conecte-se conosco


Mulher

Guia Básico da Mesa Posta – dicas sobre marcador de lugar e descanso de talher

Publicado

source

O Guia Básico da Mesa Posta já foi tratado aqui na coluna em textos publicados recentemente, nos meses de  junho e julho . A ideia do guia é ajudar as pessoas, através de dicas simples e objetivas, a montar um acervo funcional, prático e econômico, que reflita seu estilo e reais necessidades. 

Nessa tarefa, é importante compreender o significado dos itens e as suas variadas funcionalidades. Dando continuidade à série de textos sobre o tema, vamos conhecer mais detalhes sobre o marcador de lugar e o descanso de talher.

Marcador de lugar

marcador de lugar arrow-options
Reprodução

Existem diversos modelos de marcadores de lugar no mercado, por exemplo, em papel, em formato de porta retrato ou até peça decorativa.

Marcadores de lugar – em inglês, placement cards – servem para identificar onde os convidados deverão se sentar, seja numa recepção formal ou mesmo em um encontro mais descontraído. A organização dos lugares à mesa de forma personalizada serve também para promover a integração harmoniosa dos convidados.

Acredito que o uso dos marcadores de lugar denota carinho, delicadeza e uma sensação de cuidado, sabe? É super acolhedor chegar na casa do anfitrião e se deparar com a sala perfumada, uma mesinha montada com todo carinho para receber os amigos e ainda ver seu nome escrito em um card. Carinho que fala, não é?

Leia Também:  Loja cria catálogo com móveis de “Stranger Things”, “Os Simpsons” e “Friends”

Segundo as regras tradicionais de etiqueta, os marcadores de lugar devem ser utilizados quando a quantidade de convidados à mesa for maior que seis. No entanto, os anfitriões devem se sentir livres para usar os marcadores de lugar na ocasião que lhes parecer melhor.

Existem diversos modelos de marcadores de lugar no mercado, desde os tipos clássicos, fabricados em prata ou inox, até versões mais criativas, como papel “espetado” em frutas, verduras, arranjos florais, prendedores de madeira, dentre outros. Abuse da criatividade, levando em consideração o estilo da recepção, e crie um modelo de marcador de lugar que surpreenda seus convidados.

Lembre-se que na hora de definir os lugares dos convidados à mesa deve prevalecer o bom senso, com a escolha de uma configuração que permita a integração e o conforto de todos.

Descanso de talher

talher arrow-options
Reprodução

O descanso de talher é posicionado à direita do prato e serve de apoio para a faca.

O descanso de talher , como o próprio nome sugere, tem como função servir de apoio àquele item, evitando sujar a toalha ou jogo americano, devendo ser posicionado à direita do prato.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 29 de maio de 2019

Em recepções nas quais a comida é disposta em buffet, ao levantar para servir-se novamente, o convidado pode apoiar os talheres no descanso, evitando levá-los em mão até o buffet.

Durante as refeições, como ensina Claudia Matarazzo, os talheres devem ser apoiados no prato com o cabo sobre a mesa.

Leia também: Dicas para receber em casa – noite mexicana

Existem diversos modelos de descansos de talher disponíveis no mercado seja em prata, inox, madeira, porcelana ou cerâmica. Escolha o que faz o seu estilo e aproveite para incluir essa peça útil na sua composição de mesa posta .

Fonte: IG Delas
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mulher

Homem precisa de cirurgia no pênis após ereção de 36 horas

Publicado

source

Um homem de 41 anos viveu uma experiência inusitada e incrivelmente perigosa relacionada à “ereção mais duradoura de sua vida”. De acordo com Eliott Rossiter, 36 horas foi o tempo em que seu pênis manteve-se ereto, o que exigiu que ele passasse por um procedimento cirúrgico. 

homem com dor arrow-options
Reprodução/SWNS

Eliott viveu uma ereção de 36 horas

Ao portal SWNS  o homem conta que a ereção, que “não foi sexual de nenhuma maneira”, surgiu de forma inesperada durante uma visita a uma amiga na cidade de Nice, na França. Na época, em 2016, Eliott lutava contra uma dependência de analgésicos e aquela foi a primeira situação em que decidiu não tomá-los. 

Leia mais: Como enlouquecer um homem (ou uma mulher) na cama

“Não estava acontecendo nada demais. Estávamos conversando e a ereção simplesmente apareceu. Tentei contar à minha amiga, Jenny, mas era muito constrangedor”, recorda ele, que diz que a ereção era “muito maior do que de costume”. 

“Eu esperei por mais de uma hora e simplesmente não resolvia. Tentei me aliviar da maneira tradicional, mas também não resolveu”, disse. Após 19 horas de “agonia”, o homem precisou ir ao hospital.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 29 de maio de 2019

Depois de injeções para reverter a ereção sem sucesso, Eliott foi diagnosticado com priapismo, uma espécie de exagero do apetite sexual e que, no caso dele, foi causado pelo excesso de analgésicos. Caso negligenciada, a condição pode oferecer sérios riscos e até destruir o tecido do pênis. 

O tratamento para o priapismo também não é nada agradável. Para drenar o sangue acumulado no músculo, um pequeno furo foi feito no órgão, o que segundo o homem, deixou-o “aterrorizado”. Felizmente, a cirurgia foi um sucesso e não deixou sequelas além de uma pequena cicatriz. 

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

Existe hora certa para elogiar os filhos?

Publicado

source

Um elogio é uma observação, um comentário favorável sobre alguma coisa, sobre alguém, ou sobre algum fato ocorrido, o elogio tem como função geralmente mostrar satisfação, ou dar um incentivo em relação a algo.

Leia também: Os pais e a dificuldade de entender o que os filhos querem

mãe e filho arrow-options
shutterstock

Você elogia o seu filho o tempo todo? Repensar o hábito pode ser importante par ao desenvolvimento dele

Mas se um elogio é algo tão positivo, porque tem que ter uma hora certa para elogiar?

Estamos falando aqui de mães e pais que confundem elogios com mimo, não conseguem diferenciar os dois e acabam mimando os filhos achando que estão elogiando.

Uma criança pequena come tudo o que esta no prato, a mãe diz:

“Parabéns!! Você comeu tudo”, ou a mãe diz, “Parabéns!! Você comeu tudo, você é o menino mais lindo do mundo, amanhã vai ganhar uma bola”. Nós dois casos são elogios, mas no segundo caso ele esta sendo mimado, ele não precisa ganhar um premio por ter feito uma tarefa básica que é comer.

Você não precisa elogiar o seu filho por coisas que ele simplesmente tem que fazer, ele tem que escovar os dentes, ele tem que tomar banho, ele tem que comer as refeições, ele tem que ir dormir na hora determinada, ele tem que ir a escola, tem coisas que ele tem que fazer.

Leia Também:  Confira dicas valiosas de 6 grandes empresários antes de começar um negócio

Quando a criança está aprendendo a fazer essas coisas sozinha, ela precisa sim ser incentivada para isso, mas a partir do momento em que ela ja sabe fazer,  porque continuamos agindo como se as crianças não fossem fazer coisas básicas a menos que os incentivemos, isso é um erro

Leia também: O que fazer para estimular a independência dos filhos?

Quando elogiamos nossos filhos por atos corriqueiros, atos que eles devem fazer independente de incentivo, estamos dizendo para os nossos filhos que eles somente devem cumprir suas obrigações quando tiverem algum tipo de recompensa, mesmo quando a recompensa é somente um elogio.

Se trouxermos isso para a vida adulta, imagine um adulto tendo que ser elogiado porque lavou a roupa ou escovou os dentes, ou ainda porque colocou o prato na pia, isso é surreal não é? Mas será que não é assim que estamos criando nossos filhos?

Alguns pais estão o tempo todo elogiando/mimando as crianças, as crianças acabam aproveitando, mas tornam-se dependentes disso, vão crescendo achando que isso é normal e um pouco maiores, quando estão no mundo real e isso não acontece tanto, começam então os problemas, se frustram, e não entendem porque tudo que fazem não é mais valorizado como antes.

Leia Também:  Horóscopo do dia: previsões para 29 de maio de 2019

Crianças mimadas acham que merecem tudo e mais um pouco, mas de quem é a culpa delas ficarem assim?

Acho que já está claro de quem é a culpa, querendo fazer o melhor, estragamos nossos filhos, estamos sempre tão ocupados que queremos compensar de qualquer maneira o que deixamos de fazer.

Leia também: Obediência: muito almejada, pouco conquistada

Esse texto não é pra te dizer que você não deve elogiar o seu filho, mas que existe uma maneira certa e uma hora certa de fazê-lo, não elogie para compensar, para acalmar, não elogie para ficar bem com você mesmo, elogie quando ele merecer.

Pare para observar o seu filho, você vera que ele é muito capaz, deixe que ele desenvolva a sua capacidade, não cerceie isso fazendo elogios desnecessários e muitas vezes falsos.

O comportamento dos adultos, são repetições da infância, quando uma criança aprende ou sente uma coisa de uma determinada maneira, ela tende a repetir pelo resto da vida, muita atenção ao que passamos aos nossos filhos, isso fara com que eles sejam adultos felizes e ajustados.

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana