conecte-se conosco


Nacional

Homem é preso após ameaçar ex-mulher com boneco de vodu

Publicado

source

O Juizado Especial Criminal e da Violência Doméstica contra a Mulher de Tubarão, no litoral de Santa Catarina, condenou um homem, de 55 anos, por ameaças à sua ex-mulher e descumprimento em duas ocasiões de medidas protetivas. Ele terá de cumprir oito meses e dez dias de detenção, em regime aberto, por ameaça praticada mediante violência psicológica e em contexto de violência doméstica.

Leia também: Homem é preso após oferecer dinheiro a três crianças e estuprá-las em sua casa

vodu%3A imagem meramente ilustrativa
Visual Hunt

vodu: imagem meramente ilustrativa

O processo do homem tramitou em segredo de justiça e cabe recurso. As informações foram divulgadas pela Assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

Leia também: Em regime semiaberto por pedofilia, homem é preso por estuprar própria filha

Segundo os autos, o idoso ameaçou a ex por meio de ligações e arquivos de áudio, mesmo após o deferimento de medidas protetivas em favor da vítima . A mulher teria encontrado no portão de sua casa uma boneca vodu, com sinais de mutilação, “a fim de intimidá-la”.

Leia Também:  Maia: ‘ação do governo para intervir sobre cessão onerosa é desrespeito’

O comportamento obsessivo do acusado começou após o término do relacionamento do casal, destaca o processo. De acordo com a decisão, do juiz Maurício Fabiano Mortari, “verificou-se a concreta perseguição do idoso contra a vítima”.

A sentença registra que tal comportamento é encontrado em relacionamentos abusivos e clássicos de violência doméstica – o que “não se mostra saudável para nenhuma das partes envolvidas”.

Leia também: Segurança preso ao obrigar menores a fazer sexo com ele para não falar de roubos

“Este caso é um dos dolorosos retratos de contextos familiares expostos numa vara da violência doméstica, estando permeado dos clássicos elementos que compõem um cenário de violência doméstica: dominação, subserviência, agressividade, medo, entre outros”, registrou o magistrado sobre o caso do homem envolvendo vodu .

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Bruno Covas é internado pela terceira vez em São Paulo

Publicado

source
Prefeito de São Paulo, Bruno Covas em espaço aberto olhando para o horizonte arrow-options
Rovena Rosa/Agência Brasil

Bruno Covas já passou por três sessões de quimioterapia

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, voltou a ser internado nesta segunda-feira (9). Ele vai realizar exames e passará por uma avaliação médica para definir os próximos passos do tratamento contra o câncer.

Leia também: Bruno Covas vai se recuperar e será reeleito prefeito, diz Doria

Bruno Covas não se afastou da prefeitura de São Paulo e continuou despachando do Hospital Sírio-Libanês enquanto esteve internado, assim como fará nesta segunda. Ele, porém, tem algumas restrições, como a aglomerações e sua agenda foi adaptada.

Mais informações sobre o estado de saúde do prefeito serão divulgadas ainda nesta segunda-feira.

Ele foi diagnosticado em outubro. Ele tem câncer na cárdia, a região entre o esôfago e o estômago, com metástase no fígado.  Bruno Covas já passou por duas internações –  a primeira de 23 dias  e a segunda de 30 horas – e fez três sessões de quimioterapia .

Fonte: IG Nacional
Leia Também:  Casa de repouso de Londres expulsa idosos que participaram de orgia
Continue lendo

Nacional

Família de presa por racismo pede compaixão e diz que ela tem problema psíquico

Publicado

source
mulher andando arrow-options
Foto: Reprodução/Internet

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que a advogada é presa e autuada por injúria racial

Uma nota assinada pelos irmãos da advogada Natália Burza, de 36 anos, que foi presa por injúria racial contra um taxista em Belo Horizonte, pediu desculpas e compaixão pelo ocorrido na quinta-feira (5).

No relato, os parentes de Natália afirmam que ela sofre de transtornos psíquicos e contam que a situação “doeu em todos”. Eles dizem, ainda, que Natália já tentou suicídio e já agrediu de forma física e moral muitos familiares. “Independentemente da cor, orientação sexual, crença e etc”.

Leia também: Após fiança, Justiça manda soltar mulher que recusou taxista negro

A doença de Natália, segundo os parentes, altera o comportamento dela, produzindo uma neurose e “mania de perseguição”. Ao fim da nota, os familiares pediram compaixão, abrindo espaço para refletir sobre transtornos psíquicos e também sobre racismo.

Natália foi presa após o ato de racismo, mas liberada da cadeia após pagar R$ 10 mil em fiança. O processo corre em segredo de justiça.

Leia Também:  Maia: ‘ação do governo para intervir sobre cessão onerosa é desrespeito’

Confira, abaixo, nota completa da família:

“Precisamos falar sobre isso.

Sentimos muito pelo que aconteceu com o Sr. Luís Carlos Alves Fernandes e com todos os envolvidos. Pedimos sinceras desculpas àqueles que sofrem preconceito diariamente em nosso país. Podem ter certeza, doeu em todos nós.

Racismo é uma realidade brutal e inaceitável.

Mas quero informar algo que ainda não foi publicado. A Natália é uma pessoa com transtornos psíquicos. Atestada há anos por profissionais da saúde. Sabemos que alegar doença mental no nosso país é algo que foi banalizado. Não é esse o caso.

Nossa irmã já tentou suicídio por diversas vezes, já agrediu de forma física e moral muitas pessoas, inclusive sua própria família que é quem a protege e a ama (independentemente da cor, orientação sexual, crença etc). Já foi internada, já recebeu eletroconvulsoterapia. Nas últimas semanas, tentávamos uma vaga em um hospital psiquiátrico, mas infelizmente, não conseguimos. Essa também é outra realidade inaceitável.

Para quem não conhece a doença, ela altera o comportamento e produz uma neurose e mania de perseguição, além de causar um comportamento agressivo e imprevisível. Só quem tem alguém próximo com essa doença pode entender a dor que passamos há anos e estamos passando agora. Pedimos compaixão.

Precisamos falar sobre racismo. Também precisamos falar sobre transtornos psíquicos que atingem de forma universal milhões de pessoas.

Assinam esta nota os irmãos.”

Leia Também:  Casa de repouso de Londres expulsa idosos que participaram de orgia

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana