conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo promove maior festa natalina para seis mil crianças carentes de MT

Publicado

As portas da Arena Pantanal, palco da Arena Encantada, se abriram nessa segunda-feira (16.12), exclusivamente, para receber seis mil crianças carentes de bairros e escolas públicas de Cuiabá e Várzea Grande. 

A iniciativa idealizada e coordenada diretamente pela primeira-dama Virginia Mendes foi realizada pelo Governo do Estado e executada pelas secretarias de Assistência Social e Cidadania (Setasc), de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), de Educação (Seduc), Casa Civil, Gabinete de Governo e da Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (Unaf). E contou com o importante apoio da Casa Militar, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Ciopaer.

A alegria contagiante no rosto dos pequenos deixava clara a satisfação em participar do momento. As crianças, com idades entre 6 e 12 anos, foram recebidas pelo Papai Noel, pela primeira-dama e pelo governador Mauro Mendes, que desceram de helicóptero na entrada do portão principal, fazendo a alegria da criançada.

A programação se iniciou por volta das 14h com a visita aos cenários interativos e ambientes que recriam a história da maior festa cristã.  Além de fotos e muitos sorrisos, todos os participantes receberam lanches e presentes, que foram doados por empresários e apoiadores.

Muito emocionada, a primeira-dama Virginia Mendes disse que, com a Arena Encantada, realiza um sonho de levar a magia do Natal a toda a população e, principalmente, às crianças mais carentes.

“A felicidade está aqui, no olhar dessas crianças recebendo presentes que eu escolhi como se fosse para os meus filhos. Fiz questão de escolher bonecas Baby Alive, super heróis, de tamanho grande, jogos e kits de acessórios, aqueles de pulseiras. É muito gratificante poder proporcionar isso para elas. Não tem dinheiro que pague”, frisou Virginia Mendes, que agradeceu a todos os colaboradores, voluntários e parceiros do evento.

O governador Mauro Mendes ficou satisfeito ao ver tantas crianças se encantando com a Arena. “É uma festa maravilhosa feita para essas seis mil crianças. Para mim, é uma alegria muito grande poder participar junto com elas, do lado lúdico, mas acima de tudo o lado espiritual que precisam manter. É uma imensa satisfação”, comenta.   

Mauro Mendes lembra que a Arena Encantada vai estar aberta à visitação até o dia 5 de janeiro, com exceção de dois dias, 24 e 31 de dezembro. “Estamos com uma equipe que vai receber toda a população que aqui comparecer”, afirma.

Com instalações interativas que celebram o Natal, o circuito de atrações da Arena Encantada possui mais de 4 mil m² de estrutura montada no entorno do campo da Arena Pantanal, no piso sintético das laterais, atrás das traves e nos túneis de acesso aos vestiários, de maneira a preservar o gramado, que estará inacessível.

Além das atrações natalinas, a Arena Encantada está arrecadando alimentos, que serão entregues às instituições filantrópicas, clubes de serviços como Lions e Rotary, Maçonaria e igrejas, dedicados a atender famílias em situação de vulnerabilidade social. Os alimentos sugeridos são arroz, feijão, açúcar, café, macarrão, óleo, leite longa vida e panetone. 

Para a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, esse é o verdadeiro propósito da Setasc 

“Nós queremos proporcionar a essas pessoas, principalmente às crianças, o direito de participar de eventos de lazer, de ter um momento mais do que especial, um momento ímpar e que elas jamais teriam tido a oportunidade se não fosse pela nossa primeira-dama Virginia Mendes, que pensou em cada detalhe,trazendo as crianças para que pudessem viver essa magia”, frisa.

A secretária lembra que a Arena Encantada tem trazido alegria também para os adultos, pois todos acabam se contagiando com a magia do Natal. “Tenho certeza que o que essas seis mil crianças vivenciaram hoje, vão lembrar para sempre e vão contar para os seus pais e familiares”.

Além dos brinquedos e do passeio, outro momento que entusiasmou a criançada foi a chegada do Papai Noel. O bom velhinho sobrevoou a Arena de helicóptero e desceu fazendo rapel. Um show à parte e que levou as crianças ao delírio.

Visitantes se emocionam

A estudante Paula da Silva, do 6º ano, ficou encantada não só com o passeio na Arena Encantada, mas com a visita ao estádio de futebol, pois só esteve na frente com a tia, mas nunca tinha entrado na Arena Pantanal. 

“O cenário todo foi bem pensado, muito bem desenhado. Gostei muito dos enfeites. Para mim, é uma satisfação fazer esse passeio de Natal. Olha, gostei de tudo, do Papai Noel, da casa dos ursos, da floresta dos duendes. Tudo foi feito com muito carinho. Tem que ser valorizado”, assinala.

A secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewki disse que se trata de um dia inesquecível, pois tanto o governador como a primeira-dama transmitiram para o público presente a importância do Natal, o nascimento de Jesus Cristo, além da esperança de que é possível,através de pequenos gestos, fazer com que as crianças se tornem um pouco mais felizes.

“A decoração da Arena ficou excepcional, muito linda, muito bem feita. Para nós da educação é um privilégio colaborar com o evento trazendo crianças da rede estadual de ensino para que também compartilhem com a magia do Natal”, ressalta. 

Os professores Bruno Freitas e André Pessoa, da Escola Estadual Ana Maria do Couto, no CPA, ficaram impressionados com a decoração da Arena Encantada. Para eles, levar as crianças para um local como esse é vivenciar uma aula prática.

Bruno Freitas destacou que os alunos entendem o espírito do Natal quando conhecem um local todo planejado como a Arena Encantada.

“Muitas crianças não têm essa oportunidade, pois os pais, de uma forma de outra, não disponibilizam tempo para vir. Nem a escola tem estrutura para montar algo assim. É importante para a criança viver essa experiência”, frisa.

André Pessoa tem o mesmo entendimento. Para ele, a visita a Arena Encantada proporciona uma experiência que seus alunos não têm. “Sem falar que ganharam um presente. Foi inesquecível. Vivenciar tudo isso aqui na Arena Encantada já é um presente. E trazê-los é assimilar o que vê”, avalia. 

Na percepção dos professores, mais do que um passeio, os alunos ganharam uma experiência de vida. Os professores admitem que até para eles é uma novidade conhecer a Arena, pois participam pouco do futebol local. “O fato de usar a estrutura da Arena para outros eventos demonstra o cunho social, pois não só de futebol a Arena pode ser utilizada”, argumenta André.   

A monitora Ana Alves Correa também foi cativada pela decoração da Arena Encantada, assim como os alunos que ela manteve sob sua responsabilidade durante o passeio. Em sua opinião, é uma oportunidade única para todos e confirma que a Arena Pantanal não é só para futebol. 

De acordo com o secretário de Estado de Cultura Esporte e Lazer (Secel), Allan Kardec, o evento foi um sucesso. Em sua avaliação, é uma forma de valorizar as crianças e as escolas públicas, pois foi um dia exclusivo para esse público.

“São seis mil crianças que visitaram a Arena com tudo preparado para elas fossem bem recebidas. Com certeza, vai ficar marcado para o resto da vida de cada criança que aqui esteve. A primeira-dama merece todos os parabéns”, festeja.

Logística e organização

Para que este dia fosse perfeito, foram meses de preparação e uma operação foi montada de forma organizada e estratégica, envolvendo servidores da Setasc, Seduc, Secel, Saúde, Casa Militar, Polícia Militar, Defesa Civil, Bombeiros e Ciopaer. Além dos diretores e professores de escolas e lideranças comunitárias dos bairros.

Mais de 600 pessoas trabalharam no evento com as crianças, organizando desde a saída delas da porta da escola e dos bairros, passando pelo monitoramento e acompanhamento durante o passeio, momento do lanche e distribuição dos presentes, até o retorno para suas casas.

As crianças participantes foram previamente selecionadas e todas levaram autorização dos pais ou responsáveis para participar. Antes de entrar nos ônibus recebiam pulseiras identificadoras, informando o local de onde eram e com o nome da criança. Na Arena as arquibancadas e corredores foram sinalizados para acomodar as crianças por grupos. As 6 mil crianças lotaram as arquibancadas Oeste e parte da Sul.

Os presentes foram descarregados com um dia de antecedência na Arena, organizados e separados por faixa etária e tipo de brinquedos, dispostos nas galerias, as crianças recebiam o presente e o lanche em filas, de forma organizada e tranquila.

Toda esta organização e esse cuidado foi pensado com antecedência pela primeira-dama, que acompanhou de perto as reuniões e dezenas de vistas in loco na Arena, certificando-se da segurança das crianças.

“Sabíamos que o desafio era grande, por isso envolvemos tantas pessoas no processo, todos entenderam o desafio e prontamente abraçaram o projeto, colocando muito amor e dedicação em cada etapa. Sou muito grata a todos os que nos apoiaram e se dedicaram. O resultado brilhante que tivemos só foi possível graças a cada um que fez sua parte”, reforçou Virginia Mendes.

Arena Encantada

Aberta à visitação de domingo a domingo, sempre das 18h às 23h, até 5 de janeiro, a Arena Encantada é uma iniciativa do Governo de Mato Grosso, em parceria com a iniciativa privada e a Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

A Arena Encantada voltará a ficar aberta à visitação do público geral a partir dessa terça-feira (17.12), sempre das 18h às 23h, até o dia 5 de janeiro de 2020. Somente nos dias 24 e 31 de dezembro o parque natalino fechará novamente. Dia 25, abrem as portas de novo e segue atendendo a programação normal até dia 30 de dezembro. Em 31 de dezembro, será fechada para o recesso de ano novo, abrindo as portas no dia 1º de janeiro.

A entrada sugerida para conferir as atrações é um quilo de alimento não perecível por família. No local, há um ponto de venda dos produtos. Podem ser levados arroz, feijão, açúcar, café, macarrão, óleo, leite longa vida ou panetone. Todos os alimentos serão doados para as famílias vulneráveis de Mato Grosso. Estima-se que passarão pela Arena Encantada, até janeiro, aproximadamente 450 mil pessoas.

Serviço

O complexo da “Arena Encantada” foi montado no estádio de futebol da Arena Pantanal que está localizado na Av. Agrícola Paes de Barros, s/n – Verdão, em Cuiabá.

Período de visitação: De 06 de dezembro a 05 de janeiro, sempre das 18h às 23h

Entrada: Um quilo de alimento não perecível por família (arroz, feijão, açúcar, café, macarrão, óleo, leite longa vida ou panetone).

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Sesp-MT abre credenciamento para recolhimento de materiais inservíveis

Publicado


A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Gerência de Patrimônio Mobiliário, divulgou o Edital de Chamamento Público para o credenciamento de associações ou cooperativas de catadores de materiais recicláveis, para recolher e destinar de forma adequada bens móveis inservíveis. A iniciativa vai abranger todas as instituições de segurança pública do estado.

A entrega da documentação das associações interessadas começou nesta terça feira (29.09) e seguirá até 28 de novembro de 2021, para a Gerência de Patrimônio Mobiliário, que fica na sede da Sesp, na Rua Júlio Domingos de Campos, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá. O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

A ação é sem fins lucrativos e tem como objetivo liberar espaços físicos dentro dos órgãos públicos. As associações e cooperativas de catadores que desejarem participar devem enviar a documentação exigida pelo edital em envelope lacrado, rubricado no fecho e identificado com o nome do interessado em suas partes externas, podendo encaminhar via correio ou outro meio similar de entrega.

Não será permitida a participação de um mesmo representante para mais de uma associação/cooperativa. Os documentos enviados via telex, telegrama, fac-símile (fax), e-mail, entre outros, serão desconsiderados.

As associações/cooperativas também devem ser formadas exclusivamente por pessoas físicas de baixa renda, serem reconhecidas pelo Poder Público como catadores de materiais recicláveis, e terem equipamentos compatíveis com as normas técnicas, ambientais e de saúde pública para a realização e destinação adequada da coleta, que envolve o processo de triagem, classificação, armazenamento e comercialização dos materiais recicláveis.

Após o processo de aprovação das documentações apresentadas, um sorteio será realizado pela Comissão Especial de Desfazimento, que definirá a ordem de classificação das associações ou cooperativas. A primeira entidade sorteada terá preferência na execução do serviço e as demais integrarão o cadastro reserva seguindo a ordem cronológica de credenciamento.

Execução do serviço

Depois da assinatura do Termo de compromisso, as associações terão o prazo de 15 dias para começar a execução do serviço, podendo ser realizado o recolhimento dos materiais mensalmente ou de acordo com a necessidade de cada órgão solicitante.

Os bens inservíveis e irrecuperáveis serão recolhidos nas cidades polos de Mato Grosso: Cuiabá, Rondonópolis, Cáceres, Tangará da Serra, Diamantino, Sorriso, Juara, Sinop, Juína, Alta Floresta, Vila Rica e Barra do Garças. 

Os veículos utilizados para o transporte dos materiais devem estar adequados, levando em consideração a capacidade de carga, o material a ser transportado e as normas de trânsito aplicáveis. O uso de maquinários e equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados é obrigatório durante o processo de coleta.

Materiais inservíveis

Serão considerados os materiais inservíveis e irrecuperáveis pela Comissão Especial de Desfazimento tudo aquilo que não possa ser reaproveitado devido à contaminação por agente patológico, radioatividade, infestação por insetos, natureza tóxica ou veneno. Ou ainda que apresente perda das características em razão da inviabilidade econômica de recuperação.

Esses materiais recolhidos serão destruídos para não oferecerem ameaças vitais às pessoas e riscos de prejuízos ecológicos. O termo de desfazimento desses conteúdos deverá conter no mínimo três assinaturas da Comissão Especial, sendo uma delas dos membros da Secretaria Adjunta de Administração Sistêmica (SAAS) da Sesp-MT.

Clique aqui para ter acesso ao edital, que também está disponível no site http://www.sesp.mt.gov.br/editais

(Sob supervisão da jornalista Nara Assis)

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Vazio sanitário do algodão começa nesta quarta-feira (01.10) em Mato Grosso

Publicado


O vazio sanitário do algodoeiro começa nesta quarta-feira (01.10) em Mato Grosso, conforme Instrução Normativa Conjunta SEDEC/INDEA nº 001/2016. Durante 60 dias fica proibida a existência de plantas vivas de algodão com risco fitossanitário no Estado, com o objetivo de prevenir a proliferação de pragas, em especial o bicudo-do-algodoeiro, principal doença que afeta a cultura.

Mato Grosso está dividido em duas grandes regiões: região I, que vai do Sul até o Vale do Araguaia e tem o período de vazio de 1º de outubro até 30 de novembro; e região II, Norte e Oeste, que tem o período de vazio sanitário de 15 de outubro até 14 de dezembro.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, mais uma vez o Estado conta com a parceria dos produtores rurais. “Sabemos da importância da cultura do algodão para Mato Grosso e também da responsabilidade de todos os agricultores neste período. Tenho certeza que faremos um ótimo trabalho em conjunto para que a próxima safra seja de mais sucesso”, afirma.

“É importante que os produtores realizem a destruição dos restos culturais do algodão e que mantenham suas lavouras livres de plantas de algodão com risco fitossanitário, estando sempre alerta às novas rebrotas, haja visto a característica perene das plantas de algodão, que são de difícil destruição”, alerta Ana Paula Vicenzi, coordenadora de Defesa Sanitária Vegetal do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea MT).

Durante o período de vazio sanitário a previsão é fiscalizar, pelo menos duas vezes, todas as propriedades produtoras de algodão do Estado. O descumprimento da medida fitossanitária pode acarretar aplicação de multa ao produtor rural, além do comprometimento da produção das propriedades na próxima safra.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana