conecte-se conosco


Política MT

Governo de MT vai destinar R$ 65 milhões para municípios que mais vacinarem contra a Covid e outras doenças

Publicado

A iniciativa visa incentivar municípios na melhoria da cobertura vacinal dos imunizantes contra Covid-19, Influenza e outras doenças [Foto – Tchélo Figueiredo]

O Governo de Mato Grosso lançou, nesta quarta-feira (21), o programa Imuniza Mais MT. A iniciativa terá investimento de R$ 65 milhões para incentivar os municípios na melhoria da cobertura vacinal dos imunizantes contra a Covid-19, Influenza e outras doenças. A primeira-dama Virginia Mendes acompanhou o lançamento do programa, ao lado do governador Mauro Mendes.

“Estamos lançando esse programa com a proposta de melhorar a cobertura vacinal não só da Covid, mas de uma gama de quase 20 imunizantes previstos no Plano Nacional de Imunização. O incentivo financeiro é importante porque a performance adequada pode evitar que muitas pessoas percam suas vidas ou tenham complicações em função da falta de vacinação”, destacou o governador.

O investimento total será dividido entre premiações destinadas a municípios com bom desempenho na cobertura vacinal, reforma e construção da Rede Frio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), aquisição de veículos refrigeradores, câmara fria, ar-condicionado, equipamentos de refrigeração, insumos, serviços, capacitações e comunicação.

“Esse programa é o início de um reconhecimento em meritocracia na saúde de Mato Grosso, em que bons gestores passarão a capitalizar do trabalho executado na saúde do município. Os dados utilizados serão os fornecidos pelo sistema oficial do Ministério da Saúde, portanto, é necessário que os gestores municipais atualizem o sistema para que possam ser avaliados”, explicou o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A premiação

A primeira premiação somada em R$ 2.070.000 ocorrerá em outubro deste ano. Inicialmente, serão considerados dados das vacinas contra Influenza e Covid-19 disponibilizados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). Concorrerão ao incentivo os municípios que alcançarem mais de 80% de cobertura vacinal contra influenza e mais de 90% de cobertura vacinal contra a Covid-19.

Na primeira quinzena de 2022, será realizada uma avaliação referente ao desempenho dos municípios no ano de 2021. Os municípios com melhor performance, com 90% a 100% de cobertura vacinal contra a Covid-19, Influenza e outras doenças, receberão selos bronze, prata, ouro ou diamante. Para 2022, as premiações estão estimadas em um total de R$ 7.770.000.

Para o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE), Luiz Henrique Lima, a iniciativa reconhece o empenho dos municípios nas campanhas de vacinação.

“Acredito que essa iniciativa é pioneira entre todos os estados do Brasil. É uma iniciativa extraordinária, não pelo prêmio, mas pelo reconhecimento dos selos bronze, prato, ouro e diamante que demonstram que o gestor vencedor está fazendo o possível para salvar a vida de seus munícipes”.

Entusiasmado com a iniciativa, o prefeito de Arenápolis, Eder Marquis, que participou presencialmente do lançamento do programa, garantiu ser um dos gestores municipais que vai ganhar um dos selos.

“O incentivo financeiro é importante, mas o mais importante é o estímulo para a rapidez da vacinação porque lugar de vacina é no braço e não na geladeira. Arenápolis vai aderir ao programa e quero receber um selo desse, nem que seja o bronze, mas vou brigar pelo diamante, porque a iniciativa é de extrema importância já que vai elevar o estado de Mato Grosso no ranking de vacinação no país”, afirmou o prefeito.

Também participaram do evento o diretor-presidente da Desenvolve MT, Jair Oliveira Marques, o vereador de Cuiabá, Dilemário Alencar, e dezenas de prefeitos, por meio remoto.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Governador desautoriza aliado e avisa que decisão sobre disputar reeleição só após aval de Virgínia Mendes

Publicado

Reeleição do governador é o principal objetivo do DEM, conforme o presidente Fábio Garcia. Mendes alega que vida pública o faz se abster da vida familiar [Foto – Ednilson Aguiar/O Livre]

Em entrevista na TV Cidade Verde e rádio Band FM Cuiabá, o governador Mauro Mendes (DEM), questionado sobre eleições 2022, de ter sido lançado pelo presidente do DEM de Mato Grosso, suplente de senador Fábio Garcia, em suas redes sociais, como candidato a reeleição, disse que isso, por enquanto, não passa de torcida do correligionário.

“Seguramente é uma torcida dele. Ele não teve a minha autorização e a minha primeira autorização que eu preciso ter, para ser candidato à reeleição, é da minha esposa e depois da minha família, dos meus filhos, porque claro, eu venho para a política por uma contribuição e eu faço isso com amor, com muito carinho e determinação”, disse Mendes na entrevista com Igor Taques e Onofre Ribeiro.

“A família da gente paga um preço por isso”, disse o governador sobre o cargo. “Ontem mesmo cheguei 11 horas da noite em casa, sai da reunião do DEM, fui para outra atividade, levei um puxão de orelha em casa. A gente perde muito o convívio familiar. Por isso, o único apoio que eu não posso perder é dos meus filhos e da minha esposa. Tendo esse apoio, essa vontade, essa condição de ir, daí sim, mas é uma análise que eu vou fazer no ano que vem”, declarou.

Mendes disse que não tem essa preocupação no momento. “Eu não tenho essa preocupação, eu quero ser um governador que vai cumprir com a sua obrigação, com a consciência tranquila. Tocar a vida, fazer o que é certo. Fiz isso em Cuiabá, deu certo, estamos fazendo em Mato Grosso, está dando certo. O governo acertou seu passo e o resultado está aí, investimentos em todas as áreas”.

Segundo Mendes, se decidir voltar para casa, em 2022, ao término do governo, vai de consciência tranquila. “Eu posso chegar no ano que vem e ir para casa, e vou de consciência tranquila porque eu fiz aquilo que eu me comprometi com a população, que era entregar um Mato Grosso muito melhor do que eu tinha recebido. E vou entregar sim, um Mato Grosso muito melhor, com melhores escolas, com melhor segurança, com estradas melhores, prédios públicos melhores. Tem muita coisa andando no Mato Grosso”.

 

Continue lendo

Política MT

AL aprova lei que autoriza pagar pedágio via Pix em MT

Publicado


Foto: Marcos Lopes

Por unanimidade, o Plenário da Assembleia Legislativa aprovou em definitivo na sessão ordinária de quarta-feira (4) o projeto de lei (PL 519/2021), de autoria do deputado estadual Wilson Santos (PSDB), que autoriza o pagamento de pedágios nas rodovias de Mato Grosso pelo sistema Pix.  Agora, o texto da lei vai para sanção do governador Mauro Mendes (DEM) para, a partir daí, entrar em vigência no território mato-grossense. 

O PIX é um meio eletrônico criado e autorizado pelo Banco Central do Brasil para pagamentos e transferências bancárias em modo instantâneo. Essas transações podem ser feitas pelo aparelho celular a qualquer hora do dia, a partir de conta corrente, poupança ou de pagamento. Para tal implementação, o projeto alterou o artigo 5º da Lei nº 8.620 que disciplina a cobrança de pedágio nas rodovias estaduais. 

O parlamentar ressaltou, durante a votação, que a administração pública deve se adequar ao avanço tecnológico da sociedade, principalmente em facilitar a vida do cidadão no pagamento de tributos assegurando agilidade, comodidade e segurança nestas transações financeiras.

“Os pagamentos via Pix vão facilitar a vida de muitas pessoas que, por questão de segurança, não gostam de viajar transportando dinheiro em espécie. Esse sistema facilitou a vida do comerciante e cabe a nós implantá-lo na administração pública”, disse.   

Para usar o Pix, basta que tanto o pagador quanto o recebedor, sejam eles pessoa física ou jurídica, tenham conta em banco, instituição de pagamento ou fintech autorizados pelo Banco Central. 

De acordo com o Banco Central, uma das principais vantagens do Pix é de que o serviço permanece disponível 24 horas, todos os dias, inclusive finais de semana. Além disso, as transações são concluídas em menos de 10 segundos e ainda é gratuito para pessoas físicas, inclusive MEIs (microempreendedores individuais).

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana