conecte-se conosco


Policial

Homem é preso suspeito de estuprar menina de 4 anos no quintal de casa em Cuiabá

Publicado

Crime foi cometido na noite de segunda-feira no bairro João Bosco Pinheiro

Um homem de 54 anos foi preso em flagrante suspeito de estuprar uma menina de 4 anos, no bairro João Bosco Pinheiro, em Cuiabá. Conforme informações da Polícia Militar, o suspeito foi flagrado beijando e acariciando a criança que estava em seu colo. O crime ocorreu por volta das 20h30 dessa segunda-feira (2), no quintal de uma residência. No local, havia a presença de outras crianças.

Testemunhas informaram que o acusado colocou a menina no colo e começou a beija-la, além de ficar falando ao seu ouvido. O pai da vítima foi chamado e o agressor fugiu. A menina confirmou a informação sobre o abuso e ainda revelou que o criminoso ainda a convidou para ir até a casa dele onde ela ganharia doces.

A Polícia Militar foi acionada e após rondas pela região, prendeu o abusador em flagrante dentro da residência dele. Ele foi encaminhado para a Central de flagrantes e deve passar por audiência de custódia nesta terça-feira (3). A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) vai investigar o caso.

Leia Também:  Polícia Civil realiza 3º Curso Básico de Atendimento Pré-Hospitalar

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia Civil prende estelionatários envolvidos em golpes aplicados pela Internet

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Dois homens acusados de aplicar golpes através de sites e redes sociais da Internet foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, no sábado (18.01), em Rondonópolis (212 km ao Sul). A ação resultou na recuperação de objetos subtraídos da vítima avaliados em R$ 6,5 mil.

A prisão dos estelionatários ocorreu após investigadores da 1ª Delegacia de Rondonópolis receberem informações sobre uma quadrilha especializada em golpes com a utilização dos aplicativos WhatsApp, Facebook e OLX.

Os suspeitos escolhiam vítimas que anunciavam produtos para venda através desses aplicativos, demonstrando interesse na mercadoria. A negociação geralmente era realizada durante o final de semana, quando não há expediente bancário, ocasião em que os suspeitos enviavam falsos comprovantes de pagamento (DOC ou TEC) às vítimas.

Acreditando terem recebido o valor, o vendedor fazia a entrega dos produtos e somente mais tarde descobria que foi vítima de golpe.

Com a informação de que os suspeitos estavam a caminho da cidade de Pedra Preta para buscar objetos, os policiai realizaram a abordagem dos suspeitos, no momento recebiam os produtos. Ao perceber a presença dos policiais um dos suspeitos tentou fugir porém foi detido.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra suspeito de crime sexual

Os produtos da vítima foram apreendidos, assim como o veículo Volkswagen Golf utilizado pelos estelionatários. Na delegacia, um dos suspeitos jogou o seu aparelho celular contra a parede para que o objetovo não fosse apreendio.

Segundo o delegado, Santigago Rozeno Sanches e Silva, esse tipo de atitude é comum entre as organizações criiminosas para dificultar o trabalho policial na identificação de outros integrantes do grupo e de outros crimes.

“Os suspeitos são apontados como integrantes de uma quadrilha envolvida em crimes de estelionato, que está envolvida em pelo menos 5 golpes semelhantes, aplicados entre dezembro e janeiro, com vítimas em Rondonópolis e região”, disse o delegado.

 

Continue lendo

Policial

Presos acusados de aplicarem golpes pela internet utilizando plataformas do OLX, Facebook e Whatsapp

Publicado

Dois homens acusados de aplicar golpes através de sites e redes sociais da Internet foram presos em flagrante em Rondonópolis (212 km ao Sul). A ação resultou na recuperação de objetos subtraídos da vítima avaliados em R$ 6,5 mil.

A prisão dos estelionatários ocorreu após investigadores da 1ª Delegacia de Rondonópolis receberem informações sobre uma quadrilha especializada em golpes com a utilização dos aplicativos WhatsApp, Facebook e OLX.

Os suspeitos escolhiam vítimas que anunciavam produtos para venda através desses aplicativos, demonstrando interesse na mercadoria. A negociação geralmente era realizada durante o final de semana, quando não há expediente bancário, ocasião em que os suspeitos enviavam falsos comprovantes de pagamento (DOC ou TEC) às vítimas.

Acreditando terem recebido o valor, o vendedor fazia a entrega dos produtos e somente mais tarde descobria que foi vítima de golpe.

Com a informação de que os suspeitos estavam a caminho da cidade de Pedra Preta para buscar objetos, os policiai realizaram a abordagem dos suspeitos, no momento recebiam os produtos. Ao perceber a presença dos policiais um dos suspeitos tentou fugir porém foi detido.

Leia Também:  Polícia Civil prende dois por roubos de veículos em operação na capital

Os produtos da vítima foram apreendidos, assim como o veículo Volkswagen Golf utilizado pelos estelionatários. Na delegacia, um dos suspeitos jogou o seu aparelho celular contra a parede para que o objetovo não fosse apreendio.

Segundo o delegado, Santigago Rozeno Sanches e Silva, esse tipo de atitude é comum entre as organizações criiminosas para dificultar o trabalho policial na identificação de outros integrantes do grupo e de outros crimes.

“Os suspeitos são apontados como integrantes de uma quadrilha envolvida em crimes de estelionato, que está envolvida em pelo menos 5 golpes semelhantes, aplicados entre dezembro e janeiro, com vítimas em Rondonópolis e região”, disse o delegado.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana