conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo já exonerou servidor acusado pelo Gaeco

Publicado


.

O servidor Wanderson de Jesus Nogueira que exercia a função de Secretário Adjunto Sistêmico, da Casa Civil, já foi demitido do cargo, na noite de quinta-feira (24.09), assim que chegou ao conhecimento do Governo de Mato Grosso a prisão. A demissão será publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (25.09).

O Governo reitera que não coaduna com qualquer prática de crime e que atua fortemente no combate à corrupção.

Toda denúncia de possível irregularidade terá sempre o respaldo do Governo para sua investigação, esclarecimento e o apoio à punição severa de qualquer servidor ou cidadão envolvido em corrupção.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Pós-graduandos relatam experiências em estágio no Governo do Estado

Publicado


O estágio é na maioria das vezes a porta de entrada para o mercado profissional. Além de dar vivência e transformar teoria em ação do dia a dia, também ajuda a moldar o estudante dentro do ambiente de trabalho. Recentemente a vida de vários pós-graduandos ganhou novos rumos e trouxe uma nova oportunidade de aprendizado.

A pós-graduanda Lato Sensu em Direito Público, Raniely Benites Gonçalves, 26, está há três meses na Unidade Setorial da Procuradoria Geral do Estado no Gabinete da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag). Desde que chegou à Unidade, o seu dia a dia tem sido bem intenso, o vai e vem de processos administrativos e judiciais fazem parte da sua rotina de trabalho. “Como eu entrei no meio de uma pandemia havia bastante demanda, fiz de tudo um pouco”, relata.

Para reforçar o time da PGE e juntar-se à Raniely, Núbia de Freitas Fialho, 30, que faz pós em Direito Civil e Processual Civil, e é estagiária de primeira viagem, tem visto com bons olhos essa oportunidade, pois é importante para sua formação pessoal e profissional. “Quando estamos na graduação não temos noção de tudo que acontece aqui. Ainda mais o Estado que tem muitas secretarias, muitos assuntos”.

Conciliar o estágio e a faculdade não é uma tarefa fácil, porém é uma realidade vivida por muitos estudantes que buscam se aprimorar na área e adquirir experiência. Esse é o caso do mestrando em Psicologia, Matheus de Musis, 25, que viu no estágio a oportunidade de aliar o programa de pós-graduação com o trabalho.

Desde julho deste ano o Governo de Mato Grosso vem recrutando estagiários de pós-graduação. Atualmente estão em exercício em todo Executivo, 210 pós-graduandos. Vale ressaltar que Mato Grosso é um dos estados pioneiros a ter em seu quadro de estagiários, estudantes de pós-graduação.

O programa busca fazer com que o aluno aprofunde seus conhecimentos em determinada área, expanda o aprendizado e, ainda, invista no networking – estabeleça contato com pessoas com interesses em comum.

O estágio é uma atividade auxiliar na administração pública e propicia a conciliação do aprendizado acadêmico com a prática profissional.

Para Musis, o aprendizado adquirido faz enxergar outra área do conhecimento pouco explorada pelos psicólogos e que traz um diferencial para o seu currículo. “Estou aprendendo a fazer as rotinas de acolhimento – prestar um serviço de uma escuta qualificada – é um modelo de serviço da psicologia que a gente não vê em muitos lugares, instituições, mas é muito requisitado”.

De acordo com o titular da Seplag, Basílio Bezerra, o estágio, além de proporcionar o alinhamento da teoria à prática, coloca esses estudantes em contato com profissionais da área que escolheram seguir e oferece ao aluno a oportunidade de aprender de forma mais objetiva temas fundamentais para a sua profissão.

“O estágio complementa o processo de aprendizagem e possibilita que o aluno vivencie na prática situações reais do cotidiano profissional. Essa inclusão no âmbito profissional proporciona crescimento, aprendizado, autoconfiança e, principalmente, responsabilidade profissional e pessoal”, finaliza.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Mato Grosso registra 45 feminicídios de janeiro a setembro

Publicado


Mato Grosso registrou 45 feminicídios entre janeiro e setembro deste ano. O número é 36% maior do que o mesmo período do ano passado, quando 33 mulheres foram mortas. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), por meio da Superintendência do Observatório de Segurança Pública.

Paralelo a este dado, houve uma diminuição de 26% no número de homicídios dolosos praticados contra mulheres, já que este ano foram 25 registrados contra 34 do ano passado. No entanto, se somados os dados de feminicídios e homicídios dolosos, 70 mulheres foram assassinadas no estado, número 4% maior do que em 2019, quando houve 67 mortes.

As tentativas de homicídios de mulheres também apresentaram redução de 20%. Este ano houve 174 casos e em 2019 este número chegou a 218 ocorrências registradas.

Entre os principais crimes praticados contra vítimas femininas entre 18 e 59 anos, constam a ameaça, com 13.277 ocorrências; lesão corporal, com 6.974 registros; injúria, com 3.703; difamação, com 1.878 e calúnia, com 1.111 casos. Todos estes índices apresentaram redução, variando de 9% no caso de lesão corporal até 25%, no caso de difamação.

O número de estupros teve pouca alteração no comparativo com o mesmo período do ano anterior. Neste ano, 292 estupros foram registrados no estado, índice 1% maior do que 2019, quando tiveram 288 ocorrências desta natureza.

Denuncie

Para registrar qualquer denúncia de violência contra a mulher basta ligar para o 190, 197, 180 e 181. Vale lembrar que todas as denúncias são sigilosas. 

Além disso, as denúncias também podem ser registradas presencialmente nas delegacias (PJC-MT) de Mato Grosso. Em Cuiabá, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher funciona na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro Sul.

Cuiabá também dispõe de um Plantão 24h para vítimas de violência doméstica e sexual. A unidade está instalada no bairro Planalto, anexo ao prédio da 2ª Delegacia da Capital.

Já em Várzea Grande, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso funciona na Rua Almirante Barroso, 298, Centro Sul (próximo do Terminal André Maggi).

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana