conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo de MT dá ordem para início de obras para 775 km de asfalto novo e construção de 40 pontes

Publicado


O governador Mauro Mendes assinou, na tarde desta quinta-feira (18.02), as ordens de serviço para o início de obras de pavimentação em uma extensão de 775 quilômetros e a construção de 40 pontes de concreto em todas as regiões de Mato Grosso.  As obras terão início, ou reinício (no caso daquelas paralisadas em razão do período chuvoso) ainda neste mês. Os investimentos aplicados são de R$ 606 milhões e beneficiarão diretamente 56 municípios.

Também assinaram as ordens de serviço o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, acompanhado dos demais secretários de Estado, deputados estaduais e dos prefeitos municipais, durante evento realizado no Palácio Paiaguás, em Cuiabá. Além disso, foi anunciada a elaboração de projetos para outros 1.057 quilômetros de novas pavimentações e 51 pontes de concreto, cujas ordens de serviço serão emitidas em março.

As obras e projetos que atendem 62 municípios fazem parte do programa Mais MT, considerado o maior programa de investimentos da história de Mato Grosso. Somente nas ações de infraestrutura estão previstos investimentos totais de R$ 4,73 bilhões em quatro anos (2019-2022).

De acordo com o governador Mauro Mendes, a emissão das ordens de serviço é reflexo do trabalho empenhado pela atual administração para reequilibrar as contas públicas, através de políticas austeras e controle de despesas, logo no início da gestão. Situação que possibilitou que Mato Grosso pudesse sanar as dificuldades financeiras, mudar a realidade fiscal e lançar o maior programa de investimentos de Mato Grosso, que é o Mais MT.

“Programas como este vocês já viram; muitas vezes, viraram meras peças publicitárias e não conseguiram ter efetividade por falta de recursos e até de um planejamento financeiro orçamentário para sua execução. Diferente do que está acontecendo hoje, em que aquilo que nós estamos apresentando, temos a absoluta convicção de que vai acontecer. Quero agradecer aos nossos parceiros e estaremos juntos com todos esses atores apertando o passo para que nos próximos meses tenhamos mais concretizações”, disse o governador.

Ao todo, as ordens de serviço emitidas para obras rodoviárias compreendem 23 obras entre pavimentação, restauração, revitalização e manutenção de rodovias não-pavimentadas, totalizando 775 quilômetros, que vão beneficiar diretamente 33 municípios. Os investimentos aportados são da ordem de R$ 402,4 milhões somente em obras nas rodovias.

As obras serão executadas nas MT-020, MT-040/299, MT-100, MT-109, MT-130, MT-140, MT-208, MT-220, MT-235, MT-240, MT-242, MT-322, MT-423, MT-430, MT-485, MT-492/249, além das rodovias que perpassam o perímetro urbano, como a Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, e as Avenidas W11 e W14, em Rondonópolis. Há casos em que mais de uma obra será realizada na mesma rodovia.

Além de Cuiabá e Rondonópolis, serão beneficiadas também os municípios de Paranatinga- Canarana, Itiquira, Araguaiana – Barra do Garças, Torixoréu – Ribeirãozinho, Canabrava do Norte – São Felix do Araguaia, Paranatinga, Nova Brasilândia – Campo Verde – Chapada dos Guimarães, Campo Verde, Aripuanã, Tabaporã – Porto dos Gaúchos, Campo Novo do Parecis – Sapezal,  Tangará da Serra – Santo Afonso, Arenápolis – Nova Marilândia, Itanhangá, Matupá, Novo Santo Antônio – Serra Nova Dourada, União do Sul, São José do Xingu – Santa Cruz do Xingu, Sorriso e São José do Rio Claro – Nova Maringá, respectivamente.

Representando um dos municípios beneficiados com as obras de pavimentação, o prefeito de São José do Claro, Levi Ribeiro, lembrou que o asfalto das rodovias MT-492 e MT-249 é a realização de um sonho da região, especialmente do município e da cidade vizinha Nova Maringá. Isso porque, com a pavimentação, as cidades serão interligadas por via asfaltada, o que vai facilitar o escoamento da produção agrícola da região.

“É uma dificuldade muito grande, e os municípios de São Jose e Nova Maringá sofriam demais. Temos quase 1,5 mil hectares de produção e não temos estrada. Mauro Mendes esteve na época da campanha e disse: nós vamos realizar esse sonho. E este sonho está sendo realizado. Em nome de toda nossa cidade e nossa população, obrigado a vocês”, afirmou. 

A prefeita de Aripuanã, Seluir Peixer Reghin, também celebrou o pacote de obras que o município está recebendo:  pavimentação de 41,19 quilômetros da MT-208, além das obras de manutenção de 90,52 quilômetros na mesma rodovia e da construção da ponte de concreto sobre o Rio Aripuanã, com 240 metros de extensão.

“É um momento de agradecimento. Nós que viemos do interior usamos muito a palavra gratidão e essa gratidão devemos a todos que olham para o nosso interior.  Hoje Aripuanã é a cidade com maior mina de minério, com número de projetos de plano de manejo reflorestado, é um município que tem o primeiro garimpo com licença para trabalhar. E esse anseio do povo chegou até aqui. Hoje não somos mais fim de linha. São 76 anos de Aripuanã e vamos agora conseguir interligar nosso município ao Estado de Mato Grosso”.

Além da pavimentação, foram emitidas ordens de serviço para execução de 40 pontes de concreto, que serão construídas sobre rios, córregos e vazantes em 19 rodovias estaduais e vão beneficiar diretamente 34 municípios, proporcionando a melhoria de interligação entre eles. Os investimentos aplicados são de R$ 176,8 milhões nessas obras, que variam de 30 até 692 metros de extensão. A maior ponte será construída sobre o Rio Teles Pires I, na divisa entre Nova Guarita e Carlinda.

No total, as obras serão realizadas nas rodovias estaduais MT-020, MT-060, MT-109, MT-110, MT-140, MT-170, MT-199, MT-208, MT-244, MT-246/339, MT-260, MT-320, MT-325, MT-336, MT-410, MT-413, MT-419, MT-465 e MT-560. Há casos em que mais de uma obra será construída na mesma rodovia. Um exemplo é na MT-060, conhecida como Transpantaneira, em que serão nove pontes a serem construídas somente nessa rodovia.

As pontes beneficiarão  a interligação e os  municípios de Planalto da Serra – Paranatinga, Poconé, Querência  – Serra Nova Dourada, Novo São Joaquim – General Carneiro,  Santa Rita do Trivelatto – Nova Ubiratã, Juruena – Cotriguaçu,  Vila Bela da Santíssima Trindade – Comodoro,  Cotriguaçu – Nova Monte Verde, Aripuanã – Rondolândia, Rosário Oeste,  Salto do Céu –  Tangará da Serra, Paranatinga – Canarana, Marcelândia, Alto Floresta – Estado do Pará,  Barra do Garças – Novo São Joaquim, Tabaporã – Porto dos gaúchos, Confresa – Santa Terezinha, Nova Guarita – Carlinda, Alto Taquari –  Divisa MT/MS e  Sorriso  – Tapurah.

O secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, explicou que a emissão dessas ordens de serviço faz parte de um primeiro pacote de obras do programa Mais MT e que novas obras de infraestrutura ainda serão lançadas, a fim de beneficiar os outros municípios que ainda não foram contemplados.

“Vamos lançar novos projetos. Se tem um governo que podemos dizer que está cumprindo suas promessas de campanha é este governo do Mauro Mendes e Otaviano Pivetta. Essas obras rodam a economia de Mato Grosso. Geram mais empregos, mais impostos, as pessoas trabalham, as estradas ficam melhores. Esse é nosso desafio: fazer essas obras, levar desenvolvimento e mostrar para todos que este governo veio para fazer a diferença e realmente dotar o Estado de infraestrutura de logística”, afirmou.

Presente no evento, o senador da República, Carlos Fávaro, parabenizou o Governo de Mato Grosso por conseguir mudar e transformar a realidade do Estado, proporcionando a execução de ações em todas regiões.  “O estado de Mato Grosso que há dois anos vivia momento de incertezas, descrédito e deboche no cenário nacional está aqui hoje para comemorar o maior programa de obras e ações da história desse Estado. Fruto do trabalho, da dedicação e de buscar respeito, confiança e credibilidade.  Ninguém supera o trabalho”, afirmou.

O deputado federal doutor Leonardo também destacou o empenho da atual gestão do Governo de Mato Grosso para conseguir lançar obras neste momento de dificuldade em que o país se encontra, com muitos estados sendo afetados economicamente em razão da pandemia do coronavírus e dos reflexos causados pela doença.

“O nome já fala: maior programa de obras e ações de Mato Grosso. Enquanto o mundo está em crise, enquanto outros estados estão em crise, Mato Grosso faz diferente. Lança obras, lança ações. Reflexo da gestão e das parcerias feitas com prefeitos. Investir em obras é investir em Mato Grosso, potencializar nossas riquezas”, afirmou.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho, lembrou que o cenário em que Mato Grosso vive hoje, autorizando novas obras, é reflexo de um trabalho do Governo do Estado, em conjunto com a Assembleia Legislativa, desde o início da atual gestão, com a aprovação de leis que puderam  auxiliar o Estado na recuperação econômica.

“Hoje estamos resgatando Mato Grosso e fazendo obras. É um momento de muita felicidade para nós. Tenho a honra de participar com todos os deputados de todo esse processo. Nada disso aqui seria possível se não fosse o pilar da Assembleia Legislativa. Sem ele não pararia em pé ou nem começaria. Fizemos o começo da recuperação e construção do Estado de Mato Grosso, com aqueles projetos polêmicos, mas necessários”, disse o deputado Botelho.

Além dessas autoridades, participaram do evento Mauro Carvalho (Secretário-Chefe da Casa Civil), Jordan Espíndola (Gabinete do Governo), César Miranda (Secretário de Desenvolvimento Econômico), Neri Geller (deputado federal), além dos deputados estaduais Sílvio Fávero, Max Russi, Dr. Gimenez, Janaina Riva, Ondanir Bortolini, Dr. João e João Batista. Os prefeitos dos municípios beneficiados também estiveram presentes.

Confira a lista de obras

Confira a lista de obras

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Hematologista do MT Saúde alerta que trombose é uma doença silenciosa, grave e que pode ser fatal

Publicado


Silenciosa, repentina e grave. A trombose é uma doença causada pela formação de coágulo sanguíneo em uma veia, principalmente nos membros inferiores. Se não houver uma ação rápida, pode ser fatal. O alerta é da hematologista Paloma Borges, credenciada ao Mato Grosso Saúde pela Clínica Vida e Oncolog, por ocasião do Dia Nacional de Combate e Prevenção à Trombose, celebrado neste dia 16 de setembro.

A trombose é a formação de coágulos potencialmente mortais na artéria ou veia. Uma vez formado, um coágulo pode retardar ou bloquear o fluxo sanguíneo normal, e até se soltar e seguir para algum órgão. Isso pode resultar em lesão significativa, incluindo ataque cardíaco, derrame, tromboembolismo venoso (TEV) e embolia pulmonar.

A especialista esclarece que a trombose pode estar associada a um fator de risco adquirido como cirurgias, imobilização e internação prolongada e acomete mais frequentemente pessoas portadoras de certas condições, como o uso de anticoncepcionais ou tratamento hormonal, tabagismo, presença de varizes, pacientes com insuficiência cardíaca, viagens aéreas longas, tumores malignos, obesidade ou a história prévia de trombose venosa.

“Fatores hereditários também estão envolvidos, mas somente devem ser investigados em pacientes com história familiar ou com trombose em idade abaixo de 50 anos e sem fatores de risco adquiridos”, observa a médica.

Sintomas

A trombose nas pernas acarreta dor, vermelhidão e inchaço, com sensação de desconforto na panturrilha. Na embolia pulmonar o paciente queixa de muita dor no peito, principalmente quando respira e falta de ar. Locais mais raros, como cérebro, intestino, rim, olho também podem ser atingidos e os sintomas são variáveis.

Tratamento

O tratamento é feito com substâncias que inibem a formação ou  que destroem os coágulos. A duração do tratamento varia de 3 a 6 meses ou por tempo mais prolongado, conforme a apresentação clínica da doença e características do paciente. 

Nos últimos anos houve uma grande evolução no tratamento da TVP com medicamentos que permitem ao paciente se tratar na própria residência, ressaltando-se que é importante ter sempre um acompanhamento médico mesmo nessa situação. 

Prevenção

Pequenos cuidados podem prevenir a trombose, tanto pós-cirurgia como no cotidiano. Por isso, é fundamental manter-se em movimento e, se possível, fazer atividades físicas rotineiramente. Além de ingerir bastante líquido.

As principais formas de prevenir a trombose são a prática de exercícios físicos regularmente, evitar o consumo de álcool e tabagismo e manter uma dieta equilibrada.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Campo Verde sedia disputas estaduais de handebol dos Jogos Escolares Mato-grossenses

Publicado


Chegou a vez das disputas de handebol nos Jogos Escolares Mato-grossenses. De 16 a 19 de setembro, estudantes de 12 a 14 anos de escolas públicas e privadas de Mato Grosso competem na etapa estadual sediada em Campo Verde, município a 130 km de Cuiabá. 

A abertura oficial do evento será nesta quinta-feira (16.09), às 18h, no Ginásio Isaias Romancini, sem a presença de público. Por causa das restrições para evitar contaminações por covid-19, haverá uma breve solenidade com entrada somente das duas equipes que farão a primeira partida da competição. O evento terá transmissão online por meio do Instagram da Secretaria de Cultura, Lazer e Esportes de Campo Verde (@smclecampoverde).

Além da limitação de pessoas presentes durante a abertura e em todos os jogos, outras medidas de biossegurança são obrigatórias, como testagem dos envolvidos, uso de máscara e de recipientes próprios para alimentação e bebida. O cronograma da competição também propicia uma sistemática de controle, com alojamentos separados por equipe e registro e arquivo dos dados de contato de todos os participantes.  

Realizada pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) em parceria com a Prefeitura de Campo Verde, a fase estadual de handebol contará com equipes escolares de Campo Verde, Ipiranga do Norte, Primavera do Leste, Santo Antônio de Leverger e Sorriso. As partidas serão disputadas no Ginásio Isaias Romancini e na Escola Monteiro Lobato.

As equipes campeãs da competição, uma masculina e outra feminina, representam Mato Grosso na etapa nacional, que será realizada no Rio de Janeiro (RJ), em novembro. Com o novo formato instituído nacionalmente, a etapa estadual dos Jogos Escolares Mato-Grossenses é a única classificatória para os Jogos Escolares Brasileiros.

A partir deste ano, os Jogos Escolares Mato-grossenses abrangem apenas os estudantes de 12 a 14 anos, de ambos os gêneros. Na semana anterior, a cidade de Sorriso sediou as disputas estaduais de futsal. E de 23 a 26 de setembro, Nova Mutum recebe os jogos de basquete e voleibol. Os alunos da faixa etária de 15 a 17 anos disputam os Jogos Estudantis de Seleções Mato-Grossenses, que terão início em outubro.

Serviço

Abertura Jogos Escolares Mato-Grossenses – Handebol

Quando: quinta-feira (16.09), às 18h

Local: Ginásio Isaias Romancini – Campo Verde/MT

Transmissão online: Instagram @smclecampoverde

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana