conecte-se conosco


Internacional

Guerra: Rússia diz que Ucrânia não tentou retomar negociações

Publicado

source
Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov
Divulgação/Kremlin

Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov

Nesta terça-feira (21), o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a Ucrânia não tentou reiniciar as negociações de paz com a Rússia . Na semana passada, Peskov havia dito que Moscou estava pronta para retomar as reuniões, que estão estacionadas desde abril, mas afirmou que não recebeu nenhuma resposta de Kiev sobre a questão.

Em entrevista na última sexta (17), o principal negociador da Ucrânia, David Arakhamia, disse que o país pode voltar a conversar com a Rússia sobre o conflito até agosto , mas que  não vai aceitar perder nenhuma parte do território.

A declaração, no entanto, foi ironizada pelo diretor-adjunto do Conselho de Segurança da Rússia, o ex-presidente do país Dmitry Medvedev. “O negociador-chefe da Ucrânia considera possível voltar a negociar com a Rússia até o fim de agosto. Pode ser. A questão é se ele vai falar sobre o que e com quem”, escreveu ele nas redes sociais.

As nações começaram a ter rodadas de negociação ainda em fevereiro para discutir um possível acordo de paz , com encontros em Belarus e Turquia. As reuniões, porém, terminaram sem grandes avanços.

Em março, o Kremlin apresentou uma lista de exigências para um cessar-fogo , incluindo uma rendição total dos ucranianos e uma mudança constitucional para garantir que a Ucrânia não se junte à Organização do Tratado Atlântico Norte (Otan) ou à União Europeia. Além disso, o país também pedia que a Crimeia fosse reconhecida como russa e as repúblicas separatistas de Donbass , como independentes.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

EUA: jovem de 10 anos engravida após estupro e tem aborto negado

Publicado

Menina de dez anos teve aborto negado nos Estados Unidos
Reprodução – 21/06/2022

Menina de dez anos teve aborto negado nos Estados Unidos

Uma menina de dez anos que engravidou após ser vítima de estupro teve o aborto negado em Ohio, na última segunda-feira. A negativa aconteceu três dias após a Suprema Corte americana ter revogado o direito constitucional à interrupção da gravidez nos Estados Unidos. A criança foi forçada a viajar para Indiana para ter acesso ao procedimento.

A vítima estava com seis semanas e três dias de gestação. Em Ohio, a legislação que proíbe o aborto após o início da atividade cardíaca do feto – com cerca de seis semanas de gravidez – entrou em vigor logo após o tribunal superior publicar a decisão que restringe o direito ao procedimento.

Com a medida, Ohio passou a ser um dos vários estados que reverteram o acesso ao aborto desde que a Suprema Corte eliminou este direito constitucional.

Uma médica de Ohio comunicou a situação da menina para uma colega, de Indianápolis. A vítima então foi encaminhada para ficar sob os cuidados da obstetra-ginecologista Caitlin Bernard, que atua em Indiana.

Caitlin disse ao The Guardian que tem percebido um aumento acentuado no número de pacientes que chegam às suas clínicas para aborto dos estados vizinhos onde tais procedimentos agora são restritos ou proibidos.

Mas em 25 de julho o parlamento de Indiana vai votar a proibição do aborto no estado.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Bombardeios na região de Donetsk na Ucrânia deixam rastro de tragédia

Publicado

Bombardeio russo atinge igreja construída em 1526 em Donetsk - 04.06.2022
Reprodução Twitter

Bombardeio russo atinge igreja construída em 1526 em Donetsk – 04.06.2022

Após semanas de combates, as tropas russas conquistaram neste final de semana a província de Luhansk e expandiram os bombardios para outras regiões no leste da Ucrânia. De acordo com autoridades locais, edifícios residenciais foram destruídos e diversas pessoas foram mortas no ataque, além da infraestrutura de praticamente toda a região. Agora, a Rússia visa capturar a vizinha de Donetsk, em Donbas. 

O chefe da administração de Donetsk, Pavlo Kyrylenko, disse na rede social Telegram, que província sofreu bombardeios neste domingo e que pelo menos nove civis morreram e outros 25 ficaram feridos após bombardeios na região.

“Os russos mataram nove civis na região de Donetsk: seis em Sloviansk, um em Avdiivka, um em Bakhmut e um em Zaitseve. Entre os mortos estavam duas crianças: uma em Sloviansk e outra em Zaitseve. Outras 25 pessoas ficaram feridas”, disse Kyrylenko.

As forças russas devem concentrar os ataques em Sloviansk, cidade com uma população de aproximadamente 100 mil habidades em Donetsk, primeira cidade a ser tomada pelas forças apoiadas pela Rússia em 2014 e retomada após três meses por tropas ucranianas. 

Com informações de agências internacionais*

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana