conecte-se conosco


Entretenimento

Há oito anos estreava “Game of Thrones”, maior fenômeno cultural contemporâneo

Publicado

Sabe aquela famosa (e clichê) frase: “O aniversário é seu, mas quem ganha o presente somos nós”? Com toda a certeza, os fãs de “Game of Thrones” podem usá-la livremente nesta quarta-feira (17), já que a série comemora oito anos desde que seu primeiro episódio foi exibido na HBO.

Leia também: Sem paciência! Kit Harington detona críticos de “Game of Thrones”


Jon Snow e Arya Stark, usando roupas medievais, se abraçam
Divulgação

Estreia da oitava temporada foi marcada por reencontros e desenvolvimentos dramáticos


Com uma trama até um pouco confusa, já que são centenas de personagens e suas histórias particulares, mas eletrizante, “ Game of Thrones ” conquistou o público ao redor do mundo, principalmente por sua história envolvendo política e intrigas familiares, já que o grande foco da atração é a luta pelo poder de chegar ao Trono de Ferro.

Abaixo, separamos alguns outros fatores que fazem da série o incrível sucesso que é até os dias de hoje.

  • Como a série ficou famosa?

Cersei Lannister de cabelos loiros e compridos, usando vestido vermelho e olhando para frente
Divulgação

“Game of Thrones”



Em 1996, George R.R. Martin escreveu o primeiro livro que inspirou o sucesso da HBO , e foi quando toda a história começou. No entanto, foi só em 2011 que o seriado ganhou as telas da televisão no mundo todo.

Leia também: Personagens menores que serão decisivos em “Game of Thrones”

Com personagens fortes e intrigantes, e um enredo que gira em torno da conquista do disputado Trono de Ferro, a série tomou conta da cultura pop mundial, atraindo ainda mais admirados em todos os cantos do mundo.

  • A série superou os livros

Atores olhando para frente, usando roupas medievais
Divulgação

“Game of Thrones”



Com cinco livros publicados (“A Guerra dos Tronos”, “A Fúria dos Reis”, “A Tormenta das Espadas”, “O Festim dos Corvos” e “A Dança dos Dragões”) e mais dois que ainda não foram lançados (“The Winds of Winter” e “A Dream of Spring”), o autor pode, sim, dizer que seus dias de glória finalmente chegaram.

É claro que os livros, para os fãs que amam ler, são um verdadeiro sucesso. No entanto, alguns momentos escritos ficam muito melhores do que já são quando exibidos na televisão, fazendo com que nossa imaginação finalmente se torne realidade.

Com a chegada da oitava e última temporada, no último domingo (14), os fãs da trama já estão sofrendo por antecedência com o fim da série.

  • A história popularizou o autor

George R.R. Martin usando terno e chapéu cinzas, camisa preta e óculos
Divulgação

George R. R. Martin



George R.R Martin não era tão conhecido assim quando lançou o primeiro livro da série, lá em 1996. Antes disso, o autor ainda escreveu algumas outras obras que de nada têm a ver com o sucesso da história de Jon Snow e companhia.

Fã de história medieval e mitologia, o escritor se tornou conhecido mundialmente com uma rede que envolve intrigas familiares, políticas, traições e mortes… muitas mortes!

Leia também: Daenerys, Arya e Khaleesi: pais dão nomes de bebês inspirados em Game of Thrones

“Há pessoas que acreditam num mundo em que os bons vencem. Eu não escrevo esse tipo ficção”, deixou claro durante várias entrevistas, ao falar sobre a história que criou. Seria esse um possível spoiler sobre o fim da oitava temporada? Vamos esperar para ver.

  • O fenômeno cultural da TV americana

Elenco de Game of Thrones usando roupas medievais
Divulgação

“Game Of Thrones” é destaque na Enterteinment Weekly



Se você é fã de fantasia, terror, intrigas políticas e dramas familiares, com certeza a série foi feita para você. Se você é fã de, pelo menos, um desses itens, a série também se encaixa no seu perfil. Grande parte das causas de “GOT” ter se tornado um fenômeno mundial da TV americana é que ela abrange a maioria (se não todos!) dos públicos, já que oferece algo para todo mundo.

Outro fator importante, por exemplo, são os vários (vários! Inúmeros!) personagens. Ok, você pode até ficar chateado porque, muito provavelmente, o seu preferido morreu, mas não pode reclamar da série ter caído na monotonia como tantas outras, já que os roteiros são muito bem criados e, as histórias, cheias de ação e reviravoltas.

E não dá pra falar de “ Game of Thrones ” sem falar em redes sociais. Principalmente porque uma enorme parcela do sucesso da trama lá fora, e aqui no Brasil também, se dá por conta dos comentários feitos na web, que se alastram para os quatro cantos do mundo.

Fonte: IG Gente
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Entretenimento

Glória Maria adia retorno ao Globo Repórter e diz: “Não sou uma máquina”

Publicado

source

Glória Maria usou sua conta oficial no Instagram para informar que não estará na estreia da nova temporada do Globo Repórter que tem data marcada para esta sexta-feira (28). A jornalista disse que “decidiu descansar mais um pouquinho” e que voltará à Globo “na hora certa”.

Leia também: Jornalista da Globo Thiago Oliveira confirma separação após um ano de casamento

Glória Maria arrow-options
Divulgação

Glória Maria


“Queridos. Estou. Ficando realmente bem com a ajuda do carinho e da energia maravilhosa e única de vocês . E claro com o tratamento que estou fazendo desde que essa história começou quase 3 meses atrás. Hoje começa a nova temporada do Globo Repórter. @globoreporter . Eu adoraria estar ao lado d @sandra.annenberg.real apresentando o programa.Mas pensei muito e achei melhor descansar mais um pouco antes de voltar. Afinal da para imaginar o que é enfrentar um desafio de saúde deste tamanho”, começou Glória Maria .

Leia também: Atriz da Globo cai e quebra três costelas

A jornalista passou por uma séria cirurgia no cérebro no fim do ano passado e ainda se recupera do procedimento, ela também está de luto pela morte da mãe, que morreu há duas semanas. “Além de tudo perdi minha mãe 2 semanas atrás. Então, antes de voltar ao trabalho, achei melhor ficar mais um pouco em casa cuidando das milhas filhas. Apesar de ter feito inúmeras reportagens de aventuras e desafios NÃO sou uma máquina.”, completou ela.

Leia também: Globo encerra contrato de mais de 50 anos com Regina Duarte

Glória Maria finalizou dizendo que pretende voltar ao comando do Globo Repórter no momento certo. “Quero voltar a estar com vocês apresentando e viajando para Globo Repórter na hora certa. O @globoreporter é meu grande sonho, é desafio profissional, mas agora o programa vai esperar por mim um pouquinho. A Maria e a Laura querem a mamãe em casa!”

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Entretenimento

Brasil ganha primeiro prêmio no Festival de Berlim com “Meu nome é Bagdá”

Publicado

source

Com 19 filmes participando do Festival de Berlim , o Brasil já pode comemorar seu primeiro prêmio. ” Meu nome é bagdá “, dirigido por Caru Alves de Souza , levou nesta sexta-feira (28) o Grand Prix da Mostra Generation14plus, dedicado a filmes que retratam a realidade da juventude pelo mundo.

Leia também: Filme brasileiro vai concorrer ao Urso de Ouro no Festival de Berlim

arrow-options
Reprodução/Instagram

“Meu nome é Bagdá”


A decisão do júri, formado por Abbas Amini , Rima Das e Jenna Bass , foi unânime, destacando a liberdade da obra, “recheada de lindas amizades, música, movimento e solidariedade”.

Leia também: Em sua estreia como diretor, Wagner Moura é aplaudido em Berlim

“Meu nome é Bagdá” abriga diferentes aspectos das questões de gênero e lutas feministas a partir da experiência da personagem-título, que se veste e age como um garoto. Vivida pela skatista Grace Orsanato , ela é a única menina a frequentar a pista de skate do bairro. Mas, com sua atitude, abre caminho para mais.

“O filme é dominando por mulheres fortes, que não precisam sofrer ou fazer papel de vítima para testar a força que têm”, descreveu a paulistana Caru ao jornal O Globo há alguns dias.  “Percebo hoje que as mulheres se sentem mais fortalecidas pelos laços que constroem entre elas. Sentem-se mais fortes quando estão juntas, atuando coletivamente, do que quando buscam soluções individuais para seus problemas”, completou.

Leia também: Elogiado em Sundance, “Divino Amor” captaneia seleção brasileira em Berlim

A trama é livremente inspirada no livro “ Bagdá — O skatista ”, de Toni Brandão, lançado em 2009, mas centrado na figura de um menino. A versão imaginada por Caru mudou de ponto de vista ao longo do tempo e, quando o projeto foi retomado, a partir de 2014, absorveu os crescentes questionamentos sobre gênero e disputas identitárias.

O Brasil concorre também na mostra principal, com ” Todos os mortos “, de Caetano Gotardoe Marco Dutra.

Fonte: IG Gente
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana