conecte-se conosco


Política Nacional

Histórico da empresa pode influenciar pena por crime ambiental

Publicado

source

Agência Brasil

crime ambiental arrow-options
José Cruz/Agência Brasil

Testo foi aprovado no Senado nesta quarta-feira (16).

Em decisão terminativa, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou hoje (16) o projeto de lei (PL) 553/2019, no qual os antecedentes de uma empresa poderão ser determinantes em um julgamento de crimes ambientais.

Leia mais: Doria processa Kajuru por ser chamado de “picareta” e “mentiroso”

O texto seguirá para a Câmara dos Deputados, desde que não seja apresentado recurso para votação no plenário da Casa.

A proposta acrescenta à Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605 de 1998) considerações sobre os antecedentes da empresa autuada por delitos na área.

Leia também: Relator retira indiciamento de Lula e Dilma na CPI do BNDES

“Defendo que a lei considere se a empresa tinha boas práticas de gestão ambiental, se observava os procedimentos legais, se realizava auditorias periódicas e se punia os seus funcionários envolvidos em infrações ambientais. Isso é fundamental para o juiz graduar sua decisão”, disse o autor da proposta, senador Styvenson Valentim (Podemos-RN).

Leia Também:  Projeto susta norma do governo que instituiu comissão tripartite trabalhista

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Projeto garante envio gratuito de SMS para serviços de emergência

Publicado

O Projeto de Lei 5203/19 obriga operadoras de telefonia celular a encaminharem gratuitamente mensagens curtas de texto – popularmente conhecidas como “torpedos” ou ‘SMS’” – aos serviços públicos de emergência.

“Entendemos que a proposição estimula a democratização do acesso a esses serviços pelas pessoas com deficiência auditiva” diz o autor do projeto, deputado Pedro Augusto Bezerra (PTB-CE).

Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Bezerra: “O recurso previsto no projeto já é uma realidade em cidades como São Paulo”

Segundo o texto, o envio gratuito fica condicionado à manifestação de interesse pelo órgão responsável pelo serviço de emergência, que deverá também adotar as providências necessárias para prestar o atendimento mediante recebimento de mensagens curtas de texto.

Bezerra informa que, desde 2011, já existe uma resolução da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que regulamenta o envio gratuito de mensagens curtas de texto para serviços públicos de emergência.

“Decorridos mais de oito anos da aprovação dessa norma, muitos estados e municípios ainda não manifestaram interesse junto às operadoras, tolhendo as pessoas com deficiência auditiva de um recurso considerado imprescindível, sobretudo em situações de risco”, lamentou.

Leia Também:  Alvaro Dias destaca prioridades do Congresso para segundo semestre

O projeto altera a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência.

Tramitação O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Natalia Doederlein

Fonte: Agência Câmara Notícias
Continue lendo

Política Nacional

Projeto cria regime especial de tributação para incentivar setor metroferroviário

Publicado

O Projeto de Lei 5232/19 cria um regime especial de tributação para as empresas do segmento ferroviário e metroviário, com suspensão por cinco anos de quatro impostos, e isenção da energia elétrica utilizada por redes e terminais de transporte de passageiros e cargas sobre trilhos. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

A proposta de autoria da deputada Rosana Valle (PSB-SP) institui o Regime Tributário para Incentivo à Modernização e a Ampliação da Estrutura de Mobilidade sobre Trilhos (Remobi). O objetivo, segundo ela, é estimular o desenvolvimento do setor.

Will Shutter/ Câmara dos Deputados
Rosana Valle: “As reduções tributárias propostas serão revertidas em benefício de todos”

“Uma vez aprovado [o projeto], será possível não só modernizar e ampliar os sistemas de transporte de passageiros e carga sobre trilhos, mas também transformar o atendimento à população, tão dependente dos sistemas de transporte público, e alavancar a logística do escoamento da produção”, disse Valle.

A deputada disse ainda que o Remobi aproveita a experiência do regime que instituiu uma política de incentivo fiscal para o setor portuário brasileiro (Reporto).

Leia Também:  Sancionada lei que garante vagas em escolas a irmãos com idades aproximadas

Características
Segundo o projeto, o Remobi inclui a suspensão de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), contribuição para o Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e Imposto de Importação (II).

O benefício será aplicado sobre a compra, venda e importação de insumos usados em obras e serviços relacionados ao transporte de passageiros e carga. Também será aplicado aos bens destinados ao ativo imobilizado das empresas, como máquinas e veículos. No caso do II, a suspensão somente será aplicada a bens que não possuam similar nacional.

A proposta da deputada altera ainda a Lei 11.488/07, que instituiu o Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi), para incluir os bens utilizados na execução de obras e serviços do sistema metroferroviário. O Reidi estabeleceu incentivos fiscais para investimentos privados em setores de infraestrutura, como transportes, portos e energia.

Tramitação
O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Viação e Transportes; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Leia Também:  Moro interferiu na negociação de delações da Lava Jato, revela vazamento

Reportagem – Janary Júnior
Edição – Marcia Becker

Fonte: Agência Câmara Notícias
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana