conecte-se conosco


Internacional

Guerra: Rússia controla 20% do território ucraniano, diz Zelensky

Publicado

source
Mariupol está cada vez mais controlada por tropas russas
Reprodução/Ansa – 18.04.2022

Mariupol está cada vez mais controlada por tropas russas

O presidente Volodymyr Zelensky afirmou nesta quinta-feira (2) que as tropas da Rússia ocupam atualmente 20% do território da Ucrânia.

Em discurso por vídeo no Parlamento de Luxemburgo, o mandatário disse que cerca de 2,6 mil centros habitados precisam ser libertados das forças russas.

“Hoje, cerca de 20% do nosso território está sob controle dos ocupantes”, declarou Zelensky.

A Rússia já conquistou a província de Kherson, no sul da Ucrânia, partes da vizinha Zaporizhzhia e agora avança no Donbass, área do leste do país onde ficam as províncias de Donetsk e Lugansk.

Essas duas regiões têm maioria étnica russa e já abrigavam conflitos separatistas desde 2014. Agora, no entanto, Moscou estabeleceu como objetivo prioritário a conquista da totalidade dos territórios dessas províncias.

Um dos principais palcos dos combates é Severodonetsk, último obstáculo para a Rússia reivindicar a tomada de Lugansk. De acordo com o governador da província, Sergey Gaidai, as forças invasoras já controlam cerca de 80% da cidade.

“O Exército russo destruiu quase todo o Donbass e quer continuar matando. O Donbass era um dos principais centros industriais da Europa, agora está simplesmente devastado”, reforçou Zelensky em seu discurso ao Parlamento de Luxemburgo.


Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Xangai não registra casos de covid pela 1ª vez desde o novo surto

Publicado

source
Testagem de covid-19
Redação – BBC News Mundo

Testagem de covid-19

A cidade chinesa de Xangai não registou no último sábado (25) nenhuma nova infeção por covid-19 pela primeira vez desde março, quando eclodiu um forte surto ligado à variante Ômicron que levou a um longo e severo confinamento da sua população.

“Não houve novos casos domésticos confirmados de covid-19 e nenhuma nova infecção assintomática em Xangai em 24 de junho de 2022”, disse o governo da cidade de 25 milhões de pessoas em um comunicado.


Em março, as infecções começaram a se multiplicar na capital econômica do país, que acabou decretando um confinamento severo por dois meses. O bloqueio, criticado pela população que luta para obter alimentos e cuidados médicos, foi suspenso praticamente no início de junho, embora o retorno à normalidade tenha sido dificultado pelo restabelecimento das restrições em alguns distritos.

Há duas semanas, milhões de pessoas foram novamente confinadas temporariamente quando o governo municipal lançou uma campanha de testes em massa em algumas áreas. Enquanto isso, a capital Pequim fechou escolas e escritórios por semanas devido a outro surto que as autoridades dizem ter sido contido na semana passada.

A secretaria municipal de educação indicou no sábado que todos os alunos do ensino fundamental e médio poderão voltar às aulas a partir de segunda-feira, embora professores, alunos e pais devam primeiro passar por um teste de PCR. A capital registrou apenas duas novas infecções no sábado.

Por seu lado, Shenzhen, uma grande cidade industrial do sul do país, anunciou neste sábado que vai encerrar durante três dias os mercados, cinemas e ginásios de um distrito que faz fronteira com Hong Kong, depois de detectar nessa localidade casos de covid -19.

A China é uma das maiores economias do mundo que continua a aplicar a chamada estratégia de “Covid zero” para erradicar o vírus com base em restrições a viagens internacionais, quarentenas, testes em massa e confinamentos severos.

As autoridades insistem que essa política é necessária para evitar um colapso do sistema de saúde devido à distribuição desigual de recursos médicos e as baixas taxas de vacinação dos idosos.


Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Arquibancada desaba na Colômbia e deixa 5 mortos

Publicado

source
Arquibanca desabou em arena de tourada improvisada
Reprodução

Arquibanca desabou em arena de tourada improvisada

Uma arquibancada desabou neste domingo (26), no departamento de Tolima, na Colômbia, durante uma tourada em comemoração às festividades de São Pedro. Segundo o jornal colombiano El Tiempo, ao menos cinco pessoas foram mortas e ainda não se sabe o número de feridos, que pode ultrapassar 200 pessoas. As vítimas estão sendo encaminhadas para o hospital San Rafael.

A Defesa Civil de Tolima sinalizou que entre os feridos há crianças, mulheres, homens e idosos. No dia anterior, nove pessoas já haviam se ferido no local.

Com o desabamento da arquibancada, o touro saiu da arena e está solto nas ruas das redondezas. Foi declarado alerta amarelo de emergência e a região já enfrenta um colapso no hospital, segundo o vereador Iván Ferney Rojas.

“Precisamos de apoio de ambulâncias e hospitais próximos, muitas pessoas ainda não atendem. Nosso hospital desaba”, escreveu o parlamentar em uma rede social.


Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana