conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo e iniciativa privada trabalham juntos para retomada da ZPE

Publicado

Um plano de negócio está sendo desenvolvido pelo Governo do Estado e a iniciativa privada para atestar a viabilidade da Zona de Processamento de Exportações (ZPE) de Cáceres. O objetivo é destravar definitivamente o projeto, que foi lançado em 1990, e é visto pela atual gestão como uma das ferramentas de combate ao empobrecimento da região Oeste.

No trabalho, realizado em parceria com a Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), constará quais são os investidores em potencial, quais os que podem ser captados a partir da vocação econômica dos municípios do entorno e ainda o que é necessário para atraí-los.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, explica que a obra é aguardada há mais de 20 anos e até hoje, sequer a área administrativa foi concluída. Ele estima que serão gastos mais R$ 60 milhões apenas na estrutura física, que inclui o fornecimento de água, eletricidade, captação e tratamento de esgoto e demais serviços essenciais.

Isso tudo, sem contar o trabalho de acessibilidade aos mercados por rodovias e pela hidrovia Paraguai-Paraná, bem como a definição de uma política de incentivos para a área. “Acho que estamos próximos de resolver a questão porque com um plano de negócio concreto, a demanda de recursos públicos e privados se mostrará pequena diante das possibilidades de lucro e expansão”.

Miranda pontua que foi realizada nesta semana uma reunião sobre o tema com a participação do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, o prefeito de Cáceres, Francis Maris, e o presidente da Fiemt, Gustavo Oliveira. “O governador foi claro. Quer que o projeto seja tocado de forma objetiva e sem sentimentalismo. Ele disse que o local não pode ser alvo de desperdício do dinheiro público e por isso, os empresários precisam participar do processo. Temos que trabalhar dentro de um projeto de desenvolvimento”.

Atual gestão quer resolver entraves e concluir obras que beneficiarão toda a região Oeste do Estado. (Foto: Rafaella Zanol/Secom MT, de agosto de 2017)

Sobre o prazo de conclusão, o secretário argumenta que não dá para estipular, mas que, atualmente, Fiemt e Governo possuem uma série de dados e informações para subsidiar o plano de negócios após serem compilados. 

No que diz respeito as empresas interessadas em investir, algumas já se apresentaram e até encaminharam cartas de intenções à Prefeitura de Cáceres. Outras fazem parte do sistema Fiemt e também são consideradas as que podem ser captadas para processar as matérias primas produzidas na região, como por exemplo carne e grãos.

Vizinhos de fronteira

Também está entre as vertentes do trabalho o estreitamento das relações comerciais com a Bolívia. Na semana passada, o embaixador do país vizinho no Brasil, José Kim, veio a Mato Grosso anunciar que o governo boliviano se interessa em vender energia elétrica para o Estado. A ideia deles é ampliar a produção da termoelétrica de San Matías, localizada a 110 km de Cáceres.

“Se for uma energia barata, pode se tornar mais um diferencial para as empresas da ZPE”, argumenta Miranda. Ele acredita que a aproximação pode trazer reflexos positivos na comercialização de outros produtos, entre eles o gás natural.

Atualmente, Mato Grosso tenta renovar o contrato de fornecimento com os bolivianos, que está prestes a vencer, e também com a empresa Gás Ocidente Mato Grosso (GOM), proprietária do gasoduto. O fornecimento está suspenso desde o ano passado porque a GOM não renovou o contrato de transporte, impasse que está próximo de uma solução porque as negociações foram retomadas.

Importância da hidrovia 

Paralelo aos encaminhamentos da ZPE, o Governo do Estado está trabalhando a retomada da navegação na Hidrovia Paraguai-Paraná. O secretário de Desenvolvimento Econômico esclarece que o governo do Estado encaminhou um oficio para a Secretaria Nacional dos Portos pedido a antecipação do processo de renovação da delegação do Porto de Morrinhos.

O contrato atual acaba em 2023 e quatro anos não é tempo suficiente para se oferecer o espaço para inciativa privada explorar, tendo em vista que será preciso fazer investimentos.

“Quando estiver funcionando, não será preciso passar pela área sinuosa do rio, o que trouxe desentendimento com os órgãos ambientais no passado. Desta vez, queremos fazer os encaminhamentos com a participação de todos atores envolvidos. Queremos que os órgãos de Meio Ambiente sejam consultivos e nos ajudem”.

Importante para Cáceres 

O prefeito de Cáceres, Francis Maris, afirma que está otimista com o projeto. Ele conta que a obra foi retomada em 2016, porém o governo do Estado, na época, anunciou que não tinha dinheiro para o investimento depois da conclusão da licitação. “Eu e os vereadores assumimos a responsabilidade desde então. Fizemos uma nova licitação pela Prefeitura. Mas, houve uma sequência de erros, que acreditamos serem obstáculos transpostos”.

Maris relembra que a empresa vencedora não entregou um projeto adequado. “Por exemplo, não há espaço para manobrar bitrens, porém este tipo de veículo será maioria lá”.

Depois deste transtorno, as obras ficaram paradas e este ano, o projeto está sendo reestruturado pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). “Quando estiver pronto, daremos sequência de onde parou”, diz Francis. 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Iniciativa privada cede colaboradores e maquinários para ajudar no combate aos incêndios no Pantanal

Publicado


.

Os empresários da região da Transpantaneira estão auxiliando no combate aos incêndios no Pantanal. Fazendeiros estão cedendo colaboradores para operar as máquinas que farão os aceiros – desbaste de vegetação que impede a propagação do fogo.

“Já temos dois profissionais prontos para iniciar o trabalho nessa missão importante de combate ao fogo e logo haverá mais. Atendemos a demanda do Corpo de Bombeiros, em ação conjunta com a Secretaria de Meio Ambiente, que irá enviar maquinários apreendidos em Mato Grosso para a região”, diz Jefferson Moreno, secretário adjunto de Turismo.

A pasta é vinculada à secretaria de Desenvolvimento Econômico, que está articulando o apoio dos empresários, fazendeiros e moradores da região do Pantanal para este trabalho junto às forças de combate.

Na sexta-feira (07.08), foi deflagrada a Operação Pantanal 2, fruto de uma ação conjunta entre Governo de Mato Grosso, Forças Armadas, Ibama, Governo de Mato Grosso do Sul. Para a força-tarefa que já está atuando no local estão previstos a utilização de dois helicópteros e duas aeronaves do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT), uma aeronave do Ciopaer, uma aeronave do Sesc Pantanal e maquinários. Estiveram presentes o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, e a secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

O efetivo empregado na iniciativa é de 31 bombeiros militares de Mato Grosso, 12 bombeiros militares de Mato Grosso do Sul, 16 fuzileiros navais, além do apoio de 10 brigadistas do Ibama, podendo ter o efetivo aumentado, dependendo das condições encontradas durante a força-tarefa.

“O Pantanal é uma região extremamente importante para Mato Grosso. Lá temos quase 15% do rebanho do Estado e também é um rico atrativo turístico. Este trabalho dos militares do Corpo de Bombeiros, Marinha, Forças Armadas e moradores e empresários é essencial para resguardamos a fauna e flora riquíssima do Pantanal”, diz César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico.

As pousadas Piuval, Rio Claro, Recanto do Jaguar, Pousada do Neco, Pousada Porto Jofre, os hotéis Santa Rosa, Pantanal Mato Grosso Hotel, Hotel Sesc Pantanal e as fazendas São João, Comitivas, São Miguel, Samambaia, a prefeitura municipal de Poconé, entre outros, estão contribuindo com o Governo de Mato Grosso para salvar o Pantanal.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

"Obras não precisam ser grandiosas para ficarem marcadas", afirma secretário de Infraestrutura

Publicado


.

O Governo do Estado entregou nesta sexta-feira (07.08) a ponte de concreto sobre o Córrego Coité, localizado entre os municípios de Primavera do Leste e Poxoréu. Apesar de sua pequena extensão, com apenas 25 metros de comprimento, a ponte é essencial para retirar a comunidade do Distrito de Nova Poxoréu do isolamento, além de interligar os municípios e toda a região Sudeste de Mato Grosso.

A obra é resultado de um convênio firmado entre o Executivo Estadual e as prefeituras, no mês de abril, e foi construída para substituir uma ponte de madeira que cedeu com as fortes chuvas na região.

Para o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a inauguração da ponte é mais uma demonstração do compromisso da atual gestão do Governo do Estado com todas as regiões de Mato Grosso – e uma comprovação de que os recursos estão sendo bem aplicados e atendendo a todos aqueles que mais precisam.

“O governador Mauro Mendes é a pessoa que está faltando neste evento, para ouvir o quanto ele está fazendo um governo diferenciado. Não é um governo de reuniões a portas fechadas. É um governo que trabalha com determinação, cumprimento de metas, de parcerias, de aplicar muito bem os recursos públicos. E é esse governador que estou representando aqui com muito orgulho”, afirmou.

Ainda segundo o secretário, a construção resgata a dignidade das cerca de cinco mil pessoas residentes no distrito, que precisavam dar uma volta de 25 quilômetros para chegar a Primavera do Leste. Com a ponte, toda a região terá condição de receber serviços de limpeza, coleta de lixo e manutenção de estradas, por exemplo.

“Obras não precisam ser grandiosas para ficarem marcadas como uma obra linda, maravilhosa. As obras têm que atender as necessidades do povo e essa é uma obra que não é simples. É uma obra fundamental. Para essa população, essa é a maior obra que esse distrito já teve. Não teve obra mais importante na região do que essa daqui, pois assegura o direito de ir e vir do cidadão. A entrega dessa obra demonstra mais uma vez que a administração Mauro Mendes pensa nas pessoas mais necessitadas e as parcerias são a solução para o Estado de Mato Grosso”, destacou.

Ao todo, foram investidos R$ 1 milhão para a construção da ponte, sendo R$ 403 mil repassados pela Sinfra diretamente às prefeituras, que deram sua contrapartida para a execução da obra. A união de esforços e a credibilidade da atual administração do Governo do Estado tornou possível atender a um grande anseio e realizar o sonho dos moradores, segundo o prefeito de Poxoréu, Nelson Paim.

“Essa obra é pequena comparada a tantas outras do Estado, mas se não tivesse essa ponte seria um transtorno. Esse é um momento que nos deixa muito felizes. Quando nós trabalhamos com seriedade, responsabilidade e união de forças, está aqui o resultado. Aproveito para agradecer o governador Mauro Mendes. Muitas vezes quando vamos para uma reunião, andamos 500 quilômetros, cheios de motivação e voltamos falando que vamos fazer e as coisas não acontecem. Mas neste governo as promessas são cumpridas, dando resultado, sem blá-blá-blá e sem conversa, pois mentira e enrolação ninguém aguenta mais”, disse.

O prefeito de Primavera do Leste, Leonardo Bortolin, destacou que a parceria entre Estado e municípios foi fundamental para a entrega à região.

“Toda parceria que precisar ser firmada em benefício da população, sempre terá o nosso sim. Antes a comunidade olhava daqui para lá e eles de lá para cá, desesperançosos. E hoje em tempo recorde estamos entregando essa ponte. Quero agradecer por tudo que o governador Mauro Mendes tem feito em Primavera do Leste, uma gestão com homens de palavra, que tem dado resultado para o Estado de Mato Grosso”, disse.

Para o senador Carlos Fávaro, a entrega da ponte demonstra a sensibilidade da atual administração do Governo do Estado, que realiza grandes obras sem se esquecer das menores necessidades e dos cidadãos das áreas mais distantes.

“Temos um governador que tem sensibilidade de fazer uma obra como essa, que vai mudar a vida das pessoas. Fazer uma parceria com as duas prefeituras demonstra a sensibilidade, pois para o cidadão que mora aqui não existe obra mais importante do que esta. É isso que muda a vida das pessoas. É ter sensibilidade de trazer grandes obras, mas não desconectar daqueles que mais precisam. Tenho muito orgulho de estar nesse dia e parabenizar o governador Mauro Mendes que une todos nós para fazer o bem para Mato Grosso”, disse.

O deputado federal Neri Geller destacou a importância da ponte inaugurada e das ações do Governo do Estado voltadas para melhorar a infraestrutura em todo o Mato Grosso.

“Fico bastante feliz quando vejo uma ponte que beneficia pessoas que estão sofrendo, que enfrentam dificuldades. Com certeza esse empreendimento, que para muitos lugares não representaria muita coisa, para essa população que está aqui é realmente uma obra social, que vai beneficiar muitas e muitas famílias”, afirmou.

Já o deputado estadual Ondanir Bortolini parabenizou a iniciativa das parcerias formalizadas pelo Estado e municípios e destacou o trabalho da Assembleia Legislativa para que as prefeituras e a administração pública consigam melhorar o investimento na região.   

“Não é uma obra de grande vulto, mas o significado dela é muito grande para essa população. Conheço essa região do Vale Verde e do Novo Poxoréu e fizemos um trabalho de redivisão, para que o município de Primavera do Leste assumisse essa responsabilidade com essa população, para realmente poder atender o desejo das prefeituras e do cidadão”, encerrou.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana