conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo altera normas do regime de trabalho dos servidores estaduais de Mato Grosso; entenda

Publicado


.

O Governo de Mato Grosso atualizou as normas para o regime de trabalho dos servidores públicos estaduais durante o período da pandemia. As novas regras passaram a vigorar a partir da próxima segunda-feira (17.08).

Conforme o Decreto 600/2020, publicado no Diário Oficial que circula nesta quarta-feira (12.08), o revezamento está mantido, mas passará a ser semanal, e não mais diário.

Desta forma, os servidores que atuam em regime de revezamento passam a trabalhar da seguinte forma: duas semanas de forma presencial e uma em teletrabalho, “mediante escala de revezamento a ser estabelecida pela chefia imediata”.

As duas semanas de trabalho presencial não necessariamente precisam ser consecutivas, podendo ser intercaladas conforme a organização definida pela secretaria.

Se a unidade de trabalho possui três servidores, por exemplo, o revezamento pode ser estabelecido da seguinte maneira:

 

SEMANA 1

SEMANA 2

SEMANA 3

PRESENCIAL

Servidores A e B

Servidores A e C

Servidores B e C

TELETRABALHO

Servidor C

Servidor B

Servidor A

 

O horário de expediente continuará o mesmo já definido em decretos anteriores: das 7h30 às 13h30.

Os servidores que se enquadram no grupo de risco também continuam a atuar em regime exclusivo de teletrabalho, assim como aqueles “que tenham tido contato direto com casos confirmados de Coronavírus, pelo prazo prescrito por médico, exceto quando preferencialmente submetido a teste, seu resultado for negativo’.

O novo decreto ainda revogou a determinação anterior, que previa que os servidores lotados em municípios com classificação de risco muito alta deveriam atuar apenas por teletrabalho.

Confira a íntegra do decreto:

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 66, inciso III e V da Constituição Estadual, e

CONSIDERANDO a prorrogação dos efeitos do Decreto nº 424, de 25 de março de 2020, que declara estado de calamidade pública no âmbito da Administração Pública Estadual, em razão dos impactos socioeconômicos e financeiros decorrentes da pandemia causada pelo agente Coronavírus (COVID-19);

CONSIDERANDO o princípio da continuidade do serviço público que deve ser observado pela Administração Pública; e

CONSIDERANDO a redução no número da média móvel de casos confirmados de Covid-19, de hospitalizações e de óbitos no âmbito do Estado de Mato Grosso;

DECRETA:

Art. 1º  Ficam alterados o caput e o §1º do art. 5º do Decreto nº 520, de 10 de junho de 2020, que passam a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 5º Na vigência deste Decreto, o trabalho desempenhado pelos servidores será realizado com a adoção do regime de revezamento, de modo que a cada 03 (três) semanas, em 02 (duas) as atividades serão prestadas de forma presencial e em 01 (uma) mediante teletrabalho.

§ 1º Os servidores sujeitos ao regime de revezamento na forma do caput trabalham (02) duas semanas presencialmente em sua unidade de lotação e 01 (uma) em teletrabalho, ainda que em unidade administrativa diversa daquela em que estiver lotado, mediante escala de revezamento a ser estabelecida pela chefia imediata.

(…)”

Art. 2º Fica alterado inciso II, do §4º do art. 6º do Decreto nº 520, de 10 de junho de 2020, que passa a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 6° (…)

§ 4º (…)

(…)

II – que tenham tido contato direto com casos confirmados de Coronavírus, pelo prazo prescrito por médico, exceto quando preferencialmente submetido a teste, seu resultado for negativo;

Art. 3° Ficam revogados o §1° do art. 10 e o art. 14-A do Decreto nº 520, de 10 de junho de 2020.

Art. 4º  Este Decreto entra em vigor no dia 17 (dezessete) de agosto de 2020.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Seduc realiza encontros on-line sobre boas práticas nas escolas plenas

Publicado


.

Escola plenas da rede estadual participam de uma série de lives para a apresentação de relatos de boas práticas da educação em tempo integral do Estado de Mato Grosso. A apresentação virtual ocorre nesta segunda-feira (28.09), às 09h, com a participação de convidados e representantes das 19 escolas plenas. Na lista estão a assessora pedagógica de Alto Araguaia, professora Ruth Neli Alves Sá que acompanha atualmente a escola plena do município e a professora aposentada Margarida Aracy de Campos e Silva, ex-assessora pedagógica do município de Rondonópolis e que atuou na implantação do projeto de tempo integral nos anos de 2016 a 2018 e a Secretaria de Estado de Educação (Seduc).

Serão oito lives que vão contemplar a parte diversificada e as metodologias de êxito do Projeto Pedagógico da Educação em Tempo Integral.

Conforme Waleska Gonçalves de Lima, da Coordenadoria de Desenvolvimento do Ensino Médio da Seduc, serão apresentadas 66 relatos de boas práticas. Os professores das escolas vão mostrar o que fizeram de melhor, numa verdadeira troca de experiências. Participam também técnicos do Ensino Médio da Seduc envolvidos com as escolas plenas.

“Além das escolas socializando suas práticas nesse contexto de aulas não presencial, muitas delas destaque no IDEB 2019, teremos alguns convidados contribuindo com as temáticas”, destaca.

Confira aqui a programação.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Apresentações de teatro, música e cordel marcam live da Escola Sanches Marques

Publicado


.

Alunos e professores da Escola Estadual Plena Sanches Marques, localizada no município de Tangará da Serra (a 239 quilômetros de Cuiabá) realizaram uma live para apresentar a disciplina Projeto de Vida. No evento online, os alunos foram os protagonistas da noite, com apresentações de teatro, músicas, cordel e depoimentos de alunos atuais e egressos ressaltando a importância do Projeto de Vida.

O Projeto de Vida faz parte do currículo da escola plena. Ele traça o futuro do aluno, pois nessa disciplina juntamente com o professor, investigam quais são as habilidades e qual é a vocação para seguir na sua carreira profissional.

Segundo a coordenadora pedagógica Maria Aparecia Soares, o objetivo do Projeto de Vida é despertar os estudantes para seus sonhos, suas ambições e aquilo que desejam para a sua vida, onde almeja chegar e o que pretende ser. 

Maria Aparecida explica que a equipe de gestão e professores desempenham um papel fundamental e necessário para que os estudantes desenvolvam as suas potencialidades. Com isso, é possível viabilizar a trajetória acadêmica, profissional e emocional dos alunos.

A diretora Leniuza Roberto de Souza assinala que para fazer uma exposição das atividades desenvolvidas, surgiu a ideia de criar o Dia D envolvendo a família, os alunos e escola, realizado todo ano. Com a pandemia e para não deixar passar em branco, foi criada uma atividade não presencial.

“Por ser a nossa primeira live, nosso trabalho fui surpreendente. Os alunos e pais contribuíram muito. Demos o melhor. Somos uma equipe muito unida. Afinal Somos Plenos. Estamos radiantes com o resultado. Nossos protagonistas fizeram a diferença”, comemora.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana