conecte-se conosco


Mato Grosso

Hospital Estadual Santa Casa é referência no tratamento de crianças diagnosticadas com Covid-19

Publicado


.

Mesmo não fazendo parte do grupo de risco, crianças também têm sido infectadas pelo novo coronavírus. A direção do Hospital Estadual Santa Casa, referência no atendimento de crianças diagnosticadas com Covid-19, percebeu um pequeno aumento no número de casos.

Os dados do último boletim epidemiológico mostram que foram registrados 2.257 casos e 17 óbitos pela doença entre crianças de zero a cinco anos em Mato Grosso. Somente no Hospital Estadual Santa Casa, no período de junho a agosto, 150 crianças receberam o diagnóstico positivo para doença.

Gilvania Quitéria da Silva, 34 anos, moradora do bairro Jardim Vitória, está com o filho de apenas seis meses internado. A mãe explicou que na primeira consulta realizada em uma unidade de saúde municipal, não foi feito o teste da Covid-19 e a infecção foi atribuída ao nascimento dos primeiros dentes de leite. Já na segunda tentativa de diagnóstico, o médico disse que criança estava com virose. O resultado positivo para coronavírus veio após o atendimento realizado no Hospital Estadual Santa Casa.

“Eu levei meu filho no posto e os médicos falaram que era o dente, depois levei ele na UPA e o médico falou que era uma virose, mas não fez o teste da Covid, nem pegou no meu filho. No sábado, minha tia indicou a Santa Casa, eu trouxe ele para fazer o exame e deu positivo para coronavirus. Meu filho tinha febre e vomitava muito”, explicou a mãe.

De acordo com a médica Carina Coutinho, responsável pela ala pediátrica da Covid-19 do Hospital Estadual Santa Casa, as crianças geralmente apresentam sintomas leve, sem nenhuma complicação grave, algo semelhante a uma gripe.

“O quadro clinico das crianças com Covid-19 é muito variável, pode ser desde sintomas leves até sintomas mais graves. A maioria desses pacientes tem apresentado sintomas leves de resfriado comum: Tosse, coriza, febre dor e garganta. Crianças com algum tipo de comorbidade tem apresentado sintomas mais graves: falta de ar e dores na região tórax”, explicou a médica.

Ainda de acordo com as explicações da médica da pediátrica, “estamos vendo o número de crianças infectadas aumentar”, mas em comparação com os adultos, os organismos do público infantil respondem positivamente ao tratamento, que leva de 10 a 14 dias”

Ângela Ribeiro Messias, é mãe da pequena da pequena Ana Sofia Ribeiro, 7 anos, e veio do município de Confresa, a 1.160 km de Cuiabá. A mãe disse que menina apresentou febre, fez o teste da Covid-19 e o resultado foi positivo para doença. Devido a falta de estrutura na unidade de saúde da sua cidade, ela foi transferida para ser tratada no Hospital Estadual Santa Casa.

“Ela teve muita febre, esse foi o único sintoma que ele apresentou. Na minha família apenas eu tive Covid-19, mas tem dois meses. Na minha cidade não tem especialista em criança para o tratamento da Covid-19, por isso buscamos atendimento aqui. O serviço é ótimo, estou sendo muito bem atendida com a minha filha, todos os profissionais são atenciosos, adorei toda essa estrutura, não tenho do que reclamar”, disse a mãe da menina.

 A diretora do Hospital Estadual Santa Casa, explicou que embora tenha sido registrado um pequeno aumento no número casos da Covid-19 em crianças, tudo está bem controlado e que parte dessa demanda são dos pais que testaram positivo para doença no Centro de Triagem.

“Nossa demanda vem casada com os pais que já positivaram pra doença e trazem os filhos para serem testadas aqui na Santa Casa.  Aqui é o local referenciado pelo ministério da Saúde para o tratamento de crianças, estamos com uma média de seis a oito crianças na UTI”, explicou a diretora.

Serviço

Para o tratamento de crianças diagnosticadas com Covid-19, o Hospital Estadual Santa Casa conta com uma equipe de 25 médicos especialistas em pediatria. A unidade fica localizada na Rua Clóvis Hugueney, número 141, no bairro Dom Aquino, próximo à Praça do Seminário.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Carreta carregada com 652 quilos de droga é apreendida em Comodoro

Publicado


.

Uma carreta carregada com substância análoga a cloridrato de cocaína foi apreendida na madrugada desta terça-feira (22.09), na cidade de Comodoro (a 597 km de Cuiabá), durante ação policial do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT). Em um compartimento cladestino foram encontrados 652 quilos de drogas, que estavam separados em tabletes.

Além dos entorpercentes, foram apreeendidos a carreta, três veículos, sendo duas caminhonetes, dois barcos e dois motores. Ao todo, cinco pessoas foram presas.

A ação aconteceu durante patrulhamento na região, quando os policiais viram uma carreta de cor vermelha estacionada as margens da mata na BR-174. Ao se aproximar de um dos veículos, o condutor da caminhonete, junto com outros passageiros, fugiu. A polícia seguiu em perseguição e, mais a frente, o grupo sofreu um acidente e conseguiram fugir pela região de mata.

De volta ao local onde estava estacionada a carreta, os profissionais iniciaram as buscas e, em um compartimento oculto foi encontrada a carga. Todo material apreendido foi encaminhado para a Polícia Federal do município de Cáceres (a 212 km ao Norte de Cuiabá).

A polícia segue em busca pelos suspeitos que conseguiram fugir. O prejuízo estimado para o crime com as apreensões ultrapasa os R$ 23 milhões.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

MT Ciências abre vagas para curso de Programação com Arduíno

Publicado


.

A partir desta terça-feira (22), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), por meio do MT Ciências, abre as inscrições para o curso gratuito de Introdução à Programação com Arduíno que será realizado na modalidade de ensino a distância (EAD). As inscrições poderão ser realizadas até o dia 2 de outubro, por meio do formulário virtual do Google Forms.

Segundo a coordenadora de Popularização da Ciência da Seciteci, Marilene Passos, as vagas são limitadas e a iniciativa deve contemplar até 45 pessoas, com idade acima de 12 anos. A ideia é ofertar um curso de tecnologia de forma remota, com emissão de certificado para o aluno.

“Nós sempre ofertamos pelo MT Ciências, cursos na área de robótica e programação, porém por causa da pandemia, decidimos criar este novo curso totalmente virtual, para ensinar um pouco sobre esta plataforma de prototipagem eletrônica de hardaware livre, conhecida como Arduíno, que possibilita realizar programações básicas para robótica, equipamentos eletrônicos, etc”, disse.

O curso terá 40 horas de duração e abordará a ferramenta autodesk. As aulas se iniciarão dia 05 de outubro e seguem até 06 de novembro. Após a confirmação da matrícula, o aluno receberá acesso às aulas disponíveis pela plataforma Moodle da Seciteci.

O curso será ministrado pelos monitores do MT Ciências, Mamedes Eronildes de Castro Júnior e Ana Maura Pereira Cabral, que são engenheiros da computação.

Para se candidatar a vaga, a pessoa precisa ter em mãos dados pessoais e e-mail. O formulário está disponível AQUI

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana