conecte-se conosco


Geral

Várzea Grande firma parceria com Estado para “construir uma casa por dia” em 4 anos

Publicado

 

Legenda: Agenda 18/01/2021

O Governo de Mato Grosso através da MT Participações e Projetos S.A (MT PAR) e a Prefeitura de Várzea Grande irão formalizar parceria para edificações de novos residenciais na segunda maior cidade do Estado através de parcerias.

O prefeito Kalil Baracat recebeu em audiência o presidente do MT PAR, Werner Santos, que reforçou o pedido do governador Mauro Mendes de formalizar parceria com os municípios para a empreitada de novos conjuntos habitacionais, tanto de casas como de apartamentos, dependendo da área e das obras complementares.

A audiência foi acompanhada pelo vereador Denival Rodrigues Galibert, ou Sargento Galibert, que defende a política habitacional para fomentar o desenvolvimento e a qualidade de vida, além do ex-deputado estadual e atual diretor administrativo da entidade, Wagner Ramos e assessores.

O prefeito sinalizou que tem interesse e se possível pretende ampliar a participação da cidade para contemplar os moradores com a dignidade de uma moradia.

“Parcerias para beneficiar Várzea Grande e sua população sempre serão bem vindas e nossa cidade está aberta para vencer as demandas existentes no campo habitacional”, disse Kalil Baracat.

O presidente do MT PAR, Werner Santos, frisou, que o interesse do governador Mauro Mendes é atender ao máximo possível os municípios que desejarem formalizar a parceria que envolve o Governo Federal com o Programa Casa Verde e Amarela que substituiu o Minha Casa, Minha Vida e pode contemplar famílias para três rendas estabelecidas, o Governo do Estado com obras de infraestrutura como asfalto, calçadas, meio-fio, sarjetas e os municípios com a área para construir as unidades e as obras complementares como água e energia elétrica. Os equipamentos sociais como escolas, CMEIs serão executadas em parceria do Estado e do Município.

“Temos interesse urgente em fomentar a geração de emprego e renda e também de garantir a dignidade de um lar para a maioria das famílias com renda de um salário-mínimo até R$ 7 mil mensais, sem descuidar principalmente daqueles com renda mínima e para isto estamos unindo esforços com o Governo do presidente Jair Bolsonaro, Governo Mauro Mendes e com prefeitos interessados em atender as demandas habitacionais de sua população”, disse o presidente MT PAR.

A previsão do Governo Federal é oferecer para o programa um média de R$ 25 bilhões de investimentos anuais do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e R$ 500 milhões do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS, fundo privado, mantido por bancos) e gerar 2,3 milhões de postos de trabalho até 2024, entre diretos, indiretos e induzidos.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Obras avançam e viaduto da avenida Beira Rio deverá ser entregue no próximo mês

Publicado

De acordo com o secretário Stopa, obras estão 77% concluídas

O secretário de Obras de Cuiabá, vice-prefeito José Roberto Stopa (PV), em entrevista ao Portal ODocumento, falou da expectativa de entrega do viaduto Murilo Domingos, da Avenida Beira Rio, no final de abril, e adiantou que o município busca tratativas com o Governo do Estado para iniciar as obras de restauração na Trincheira Jurumirim, no início de maio.

“As obras do viaduto estão 77% concluídas, tivemos problemas ali de atraso por conta de desapropriações, foram 15 de desapropriações que demoraram pouco mais do que o previsto e também problemas com o lençol freático, onde tivemos que reforçar toda a estrutura com estacas de concreto armado”, disse o secretário, acrescentando que “não era possível fazer o viaduto sem as desapropriações, a obra não cabia no espaço público disponível”.

Segundo Stopa, “as obras estão acontecendo e vamos entregar no final de abril, só não podemos precisar uma data em virtude das chuvas, mas estamos trabalhando duro numa obra de extrema qualidade. É uma obra que o cuiabano vai ter orgulho. Todo o corpo do viaduto está pronto, agora falta as laterais e partes externas”, declarou.

Sobre as obras de recuperação na Trincheira Jurumirim, Stopa disse que já vem conversando com o governo. “Estamos negociando a data para o início das obras na Trincheira Jurumirim. A nossa posição é pedir, solicitar que o governo comece as obras quando nós entregarmos o viaduto, para que não fique as duas importantes avenidas de Cuiabá, que é a Miguel Sutil e a Beira Rio, interditadas ao mesmo tempo”, argumentou.

“Estamos buscando entendimentos com o governo, junto à Secretaria de Infraestrutura, o secretário Marcelo Padeiro, para que a gente possa negociar isso, libera uma, fecha a outra”. Se ocorrer dessa forma, Stopa acredita que a Jurumirim deva estar em obras no início de maio.

 

 

 

 

Continue lendo

Geral

Em duas noites após decreto estadual, PM dispersa 340 aglomerações e conduz 43 pessoas para delegacia

Publicado

Operação flagrou vários pontos que descumpriram as novas medidas de prevenção à Covid-19 [Foto – PMMT]

A Operação Dispersão IV, desencadeada pela Polícia Militar na quarta-feira (03.03), em cumprimento ao decreto 837/2021, leva às ruas diariamente mil policiais e 420 viaturas.

Nas duas primeiras noites, a PM dispersou 340 aglomerações, incluindo festas clandestinas. Também abordou 6.100 sobre o descumprimento das medidas restritivas de circulação, das quais 43 foram conduzidas para delegacias.

Essa operação está ocorrendo nos 141 municípios e se estenderá enquanto o decreto estiver em vigor. A Polícia Militar desenvolve ações próprias com barreiras, blitz, pontos demonstrativos, entre outras modalidades de policiamento. E atua em conjunto e em apoio aos órgãos municipais de fiscalização sanitária e de ordem pública.

O comandante geral da PM, coronel Jonildo José de Assis, destaca que o trabalho dos policiais está voltado ao cumprimento do decreto com o objetivo único de salvaguardar vidas.

Portanto, o foco dessa fase da Operação Dispersão, assim como das anteriores, é a conscientização, ou seja, fazer com que as pessoas entendam que esse é um momento delicado. Que o aumento do número de novos casos e de internações pela Covid-19 está levando as unidades hospitalares ao limite da capacidade e exigindo a contribuição de todos no respeito às medidas de prevenção.

“Sabemos que a maioria da população respeita e segue às restrições, mas ainda há uma pequena parcela que insiste em desrespeitar, em fazer aglomerações e promover festas clandestinas”, lamenta o comandante.

De acordo com o comandante, além de levar reforço policial às ruas a Polícia Militar está desenvolvendo ações de inteligência, o que consiste no monitorando da programação de eventos e das festas clandestinas em curso.

Assis lembra que a atividade de inteligência policial emprega recursos tecnológicos, mas tem sua eficácia diretamente ligada à participação popular. No caso da pandemia, por exemplo, os cidadãos podem colaborar antecipando informações sobre eventos agendados e denunciando festas que já estão acontecendo.

As festas agendadas podem ser denunciadas pelo disque-denúncia, o 08000.65.3939. Já por meio do 190(Ciosp), informa eventos em andamento e outras situações emergenciais.

Desde março

A Polícia Militar atua nas questões relacionadas à pandemia da Covid-19 desde março de 2020, quando foram adotadas as primeiras medidas de restrição

Nos dois primeiros meses de 2021, janeiro e fevereiro, quando já estavam em medidas restritivas, a PM desenvolveu a Operação Dispersão III. Nesse período fez 520 ações, dentre elas 247 dispersões, 73 conduções para delegacias e 180 intervenções em apoio a outros órgãos estaduais e municipais de fiscalização e saúde. Já em 2020, de janeiro a de dezembro, fez 16 mil ações, sendo 6.200 dispersões 1 mil conduções para delegacias.

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana