conecte-se conosco


Geral

Hospital se compromete a tomar providências para evitar que esgoto caia em córrego

Publicado

Compromisso foi firmado em audiência de conciliação após ação do Ministério Público

A audiência de conciliação, o Hospital Universitário Júlio Müller e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares assumiram o compromisso de adotar as providências necessárias para que a partir de 31 de dezembro de 2019 nenhum esgoto seja lançado irregularmente no córrego Canjica, em Cuiabá. O compromisso foi firmado perante a Justiça Federal nos autos de uma ação civil pública proposta pelo Ministério Público.

 

No acordo também foram estabelecidos prazos para obtenção das autorizações e licenças necessárias ao funcionamento da unidade hospitalar. A lista de obrigações inclui a apresentação de alvará de prevenção contra incêndio e pânico; licenciamento ambiental; projeto arquitetônico, elétrico e de combate a incêndio e Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas.

 

Além disso, o hospital também terá que promover a execução do plano de gerenciamento de resíduos de serviços de saúde e efetuar o tamponamento do poço tubular existente na unidade. Estão previstas ainda a elaboração e implementação do projeto de tratamento de efluentes domésticos e hospitalares. O prazo para cumprimento das obrigações começa em 31 de dezembro e se estenderá até junho de 2021.

 

O Município de Cuiabá também participou da conciliação e assumiu o compromisso de fiscalizar o correto funcionamento da unidade hospitalar, da implantação do sistema de tratamento de efluentes, do gerenciamento de resíduos sólidos e da obtenção de alvarás, licenças e/ou autorizações, e adoção das medidas administrativas e/ou judiciais cabíveis.

 

O descumprimento das obrigações assumidas implicará no pagamento de multa diária de R$ 300,00, a ser revertida em favor do Fundo Federal de Direitos Difusos e Coletivos.

 

Segundo o promotor de Justiça Gerson Barbosa, a Justiça Federal, por meio do Centro Judiciário de Conciliação – CEJUC, demonstrou eficiência e resolutividade, pondo fim em demanda que envolve interesse metaindividual, de natureza ambiental, com celeridade, por intermédio de acordo judicial, numa ação civil pública proposta em janeiro deste ano.

 

“A sociedade só tem a ganhar, com a continuidade das atividades do hospital, que presta relevantes serviços, e o afastamento dos ilícitos e da poluição dos recursos hídricos”, acrescentou.

 

Leia Também:  Shopping é interditado e Polícia Civil vai investigar causas do desabamento de teto de loja
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Seletivo da Saúde de Cuiabá com salários de até R$ 3,1 mil tem inscrições prorrogadas até sexta-feira

Publicado

As inscrições do Processo Seletivo da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que haviam sido encerradas às 00h desta segunda-feira, foram prorrogadas até as 23h59 de sexta-feira

Com o novo prazo, os candidatos dos níveis médios a superior que desejarem concorrer a uma das 4.699 vagas, dentre as quais 1.764 para preenchimento imediato e 2.635 para cadastro de reserva, com salários que variam de R$ 1.286,15 a R$ 3.183,71, deverão se inscrever exclusivamente via online, através do site eletrônico do Instituto Selecon http://selecon.org.br/website/.

A efetivação da inscrição somente ocorrerá após a quitação da taxa de inscrição, que consiste em R$ 60,00 (sessenta reais) para as funções de nível médio técnico e nível médio e de R$ 70,00 (setenta reais) para as funções cujo pré-requisito seja o nível superior.

De acordo com o secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho, o novo prazo proporciona mais uma oportunidade à população que deseja participar.

“Seguindo determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, concedemos essa maior prazo. Afinal, com a nova oportunidade, tanto quem não conseguiu se inscrever até dia 19/08, quanto quem deveria efetuar o pagamento nesta terça (20), ganha uma nova oportunidade de poder participar de um seletivo que terá salários superiores a R$ 3 mil”, explicou o gestor.

Leia Também:  Prefeito entrega praça no bairro Três Barras beneficia 10 mil moradores

O certame acontecerá em duas etapas: aplicação da prova objetiva, que acontecerá no dia 08 de setembro, sendo no período matutino para nível superior e vespertino para níveis médio e médio técnico, e posterior análise de documentos e comprovação de títulos nos dias 15 e 16/9. Já o resultado final e o chamamento dos aprovados acontecerão em 01 de outubro.

Para quem tiver dúvidas, a Selecon prestará informações pelos seguintes meios: Central Telefônica 0800 799 9905, (65) 3653 0131, (21) 2532-9638 / 2220-1139 / ou 2215 2131.  O atendimento é somente em dias úteis, das 9h às 17h. Há ainda o e-mail: [email protected] Além disso, o Instituto Selecon prestará informações em atendimento presencial no posto de atendimento situado na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, nº 1856, sala 403, bairro Jardim Aclimação.

VEJA AS VAGAS

Nível Médio: Administrativo, Atendente Central – Call Center, Cuidador em Saúde, Lactarista e Motorista de Ambulância, Técnico de Enfermagem, Técnico de Laboratório, Técnico em Farmácia e Técnico em Saúde Bucal.

Nível Superior: analista de rede, analista de sistemas, arquiteto, assessor de apoio jurídico, assistente social, biólogo, biomédico, cirurgião dentista, cirurgião, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico, farmacêutico bioquímico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, médico veterinário, nutricionista, profissional de educação física, psicólogo, psicopedagoga e terapeuta ocupacional.

Leia Também:  Secretaria fará seleção de agentes para Força-tarefa de Intervenção Penitenciária

Superior com Especialização: Cirurgião dentista (bucomaxilo), broncoscopista, cardiologista, cirurgião geral, cirurgião vascular, clinico geral, dermatologista, endocrinologista, gastroenterologista, geriatra, ginecologista, hematologista, hepatologista, infectologista, intensivista, nefrologista, neuro-pediatra, neurologista, oftalmologista, ortopedista, otorrinolaringologista, pediatra, pneumologista, psiquiatra, reumatologista, ultrassonografista e urologista.

O certame terá vigência de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período para atender excepcional interesse público, certificado pela autoridade competente.

Continue lendo

Geral

Detran-MT aponta redução de 13% nos acidentes de trânsito no Estado

Publicado

Dos 7.312 acidentes registrados em Mato Grosso, em 2018, 64% das vítimas são homens e 35% são mulheres

Em 2018, Mato Grosso totalizou 7.312 acidentes de trânsito, 13% a menos em comparação ao ano de 2017, quando foram registrados 8.407 acidentes. Do total de registros do ano passado, 641 foram com vítimas fatais.

Os dados são do Anuário Estatístico de Trânsito do Estado de Mato Grosso – 2019, ano base 2018, que já está disponível no site do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (www.detran.mt.gov.br), no link Anuário.

O documento é desenvolvido pelo Detran-MT, por meio da equipe do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest), com colaboração da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp) e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Dos 7.312 acidentes registrados em Mato Grosso, 64% das vítimas são homens e 35% são mulheres. A maior parte dos acidentados, 33,9%, são de pessoas com idade entre 35 a 64 anos.

Somente em Cuiabá e Várzea Grande foram contabilizados 2.956 acidentes de trânsito. Conforme os dados analisados, os sábados foram os dias em que mais aconteceram os acidentes de trânsito, com 17,5% dos registros.

O levantamento realizado aponta ainda uma frota de 2.117.640 veículos em Mato Grosso no ano de 2018, com 1.304.789 motoristas habilitados.

Os dados disponibilizados no anuário permitem identificar padrões de comportamento, como tendência e sazonalidade existentes no tráfego mato-grossense.

“O documento é uma importante ferramenta de pesquisa, estudo e diagnóstico das necessidades do Estado na construção de uma política de segurança viária”, ressaltou o diretor-executivo do Detran-MT, José Eudes Santos Malhado.   

Por meio do anuário, o Detran-MT identifica os pontos críticos e os fatores de risco presentes no trânsito em Mato Grosso.

“O documento subsidia órgãos e entidades que atuam na área da segurança pública com informações necessárias ao combate à violência e redução do número de vítimas dos acidentes de trânsito”, completou o diretor.

Infrações

Conforme dados do Anuário Estatístico de Trânsito, em 2018 foram contabilizadas 993.828 infrações em todo Estado, uma redução de 16,8% em comparação ao ano de 2017.

O erro humano é uma das principais causas dos acidentes de trânsito apontadas no levantamento, através do ranking das 10 infrações mais cometidas no Estado.

Transitar em velocidade superior a máxima permitida em até 20% foi a infração mais cometida em 2018, totalizando 324.772 autuações. Essa é uma infração considerada média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

As demais infrações mais registradas foram: avançar o sinal vermelho do semáforo eletrônico, deixar o condutor de usar o cinto segurança, conduzir veículo que não esteja devidamente licenciado, estacionar em locais e horários proibidos especificamente sinalizados, deixar de manter acessa luz baixa nas rodovias durante o dia, dirigir veículo utilizando telefone celular, estacionar no passeio, transitar em velocidade superior a máxima permitida em mais de 50%. Essas infrações totalizaram 612.343 mil autuações ao longo de 2018.

Pelo artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro (dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência) e 165-A (recusar-se a ser submetido a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar influência de álcool ou outra substância psicoativa) foram registradas 4.498 autuações em todo Estado.

“Observamos que no ranking geral de infrações, a que ainda lidera é o excesso de velocidade e, com o uso mais amplo dos conjuntos de semafóricos eletrônicos, mais condutores foram flagrados cruzando o sinal vermelho. A ampliação da operação Lei Seca também flagrou mais condutores dirigindo sob a influência de álcool”, disse o líder da equipe do Renaest do Detran-MT, Walber Alexander do Carmo Desto.

O Anuário Estatístico de Trânsito contém ainda relatórios de veículos, habilitação, fiscalização e educação para o trânsito, competentes ao Detran-MT, cuja data de referência de análise é dos anos 2014 a 2018.

 

 

Leia Também:  Pela primeira vez na história, Cuiabá passa a ter um hospital estadual de alta complexidade, afirma Mendes
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana