conecte-se conosco


Turismo

Ilha de Páscoa reabre com adoção de medidas sanitárias

Publicado

A ilha de Páscoa se fechou completamente e agora retorna com exigências sanitárias para turistas
Pixabay

A ilha de Páscoa se fechou completamente e agora retorna com exigências sanitárias para turistas

Turistas podem voltar a visitar a Ilha de Páscoa, considerada uma das ilhas mais isoladas do mundo, a Ilha Rapa Nui, como é chamada na língua nativa, ficou fechada por mais de dois anos para o turismo nacional e internacional por causa da pandemia da Covid-19.

Agora, com a reabertura, o destino determinou uma série de medidas, especialmente no campo da saúde. A informação foi divulgada nesta semana.

Para entrar na ilha, é preciso preencher um formulário online, ter um teste PCR negativo e que não exceda 24 horas antes do embarque; ter bilhete de ida e volta (estadia na ilha, como turista, deve ter prazo máximo de 30 dias); bilhete de identidade e/ou passaporte; ter reserva em alojamento turístico registado na Secretaria Nacional de Turismo ou uma carta convite escrita por um residente.

Ainda de acordo com o governo chileno, os voos programados para agosto são dois semanais, às quintas-feiras e sábados. Será avaliado também a ampliação de um voo em setembro, que provavelmente será na segunda-feira. Além disso, a prioridade na venda das passagens aéreas na primeira fase de visitas será para passageiros que deixaram o passeio pendente no período de encerramento do turismo na ilha.

Todas as pessoas que viajarem para a Ilha de Páscoa de navio ou aeronave devem apresentar seu certificado PCR negativo no momento do embarque. No caso de menores de seis anos, será permitida a apresentação de teste de antígeno negativo para detecção rápida de Covid, realizado em um centro de saúde autorizado pela Autoridade de Saúde.

Os viajantes também devem ter o Passe de Mobilidade (vacinas validadas no caso de estrangeiros) para fazer o traslado até a ilha. As informações são do site Melhores Destinos.

Além disso, todos visitantes estarão sujeitos a um protocolo de monitoramento, por telefone ou pessoalmente, que será realizado até 7 dias após a chegada. Com isso, os turistas podem ser selecionados aleatoriamente pelas equipes de Saúde entre o primeiro e o quinto dia de chegada na ilha, para fazerem um teste de Covid-19.

Caso o passageiro não concorde em efetuar o teste ou obtenha um resultado positivo, deve iniciar a quarentena pelos 7 dias seguintes no local indicado pela Autoridade de Saúde.

O Hospital Hanga Roa é um deles, e recebeu equipamentos que lhe permitirão alargar a cobertura de cuidados contra a Covid-19. Para além disso, foi instalada ainda uma bomba de oxigénio para o atendimento de doentes respiratórios e protocolos para a transferência de doentes críticos para o continente. O Hotel O’TAI também recebeu uma instalação sanitária com capacidade máxima de 100 pessoas.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.


Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Turismo

Taste Atlas: Pavê está entre as 50 melhores sobremesas do mundo

Publicado

O pavê ocupa a 12ª posição no ranking
Reprodução/Receitas Nestlé

O pavê ocupa a 12ª posição no ranking

O pavê entrou para a lista dos melhores do mundo segundo o Taste Atlas, site especializado em elaborar diferentes rankings gastronômicos, sempre de acordo com o gosto dos próprios consumidores.

O pavê brasileiro aparece no 12º lugar de uma lista de 50 bolos. Segundo o site, é um bolo popular no Brasil, elaborado em camadas e semelhante ao tiramisu.

“Este bolo de camadas é feito por uma combinação de biscoitos de champanhe, creme, ovos, leite condensado e chocolate. É uma sobremesa tradicional no Brasil, onde cada família tem sua própria variação, por isso há receitas de pavê de morango, abacaxi, chocolate branco, coco, amendoim, entre outros”, escreveu o site, que complementou: “A única coisa importante é servir o bolo frio e apreciar os seus sabores, texturas e variedades únicas.”

Quem lidera o ranking dos melhores bolos e tortas do mundo é a garash, um clássico da culinária Bulgária. Foi criada em 1885 pelo confeiteiro austro-húngaro Kosta Garash, que na época trabalhava em um luxuoso hotel na cidade de Ruse, onde serviu o bolo pela primeira vez. A torta possui camadas delicadas de nozes e um creme de chocolate amargo, depois é coberta por chocolate e amêndoas picadas.

Já no segundo lugar, está uma torta da República Tcheca, chamada “frgál”, encontrada comumente na região da Wallachia da Morávia. A receita é uma torta doce de até 30 centímetros de diâmetro (parece uma pizza), feita com uma massa fina fermentada e com muita cobertura; que pode ser com peras, queijo fresco, ameixas, nozes, mirtilos ou framboesas. As informações são do CNN Viagem e Gastronomia.

E em terceiro, o bolo russo “Smetannik”, feito com uma combinação de farinha, açúcar, ovos, mel, e uma cobertura de leite fresco com creme azedo, baunilha, cream cheese, e leite. “O bolo é tradicionalmente realizado numa frigideira profunda. Uma vez feito, é recomendado deixar o “smetannik” descansar no geladeira durante a noite, e no dia seguinte é cortado em pedaços individuais e servido. O smetannik é especialmente popular em aniversários e ocasiões festivas semelhantes”, explica o site Taste Atlas. 

Confira o ranking completo: 


Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Portugal recebe 300 mil brasileiros em dois meses

Publicado

Palácio Nacional da Pena, em Sintra, Portugal
Pexels

Palácio Nacional da Pena, em Sintra, Portugal

Dados obtidos pelo Portugal Giro junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras confirmam o país como um dos  principais destinos dos brasileiros.

Em dois meses, junho e julho deste ano, cerca de 300 mil brasileiros desembarcaram em Portugal. São quase cinco mil por dia que chegam para turismo ou mudança.

É um número superior aos primeiros seis meses de retomada dos voos não essenciais, entre setembro de 2021 e fevereiro de 2022, quando chegaram 259 mil brasileiros.

Muitos turistas permanecem até conseguirem autorização de residência. Movimento não recomendado e que deverá diminuir com o  visto para procurar trabalho em Portugal.

Diante da falta de mão de obra, brasileiros têm encontrado emprego, como o próprio presidente Marcelo Rebelo de Sousa observou. É um passo para garantir a residência.

A maioria das vagas são no turismo, construção civil e serviços em geral. Muitos abrem mão de trabalhar nas áreas de formação e  conseguir alugar imóvel tem sido um desafio.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o perfil geral do  Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana