conecte-se conosco


Economia

Greve dos Correios: saiba quais serviços estão suspensos devido à paralisação

Publicado

source
Carteiro dos Correios de braços cruzados arrow-options
Arquivo/Agência Brasil

Funcionários dos Correios protestam contra a privatização da estatal, incluída na lista das empresas que serão privatizadas por Bolsonaro

Quem depende dos serviços de postagens com hora marcada dos Correios terá que encontrar outra solução, já que o Sedex 10 , Sedex 12 e o Sedex Hoje estão interrompidos devido à greve da estatal , iniciada nesta quarta-feira (11).

Ainda que paralisados, os Correios continuam atendendo parcialmente em todo o país, e serviços como “ Sedex e PAC [modelo de entrega econômica disponibilizada para o envio exclusivo de produtos] continuam sendo postados e entregues em todos os municípios”.

A greve dos Correios foi iniciada para reivindicar a privatização da estatal, que foi incluída no programa de privatizações do governo Bolsonaro. Apesar da manifestação, a rede já colocou em prática o Plano de Continuidade de Negócios, a fim de minimizar os impactos à população.

Medidas como o deslocamento de empregados administrativos para auxiliar na operação, remanejamento de veículos e a realização de mutirões já estão sendo adotadas, segundo posicionamento oficial.

A suspensão dos serviços tem o apoio da Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) e o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares de São Paulo, Grande SP e Sorocaba (Sintect-SP), que encabeçam a paralisação.

De acordo com nota divulgada pelos Correios na quarta-feira, 82% do efetivo total da empresa no País estava trabalhando regularmente, mesmo após o anúncio da greve.

Leia também: Greve dos Correios não paralisa serviço por completo, mas pode afetar sua vida

Segundo funcionários que apoiam a greve dos Correios, o governo e a direção da estatal querem reduzir salários e benefícios para diminuir custos e facilitar a privatização da empresa.

Além de ser contra o reajuste salarial proposto, de 0,8%, a categoria também critica a retirada de pais e mães do plano de saúde, a exclusão do vale cultura, a redução do adicional de férias de 70% para 33% e o aumento da mensalidade do convênio médico e da coparticipação em tratamentos de saúde.

Fonte: IG Economia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Aumenta o número de brasileiros que recorrem ao crédito rotativo

Publicado

source
crédito rotativo arrow-options
Istockphoto

Aumenta o valor de dinheiro emprestado no crédito rotativo


Aumentou a quantidade de dinheiro emprestado através do crédito rotativo no cartão. Em 2018, R$34,2 milhões foram concedidos na modalidade e, em 2019, o número subiu para R$41,1 milhões, em um aumento de cerca de 20%. Os dados são do Banco Central

O crédito rotativo começa a valer quando o cliente não paga a fatura do cartão de crédito por completo, quitando apenas o valor mínimo, ou quando atrasa o pagamento. Nesse sentido, a inadimplência foi o que mais aumentou durante o período analisado. Em 2019, R$25,1 milhões do valor emprestado no rotativo foram de faturas atrasadas. Em 2018, foram R$19,9 milhões. 

Menor renda, mais rotativo

Dessa parcela da população que cai no crédito rotativo, a maior parte possui renda mais baixa, revelou uma pesquisa feita pelo Guiabolso, um aplicativo de gestão financeira. 

Leia também: Juro do cheque especial cai e do cartão de crédito sobe em 2019

O estudo dividiu os entrevistados em três faixas de renda: de R$1 mil a R$7 mil, de R$7 mil a R$15 mil e acima de R$15 mil. A quantidade de pessoas que usa mais de 50%  do limite do rotativo é 30% mais alta no grupo com menor renda , quando comparado com o grupo de maior renda. 

A modalidade de empréstimo é uma das mais caras do Brasil. Em 2019, o crédito rotativo fechou com taxa de juros média de 318,9% ao ano. O crescimento foi de 33,5 pontos percentuais, quando em comparação com o ano anterior. 

Rotativo: use com moderação

Apesar de caro , o rotativo é muito utilizado devido à sua facilidade . Assim como o cheque especial, ele se trata de um crédito emergencial e, portanto, é de rápido e fácil acesso aos clientes. O erro, porém, é utilizá-lo de forma irresponsável.

Leia também: Superendividados: 30 milhões de brasileiros não conseguem pagar suas dívidas

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o planejador Janser Rojo aconselha que se estabeleça um orçamento mensal dividido em categorias (como alimentação, diversão, vestuário e aluguel). Assim, o consumidor só deve usar o cartão quando tiver dinheiro disponível para aquele gasto específico. 

Para quem tem mais dificuldade de manter o controle, a dica dos especialistas é pedir para quem o banco reduza o limite disponível . Essa é uma forma de se forçar a reduzir os gastos evitando, assim, pagar mais caro nos juros do rotativo.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Economia

Ministério da Agricultura destrói 4 mil frascos de azeite falsificado

Publicado

source
Fiscalização destruiu 4 mil frascos de azeite falso arrow-options
Divulgação/Ministério da Agricultura

Fiscalização destruiu 4 mil frascos de azeite falso


Fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ( Mapa ) destruíram, durante a última sexta-feira (14), 4 mil frascos de azeite de oliva falso no interior do São Paulo . O produto foi encontrado em depósitos nas cidades de Araras, Ribeirão Preto e Araraquara.

A fraude foi descoberta quando a fiscalização constatou a adição de outros óleos vegetais, como óleo de soja, na composição dos azeites da marca Oliveiras do Conde , de fabricação da empresa Rhaiza do Brasil.

Leia também: 5 azeites são confirmados como falsos pela Vigilância Sanitária: veja as marcas

Os frascos apreendidos fazem parte do lote 34642823, e o descarte foi acompanhado por funcionários do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal do Mapa no estado de São Paulo.  Os fiscais também autuaram a rede de supermercados que comercializava o azeite, sob o risco ser penalizada com uma multa de até R$ 500 mil.

De acordo com o Mapa, o procedimento de responsabilizar os comerciantes está contribuindo para reduzir irregularidades, uma vez que as multas são altas e isso exige que os vendedores fiquem atentos à qualidade dos produtos comprados no  no atacado.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana