conecte-se conosco


Economia

Governo faz leilão de seis terminais portuários no Pará

Publicado

O governo federal faz hoje (5) o leilão de arrendamento de seis terminais portuários no Pará, voltados para a  movimentação e armazenagem de granéis líquidos (combustíveis).

Cinco terminais estão localizados em Miramar, no Porto Organizado de Belém, e um no Porto de Vila do Conde. A sessão pública será realizada na B3, Bolsa de Valores de São Paulo, às 10h. 

Os contratos de arrendamento terão validade de 15 a 25 anos, dependendo da área. As três primeiras, em Belém, terão prazo de 15 anos. Nas outras duas, de 20 anos e em Vila do Conde, o contrato terá prazo de 25 anos.

A expectativa do governo é que os investimentos previstos nos seis terminais cheguem a R$ 430 milhões.

Pelas regras do certame, o valor mínimo de outorga começará em R$ 1. De acordo com o Ministério de Infraestrutura, essa modelagem do leilão, com preço simbólico, “privilegia a realização de investimentos para maior capacidade de movimentação de cargas e melhor prestação de serviços aos usuários, e não na acumulação de recursos no caixa da União”.

Além disso, os proponentes não poderão arrematar mais de duas áreas, salvo nos casos de propostas únicas. A intenção é promover maior competição entre os operadores portuários e reduzir o preço por tonelada.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a adoção do modelo voltado para o incentivo de investimentos vai permitir aumentar a capacidade de movimentação de cargas. “A entrega da capacidade vai trazer redução dos custos, beneficiando toda a população do estado”. 

Este é o segundo leilão de terminais portuários em menos de um mês. No fim de março, o governo arrecadou R$ 219,52 milhões com o leilão de quatro áreas portuárias – três na Paraíba e uma no Espírito Santo. O investimento previsto é de R$ 199 milhões.

Na avaliação do advogado e professor Luiz Rodrigues Wambier, especializado em infraestrutura, o leilão deve alcançar a expectativa do governo. “[No leilão anterior], a contribuição inicial foi de apenas R$ 1, o mesmo valor proposto agora para as áreas portuárias do Pará. Além disso, o modelo de investimentos tende a dar resultado para a União porque vai além dos valores arrecadados, refletindo melhora na prestação de serviços aos usuários”, disse

Edição: Kleber Sampaio

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

Ceagesp entregou mais de 733 toneladas de alimentos durante a pandemia

Publicado


A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) já distribuiu mais de 733 toneladas de alimentos durante o período de pandemia, informou hoje (2) o presidente da instituição, Mello Araújo.

O número diz respeito ao trabalho feito pela Ceagesp de março – data da declaração da emergência sanitária – a novembro deste ano, e deve aumentar com a consolidação das doações de dezembro, que ainda não foram computadas pela companhia.

Os alimentos são fornecidos por atacadistas, produtores rurais e agroindústrias que usam os serviços de armazenamento e distribuição da Ceagesp para suprir as necessidades de grandes centros urbanos. Após doados, eles são transformados em marmitas, sopas, complementos alimentares e vitamínicos e servidos à população em 18 cidades do estado.

A iniciativa visa a beneficiar famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade socioeconômica. Apesar de ter sido sido inaugurada antes do período da pandemia de covid-19, a campanha de distribuição de alimentos da Ceagesp mobilizou colaboradores em caráter especial para mitigar os danos causados pela paralisação econômica após a declaração de emergência sanitária.

“Nosso objetivo é colaborar com as famílias que passam por situação de vulnerabilidade alimentar e mostrar à sociedade a força da Ceagesp, além de continuar a contribuir para que esse problema diminua no mundo atual”, disse Mello Araújo.

Cartilha de alimentação

A Ceagesp, além das ações beneficentes de distribuição de alimentos, também fornece guias de orientação alimentar e de boas práticas na escolha, no manuseio e preparo das refeições.

Para o período de pandemia, a companhia elaborou um caderno especial de orientações ao consumidor, com a ajuda da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A publicação mostra como otimizar as saídas de casa para abastecimento, como condicionar frutas, legumes e vegetais para que durem mais e como higienizá-los adequadamente para minimizar o risco de contaminação pelo novo coronavírus.

Outra publicação da companhia mostra como tirar as principais dúvidas em relação aos alimentos, além de fornecer dicas de nutrição saudável para as famílias e orientações sobre o congelamento de hortaliças, legumes, verduras e carnes. 

Vinculada ao Ministério da Economia, a Ceagesp é considerada o maior posto de comercialização de produtos hortícolas da América Latina.

Edição: Graça Adjuto

Continue lendo

Economia

LATAM prevê alcançar 58% de sua capacidade operacional no Brasil em dezembro

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Calebe Murilo

LATAM prevê alcançar 58% de sua capacidade operacional no Brasil em dezembro

O Grupo LATAM Airlines anunciou ontem (1) em comunicado, a sua malha aérea de dezembro, prevendo a operação de 38% da sua capacidade global, diferente dos 33% operados em novembro deste ano.

No Brasil, a companhia deverá operar em até 58% da sua capacidade, frente a 54% do mês anterior, alcançando 44 destinos no País com até 372 voos diários.

Além disso, a empresa ampliará em 13% a sua capacidade em Congonhas, para atender 13 destinos no Brasil. Em função da alta temporada, também aumentará em até 15% a sua capacidade em relação a novembro nos seus principais hubs (centros de conexão) de Guarulhos e Brasília, para atender 38 e 30 destinos, respectivamente.

Já nos voos para o exterior, a LATAM Brasil vai operar a partir de São Paulo para 12 destinos: Santiago, Buenos Aires, Assunção, Cidade do México, Montevidéu, Lima, Miami, Nova York, Londres, Lisboa, Madri e Frankfurt.

Esteja informado: clique aqui e leia mais notícias de aviação!

Em sua operação global, em dezembro, o Grupo LATAM pretende operar 22 mil voos, manter uma operação robusta de cargas no fim de ano e retomar as rotas internacionais de passageiros via Lima para Cancun, Orlando e Punta Cana, além da rota Bogotá-Miami.

Atualmente, o grupo conecta 110 destinos em 16 países. Todas as programações estão sujeitas à evolução da pandemia, bem como às restrições de viagens nos países atendidos pela companhia.

O post LATAM prevê alcançar 58% de sua capacidade operacional no Brasil em dezembro apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana