conecte-se conosco


Internacional

Governo dos Estados Unidos indica nova embaixadora no Brasil

Publicado


O governo dos Estados Unidos indicou nova embaixadora para ocupar o posto diplomático no Brasil. Elizabeth Frawley Bagley passará a chefiar a embaixada norte-americana em Brasília e comandar as relações diplomáticas entre os dois países.

Elizabeth Frawley Bagley Elizabeth Frawley Bagley

Elizabeth Frawley Bagley – U.S. State Department

Para a confirmação do posto, a indicação precisa ser apreciada e confirmada pelo Senado norte-americano. A embaixada não informou quando a votação deverá ocorrer. O partido Democrata possui, atualmente, 48 cadeiras no Senado, contra 50 do Partido Republicano. Entretanto, os dois senadores independentes da casa também apoiam Joe Biden, e a presidente da casa – que possui poder de desempate em votações acirradas – é a vice-presidente Kamala Harris, o que garante, na prática, maioria ao governo atual. Haverá eleições para o Senado norte-americano em novembro – as chamadas eleições mid-term.

Bagley é advogada e diplomata. Atualmente é diretora de uma empresa de telecomunicações no estado do Arizona. A única experiência como embaixadora foi no comando da representação diplomática dos EUA em Portugal.

A diplomata trabalhou como conselheira de secretários de Estado durante os governos democratas de Bill Clinton e Barack Obama. Durante a carreira diplomática, também ocupou postos de representante especial para a Assembleia das Nações Unidas e de parcerias globais.

Na avaliação da professora de relações internacionais da Pontifícia Universidade Católica do do Rio de Janeiro (PUC-RJ) Ana Garcia, a mudança tem que ser vista no contexto de rearrumação do governo de Joe Biden para enfrentar desafios no combate à pandemia, recuperação econômica e na política externa.

“No caso do Brasil, a mudança da embaixadora vem no ano eleitoral, e isso não é irrelevante no campo das relações exteriores. O Brasil é um país fundamental para os americanos no continente, porque é um país que ainda consegue ter força diplomática frente à China, algo que em outros países da América Latina tem sido difícil”, analisa.

A professora acrescenta que Elizabeth Bagley é bem situada dentro do Partido Democrata e tem grande histórico no setor privado. “O governo brasileiro deverá ter nessa nova embaixadora uma figura importante de referência para a aproximação com os Estados Unidos”, concluiu.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Tiroteio deixa um morto e cinco feridos em igreja na Califórnia

Publicado

source
Carros de regate em frente a igreja de Laguna Woods, na Califórnia
Reprodução/Twitter @MikeSington – 15.05.2022

Carros de regate em frente a igreja de Laguna Woods, na Califórnia

Um dia após dez pessoas terem sido mortas por um atirador em um mercado na cidade de Buffalo, em Nova York , um novo tiroteio deixou um morto e cinco feridos em uma igreja na Califórnia neste domingo, segundo autoridades.

Todas as vítimas eram adultas e foram encaminhadas a um hospital, informou o Departamento do Xerife do Condado de Orange no Twitter. Além da que foi encontrada morta dentro da Igreja Presbiteriana de Genebra, quatro das vítimas ficaram gravemente feridas e uma teve ferimentos leves.

Uma pessoa foi detida pelos policiais e uma arma foi recolhida após o tiroteio na igreja, na cidade de Laguna Woods, de acordo com o xerife. Ainda não está claro se houve um ataque ou as circunstâncias do episódio.

“Ninguém deveria ter medo de ir ao seu local de culto. Nossos pensamentos estão com as vítimas, a comunidade e todos os afetados por este trágico evento”, disse o governador da Califórnia, Gavin Newsom, no Twitter, acrescentando que estava monitorando a situação.

As autoridades responderam aos relatos de um tiroteio por volta das 13h26 (horário local, 17h26 em Brasília), segundo a porta-voz do xerife, Carrie Braun, que foi citada pelo New York Times.

“Meu entendimento é que tudo isso ocorreu dentro da igreja”, disse ela.

“Estamos tentando descobrir que tipo de serviço estava acontecendo no momento.”

Braun também afirmou que cerca de 30 pessoas testemunharam o ocorrido. Acredita-se que a maioria das pessoas dentro da igreja seja de ascendência taiwanesa, segundo acrescentou a porta-voz.

Ela também informou que entre os fatores que os investigadores analisam estão se o caso pode ter sido um crime de ódio e se o atirador era conhecido entre os frequentadores da igreja.

Este foi pelo menos o segundo tiroteio em massa do fim de semana nos Estados Unidos, que tem sido atormentado pela violência armada nos últimos anos. Em Buffalo, no estado de Nova York, no sábado, um homem branco de 18 anos abriu fogo em um supermercado de um bairro majoritariamente negro, matando 10 e ferindo três no que as autoridades descreveram como um ataque puramente racista.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram   e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Tiroteio em igreja na Califórnia deixa ao menos um morto

Publicado

source
Tiroteio deixou ao menos um morto e quatro feridos
Reprodução

Tiroteio deixou ao menos um morto e quatro feridos

Um dia após dez pessoas terem sido mortas por um atirador em um mercado na cidade de Buffalo , em Nova York, um novo tiroteio deixou um morto e cinco feridos em uma igreja na Califórnia neste domingo, segundo autoridades.

Todas as vítimas eram adultas e estavam sendo levadas a um hospital, informou o Departamento do Xerife do Condado de Orange no Twitter. Além da pessoa que morreu no local, quatro das vítimas ficaram gravemente feridas e uma teve ferimentos leves.

Uma pessoa foi detida pelos policiais e uma arma foi recolhida após o tiroteio na Igreja Presbiteriana de Genebra, na cidade de Laguna Woods, de acordo com o xerife. Ainda não está claro se houve um ataque ou as circunstâncias do episódio.


“Ninguém deveria ter medo de ir ao seu local de culto. Nossos pensamentos estão com as vítimas, a comunidade e todos os afetados por este trágico evento”, disse o governador da Califórnia, Gavin Newsom, no Twitter, acrescentando que estava monitorando a situação.


Este foi pelo menos o segundo tiroteio em massa do fim de semana nos Estados Unidos, que tem sido atormentado pela violência armada nos últimos anos.

Em Buffalo, no estado de Nova York, no sábado, um homem branco de 18 anos abriu fogo em um supermercado de um bairro majoritariamente negro, matando 10 e ferindo três no que as autoridades descreveram como um ataque puramente racista.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana