a bola antes que ele finalizasse.

O segundo gol finalmente saiu aos 20. Gabigol puxou o contra-ataque e tocou na frente para Reinier, que tabelou e dominou na meia lua antes de tocar para Gerson na direita. O meia cortou para o meio e bateu de canhota no canto, e a bola ainda bateu em Gilberto antes de entrar.

Leia Também:  Taxistas ameaçam bloquear acesso a Mônaco durante GP da Fórmula 1

O Flu ainda chegou perto de diminuir aos 48, em escanteio de Gilberto, Lucão desviou e Frazan tentou bater de voleio, mas Diego Alves garantiu o placar para sua equipe com mais uma defesa.

FICHA TÉCNICA FLAMENGO-RJ 2 X 0 FLUMINENSE-RJ
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de outubro de 2019, domingo
Hora: 18h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Piris da Motta, Pablo Marí, Gabigol (Fla); Ganso, Caio Henrique, Frazan, Lucão (Flu)
Renda: R$ 2.565.378,25
Público: 52.279 (47.496 pagantes)
Gols:
FLAMENGO: Bruno Henrique, aos 3 min do 1º tempo; Gerson, aos 20 min do 2º tempo
FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís (Renê); Piris da Motta, Gerson (Willian Arão) e Éverton Ribeiro; Vitinho (Reinier), Bruno Henrique e Gabigol
Técnico: Jorge Jesus
FLUMINENSE: Muriel, Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso (Lucão); Nenê (Yuri), Wellington Nem (João Pedro) e Yony González
Técnico: Marcão

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Na Série A: Bragantino empata, segura o placar, leva o título da Série B e afunda o Criciúma

Publicado

Bragantino jogou com o regulamento e se sagrou campeão, depois de acessar a elite

O Bragantino é o campeão da Série B 2019! O clube de Bragança Paulista conquistou o bicampeonato ao empatar com o Criciúma, nesta sexta-feira, no Nabi Abi Chedid. Depois de garantir o acesso, o Braga soltou o grito de campeão com três rodadas de antecedência. A campanha foi quase perfeita e foi coroada com a taça inquestionável. O Tigre saiu na frente do placar com Andrew, e Morato empatou para a alegria da torcida que compareceu em bom número nas arquibancadas. O empate foi o suficiente para o Bragantino não ser mais alcançado por ninguém. Festa em Bragança Paulista.

Na tabela

Com o empate, o Bragantino foi aos 72 pontos e abriu a vantagem necessária para o Sport, segundo colocado. O Criciúma somou um ponto importante, mas segue afundado na zona de rebaixamento. O Tigre foi aos 35 pontos, em 18º lugar, e precisa secar os adversários diretos para se manter vivo.

igre e o secador ligado

Perto do fim do jogo, os atletas se desentenderam após uma falta marcada e sobrou cartões para todos os lados. Pior para o Bragantino, que viu Rayan levar o segundo amarelo e ir para o chuveiro mais cedo.

Primeiro tempo

Embalado pela torcida que lotou o estádio, o Bragantino quase abriu o placar logo aos cinco minutos em chute cruzado de Claudinho. O Tigre respondeu em cabeçada de Sandro, aos nove, que parou na trave. Apesar da superioridade em campo, o Bragantino não criou mais oportunidades claras. E foi o Tigre que abriu o placar em bela jogada individual de Andrew. Ele arrancou do meio-campo, tentou tabelar com Léo Gamalho, a bola bateu na zaga e voltou para ele seguir em velocidade até se livrar da marcação e do goleiro para empurrar para dentro, aos 26. Depois de abrir o placar, o Tigre ainda teve a chance de ampliar, mas Reis demorou para concluir e no contra-ataque veio o empate do time da casa. Morato fez bela jogada individual e bateu para colocar números iguais no placar, aos 37.

Leia Também:  Marrony, o cria que representa o Vasco dentro de campo

Segundo tempo

Na etapa final, o Bragantino teve mais ímpeto e posse de bola. Aos 10, Wesley soltou o pé da entrada da área e assustou a meta do Criciúma. A resposta veio em cabeçada de Marlon, aos 19, que raspou a trave. Apesar dos dois times buscarem a vitória, os gols não saíram mais. A etapa final foi com menos chances, mas o suficiente para o Bragantino garantir a taça.

Próximos jogos

Na próxima rodada, o Bragantino visita o Coritiba, domingo, às 16h, no Couto Pereira. O Criciúma joga na terça-feira, contra o Paraná, no Heriberto Hülse, às 19h15.

Continue lendo

Esportes

Na mesmice, Brasil toma show da Argentina e permanência de Tite começa a ser questionada

Publicado

Brasil teve uma tarde para se esquecer nesta sexta-feira, na derrota para a Argentina por 1 a 0, no estádio Universitário Rei Saud, na Arábia Saudita. A seleção, comandada pelo técnico Tite, foi facilmente neutralizada pelos hermanos, que não fizeram muito esforço para vencer o arquirrival.

Após um bom início, o Brasil caiu de produção drasticamente com o pênalti perdido por Gabriel Jesus. O atacante do Manchester City foi o que mais finalizou, já que Roberto Firmino passou em branco, Willian pouco produziu pelos lados de campo e Lucas Paquetá, jogou?
O meio de campo da seleção brasileira também deixou a desejar. O Brasil perdeu todas as divididas e as chamadas ‘segunda bola’. Arthur ficou muito abaixo. Mas quem teve atuação desastrosa, novamente, foi Alex Sandro. O lateral-esquerdo fez uma partida pífia e aumenta a preocupação no setor, já que Filipe Luis e Marcelo dificilmente terão condições para a Copa do Mundo de 2020.

O ponto positivo vai para Alisson. O goleiro fez importantes defesas durante o duelo e ainda defendeu o pênalti cobrado por Messi. No entanto, teve azar. No rebote, o argentino deu a vitória para sua seleção.

Leia Também:  Marrony, o cria que representa o Vasco dentro de campo

Os reservas que entraram também não conseguiram mudar o destino do duelo e pouco chamaram a atenção. No entanto, a maioria das mudanças foi feita tarde demais.

INTERROGAÇÃO

Há um ponto de interrogação também no trabalho de Tite. O treinador segue sem fazer muitas experiências, fazendo com que a seleção continue ‘mais da mesma’. O Brasil parece ser um time cansado e sem qualidade. O ex-corintiano parece ter perdido mão e, talvez, não mereça mais um ciclo à frente da ‘amarelinha’.

ARGENTINA A Argentina fez uma partida segura, sem muito brilho, é verdade, mas fez o suficiente para vencer o Brasil, sem correr qualquer risco de ver a vitória ir por água abaixo. O goleiro Andrada praticamente assistiu o jogo.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana