conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo investe R$ 142 milhões em obras de pavimentação da MT-100 e garante durabilidade de rodovia

Publicado


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, está investindo R$ 142 milhões nas obras de pavimentação e restauração da MT-100, na região Araguaia em Mato Grosso, e tem acompanhado regularmente cada fase de execução das obras para garantir a qualidade do serviço e a durabilidade do asfalto executado.

As obras estão em andamento em uma extensão de 164,64 quilômetros da MT-100, em quatro trechos da rodovia, com o objetivo de interligar por asfalto nove cidades da região: Araguainha, Ponte Branca, Ribeirãozinho, Torixoréu, Pontal do Araguaia, Araguaiana e Barra do Garças.

De acordo com o secretário adjunto de Obras Rodoviárias da Sinfra, engenheiro Nilton de Britto, a rodovia está em fase de implantação, de modo que qualquer apontamento a respeito de eventual má execução da obra, ou mesmo da qualidade do revestimento asfáltico utilizado, não corresponde com a realidade.

Isto porque as boas condições de uma obra de pavimentação, que vai garantir a durabilidade do asfalto executado quando da conclusão da obra, não são medidas considerando somente a camada de asfalto que é aplicado, informou o engenheiro.  

“É preciso ressaltar a importância das camadas de base e sub-base do pavimento, pois são essas camadas que possuem a função estrutural de aliviar as tensões no revestimento e distribuir para as camadas inferiores. Portanto, não é baseado apenas na espessura do revestimento asfáltico que podemos afirmar a durabilidade de uma rodovia”, explicou.

Ainda segundo Nilton de Britto, todos os projetos executados na MT-100 preveem a aplicação do tipo Tratamento Superficial Duplo (TSD), que é um revestimento de qualidade,  durabilidade e  que comporta tráfego leve em rodovias secundárias até o trânsito pesado, como o que está previsto para a MT-100. 

“Adotou-se na etapa de elaboração do projeto e dimensionamento da estrutura do pavimento para os primeiros anos o TSD como revestimento, constituído por duas aplicações de ligante asfáltico, cada uma coberta por camada de agregado mineral e submetida à compressão com espessura aproximada de 2,5 cm. Após a consolidação e posteriormente o aumento do volume de tráfego, serão feitos novos estudos do comportamento estrutural do corpo estradal, a fim de analisar a necessidade de uma nova camada de revestimento”, afirmou.

Estão sendo executadas obras em um trecho de 29,3 quilômetros entre Araguainha e Ponte Branca e outro de 20 quilômetros do entroncamento da MT-463, em Ponte Branca, até o acesso ao município de Ribeirãozinho.  Também são executados os serviços de melhoramento em 45,4 quilômetros, no trecho que compreende o entroncamento da MT-461, que dá acesso à cidade de Ribeirãozinho, até o entroncamento da MT-466, em Torixoréu.

Além desses dos locais, também está em andamento a pavimentação de 18 quilômetros da MT-100, do trecho que vai do fim da pavimentação no município de Torixoréu até o início da pavimentação para Pontal do Araguaia.  Já em Barra do Garças, está em andamento a pavimentação de 51,8 quilômetros no trecho que vai do entroncamento da BR-070/158 ao entroncamento da MT-336, em Araguaiana.

Todas essas obras são acompanhadas e fiscalizadas regularmente, de modo a garantir a qualidade de todas as fases executadas. “A Sinfra possui contratos de supervisão de obras, justamente para realizar os ensaios de controle tecnológico e garantir qualidade e segurança aos usuários que irão trafegar nesta rodovia”, concluiu o secretário adjunto.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Ipem-MT lança projeto de aferição de medidores de umidade de grãos em Primavera do Leste

Publicado


Técnicos do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT) irão montar um laboratório para efetuar a aferição de medidores de umidade de grãos no Sindicato Rural de Primavera do Leste. A ação descentralizada ocorrerá de 10 a 13 de agosto.

O projeto piloto será realizado em parceria entre o Ipem-MT/Inmetro, Associação dos Produtores de soja e milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e Sindicato Rural de Primavera do Leste.

De acordo com o presidente do Ipem-MT, Bento Bezerra, a iniciativa tem como finalidade facilitar a conferência dos equipamentos dos produtores de milho, soja, café e arroz que estão no interior do Estado, em atendimento aos requisitos do Regulamento Técnico Metrológico (RTM) aprovado pela Portaria Inmetro nº 402 de 2013.

“Essa ação diferenciada foi montada para realizar a conferência das máquinas e também orientar os produtores sobre quais os procedimentos adotados e esclarecer as normas estabelecidas pelo Inmetro. Queremos ajudar o produtor, não puni-lo”, ressalta Bezerra.

O laboratório volante contará com estufa, incubadora, classificador de sementes, grades de pré-limpeza, balança de precisão e dois medidores de umidade. A unidade terá capacidade de realizar até 10 medições com ensaios de verificação, a cada duas horas.

A recomendação é que o produtor leve o equipamento para a aferição portando CNPJ ou CPF. O equipamento deve estar registrado no Inmetro com o nome do produtor. Será cobrada taxa de R$ 407,04 estabelecida na tabela do Inmetro.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, o objetivo é alavancar as atividades agrícolas. “Criamos a primeira aferição de medidores de umidade em campo para auxiliar o produtor. Ter um equipamento dentro dos padrões estabelecidos é levar resultado justo e confiável para quem compra e vende grãos. Por isso, aconselhamos que cada produtor tenha equipamento próprio e dentro da lei”, assinala.

O projeto deve ser estendido a outros municípios ao longo desse semestre. A aferição dos medidores de umidade é feita uma vez ao ano.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Prédio da Desenvolve MT passa por desinfecção e expediente será suspenso nesta sexta-feira (06.08)

Publicado


O prédio da Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso – Desenvolve MT vai passar por processo de sanitização e desinfecção nesta sexta-feira (06.08). O atendimento ao público e demais serviços ficarão suspensos no dia.

A medida visa  evitar a disseminação da Covid-19. Todo o espaço será higienizado como um reforço às medidas já adotadas internamente, de uso diário de máscaras faciais por todos aqueles que circulam pelo prédio, bem como a utilização de álcool em gel.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana