conecte-se conosco


Tecnologia

Grupos privados do WhatsApp são encontrados no Google; veja como se proteger

Publicado

source

Olhar Digital

WhatsApp arrow-options
Reprodução

Cuidado com a divulgação de links de grupos do WhatsApp


Sabe aquele seu grupo de WhatsApp que deveria ser privado? Talvez ele não seja tão secreto assim, porque o Google está indexando links de acesso a grupos, permitindo que qualquer pessoa aleatória possa descobrir conversas que não deveriam poder ser encontradas tão facilmente.

Nesta sexta-feira (21), o jornalista Jordan Wildon publicou essa informação no Twitter . Não é muito difícil, também. Basta saber utilizar o mecanismo de busca do Google utilizando os termos “site:chat.whatsapp.com”, que filtra os resultados e exibe exclusivamente ligados à URL, normalmente ligada a conversas em grupo no aplicativo . Ao clicar em um dos links, o usuário só precisa confirmar o acesso clicando em “Entrar na conversa” e ele tem acesso a tudo que é discutido. Ao utilizar esse filtro, o Google mostra mais de 463 mil resultados .

Leia também: Facebook corrige brecha que permitia roubo de arquivos no WhatsApp Web

Talvez mais preocupante é o fato de que é possível acessar grupos de temas delicados e descobrir informações de seus participantes. Afinal de contas, ao entrar em uma conversa coletiva, é possível obter os números telefônicos e talvez até mesmo o nome dos membros. Essas informações podem ser utilizadas para fins malignos, como ataques de phishing direcionados.

Os grupos que podem ser encontrados no Google são de todos os tipos possíveis, e é possível encontrar vários grupos brasileiros sobre memes, política, dietas, estudos, trabalho e, claro, pornografia. Basicamente, qualquer grupo que tenha um link de convite público pode ser acessível pelas ferramentas de busca.

Leia também: WhatsApp chega a 2 bilhões de usuários; só três aplicativos atingiram a marca

Isso acontece pela forma como os mecanismos de indexação do Google funcionam. O robô da empresa vasculha páginas web atrás de links para catalogar; a partir de momento em que um link é divulgado em um site público , como redes sociais , por exemplo, ele passa a ser reconhecido e incluído nos resultados de pesquisa. Existem métodos para evitar que um site seja catalogado pelo algoritmo do Google , mesmo que o endereço seja publicamente exposto, mas o WhatsApp claramente não tomou essa precaução, ou não quis tomar.

Sobre o tema, o WhatsApp orienta administradores que não divulguem links para grupos que devem permanecer fechados. “Administradores de grupos podem convidar qualquer usuário do WhatsApp a se juntar a um grupo compartilhando um link que eles geraram. Como todo conteúdo que é compartilhado em canais públicos e pesquisáveis, links de convite que são postados publicamente na internet podem ser encontrados por outros usuários do WhatsApp. Links que usuários desejam compartilhar privadamente com pessoas que eles conhecem e confiam não devem ser postados em um site publicamente acessível ”, diz o comunicado de um representante do aplicativo .


Fonte: IG Tecnologia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Tecnologia

Bolsonaro viola regras do Twitter e tem publicações apagadas

Publicado

source

Olhar Digital

Twitter arrow-options
Unsplash/Sara Kurfeß

Twitter remove posts de Jair Bolsonaro


O Twitter apagou duas publicações da conta oficial do presidente Jair Bolsonaro no último domingo (29). A rede social afirmou que as exclusões se devem à expansão das regras abrangendo conteúdos que forem “eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir Covid-19 ”.

As postagens apagadas mostravam Bolsonaro entre aglomerações durante passeio em Brasília, realizado na manhã de domingo. O Twitter não detalhou quais os motivos específicos para a exclusão dos posts, já que há diversas outras fotos e declarações que se mantém no ar.

Leia também: Twitter remove publicações mentirosas sobre o novo coronavírus

O primeiro dos vídeos apagados mostra o presidente conversando com um vendedor, que afirma que as pessoas precisam continuar trabalhando, enquanto quem “tem mais de 65 ficar em casa”. Já no segundo, Bolsonaro afirma que “o país fica imune quando 60, 70% forem infectados”, além de afirmar que há um remédio contra o novo coronavírus que “já é uma realidade”, mesmo ainda sem comprovação científica.

A Organização Mundial da Saúde , além de autoridades do mundo todo, defende uma quarentena total, com exceção de serviços essenciais, para conter a disseminação do vírus. Apesar disso, o presidente brasileiro é a favor de uma restrição nesse isolamento, se focando apenas no grupo de risco, como idosos e doentes crônicos, indo contra o próprio ministro da Saúde do país.

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Tecnologia

Carro da Tesla para sozinho em sinal vermelho; veja o vídeo

Publicado

source

Olhar Digital

Elon Musk arrow-options
Elon Musk

Elon Musk, CEO da Tesla Motors


O sistema de piloto automático é um dos destaques dos veículos da Tesla . Agora, a montadora prepara uma atualização que vai permitir que os carros parem sozinho em semáforos fechados, e não apenas em situações de emergência. Um vídeo postado no Twitter mostra o sistema em ação.


Este é mais um passo em direção à capacidade total de direção, mencionado anteriormente pelo CEO da montadora, Elon Musk . A atualização deveria ter chegado nos carros da marca ainda em 2019, mas não funcionou como esperado. Agora, o mecanismo foi inserido aos carros da “frota de acesso antecipado”, uma espécie de versão beta dos veículos.

Leia também: Conheça Elon Musk, empresário dos carros elétricos com planos de explorar Marte

Leia também: Governo brasileiro quer convencer Tesla a abrir fábrica no país

A atualização faz parte de um pacote que custa US$ 7.000, cerca de R$ 35.385. O sistema promete, além de reconhecer e responder aos semáforos, a condução automática também nas cidades. Com o recurso já nos carros de acesso antecipado, a  Tesla pode estar prestes a lançá-lo oficialmente, já que as vezes leva apenas alguns dias para que as funções cheguem em todos os carros após a etapa de testes.

Apesar do avanço na sua tecnologia, a montadora ainda pede que os motoristas permaneçam com as mãos no volante e prontos para assumir o controle, já que ainda são os responsáveis por guiar o carro.

Fonte: IG Tecnologia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana