conecte-se conosco


Mato Grosso

Governador: “O programa vai dar reconhecimento aos prefeitos que mais trabalham pela vida da população”

Publicado


O governador Mauro Mendes afirmou que o programa Imuniza Mais MT, lançado na tarde desta quarta-feira (21.07), é uma forma de o Estado dar reconhecimento aos prefeitos que mais trabalham pela vida da população.

O programa visa melhorar a performance dos 141 municípios de Mato Grosso na vacinação contra a covid-19, Influenza e outras doenças, por meio de melhorias estruturais e premiações, que totalizam R$ 65 milhões.

“Nós vamos ranquear, não só mostrando quem foi o primeiro, o segundo e o terceiro, mas a classificação dos 141 municípios. Os três primeiros vão ganhar prêmios. Mas vamos divulgar os últimos também, que vão receber o troféu ‘seringa furada’. Acreditamos que é um estímulo à boa performance, pois ainda há municípios que estão abaixo daquilo que é o ideal, pelos dados oficiais, com 60% de performance na primeira dose. Nosso objetivo é melhorar a cobertura vacinal em todo o estado”, declarou, acompanhado da primeira-dama Virginia Mendes.

Os R$ 65 milhões investidos serão divididos entre premiações destinadas a municípios com bom desempenho na cobertura vacinal, reforma e construção, aquisição de veículos, câmara fria, ar-condicionado, equipamentos de refrigeração, insumos, serviços, capacitações e comunicação. Desse valor, R$ 9,8 milhões serão destinados a premiar os municípios com melhor performance.

O governador também agradeceu ao esforço de toda a equipe da Secretaria de Estado de Saúde, comandada pelo secretário Gilberto Figueiredo, para estruturar o programa.

“Queremos que os prefeitos ganhem esse prêmio para aplicar na saúde do município e também para receberem o reconhecimento de que trabalharam pela população. Se a ponta falhar, todo o esforço anterior do Governo Federal e do Governo do Estado não terá sentido. Quem vai ganhar é a população, com vacina no braço e vidas salvas”, concluiu.

O programa

A primeira premiação somada em R$ 2.070.000 milhões ocorrerá em outubro deste ano. Inicialmente serão considerados dados das vacinas contra Influenza e Covid-19 disponibilizados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). Concorrerão ao incentivo os municípios que alcançarem mais de 80% de cobertura vacinal contra influenza e mais de 90% de cobertura vacinal contra Covid-19.

Na premiação de outubro, vão ser consideradas para analise as primeiras e segundas doses de vacinas distribuídas até 21 de setembro para uso até 30 de setembro. A premiação será feita com base no extrato populacional dos municípios de forma que o incentivo seja proporcional ao número de habitante.

O grupo 1, municípios com menos de cinco mil habitantes, disputarão o primeiro lugar (R$60.000), segundo lugar (R$ 50.000) e terceiro lugar (R$ 40.000). Os municípios do grupo dois, de 5 mil a 10 mil habitantes, concorrerão às três categorias e serão premiados com um montante de R$ 210.000.

As cidades do grupo três, de 10 mil a 15 mil habitantes, receberão prêmios totalizados em R$ 240.000. O grupo quatro considera as cidades com 15 mil a 30 mil habitantes cuja premiação alcançara R$ 370.000

O grupo cinco avalia os municípios de 30 a 60 mil habitantes e os incentivos atingirão o montante de R$ 450.000. Os municípios com mais de 60 mil habitantes pleitearão as três colocações e um valor somado em R$ 650.000.

Na primeira quinzena de 2022, será realizada uma avaliação referente ao desempenho dos municípios no ano de 2021. Os municípios com melhor performance, com 90% a 100% de cobertura vacinal das vacinas contra Covid-19, Influenza e outras doenças, receberão selos bronze, prata, ouro ou diamante. Para 2022, as premiações estão estimadas em um total de R$ 7.770.000 milhões.

Para ganhar o primeiro, segundo ou terceiro lugar do selo bronze e, consequentemente, um incentivo somado em R$ 710.000, os municípios precisarão atingir 95% de cobertura vacinal contra influenza e 100% de cobertura vacinal contra Covid-19.

O selo prata ira premiar o total de R$ 1.000.000 dividido entre as três categorias os municípios que alcançarem as metas do selo bronze e ainda ter uma cobertura maior que 95% das quatro vacinas que compõe a pactuação Inter federativa (poliomielite, tríplice viral, pneumocócica e penta valente).

A premiação de R$ 2.060.000 prevista no selo ouro vai ser dividida entre os municípios que conseguirem uma cobertura maior que 95% nas 10 vacinas que compõem o calendário básico de vacinação em crianças menores de 2 anos, além de cumprirem as metas dos selos anteriores.

Os municípios que cumprirem todas as metas a cima e também atingirem mais de 90% na cobertura vacinal de Tríplice bacteriana acelular adulto (DTPA) em gestantes e aumentar 20% na meta em relação ao ano anterior na vacina contra Hepatite ganhará o selo diamante e um incentivo para as três colocações somados em R$ 4 milhões.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Ipem-MT lança projeto de aferição de medidores de umidade de grãos em Primavera do Leste

Publicado


Técnicos do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT) irão montar um laboratório para efetuar a aferição de medidores de umidade de grãos no Sindicato Rural de Primavera do Leste. A ação descentralizada ocorrerá de 10 a 13 de agosto.

O projeto piloto será realizado em parceria entre o Ipem-MT/Inmetro, Associação dos Produtores de soja e milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e Sindicato Rural de Primavera do Leste.

De acordo com o presidente do Ipem-MT, Bento Bezerra, a iniciativa tem como finalidade facilitar a conferência dos equipamentos dos produtores de milho, soja, café e arroz que estão no interior do Estado, em atendimento aos requisitos do Regulamento Técnico Metrológico (RTM) aprovado pela Portaria Inmetro nº 402 de 2013.

“Essa ação diferenciada foi montada para realizar a conferência das máquinas e também orientar os produtores sobre quais os procedimentos adotados e esclarecer as normas estabelecidas pelo Inmetro. Queremos ajudar o produtor, não puni-lo”, ressalta Bezerra.

O laboratório volante contará com estufa, incubadora, classificador de sementes, grades de pré-limpeza, balança de precisão e dois medidores de umidade. A unidade terá capacidade de realizar até 10 medições com ensaios de verificação, a cada duas horas.

A recomendação é que o produtor leve o equipamento para a aferição portando CNPJ ou CPF. O equipamento deve estar registrado no Inmetro com o nome do produtor. Será cobrada taxa de R$ 407,04 estabelecida na tabela do Inmetro.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, o objetivo é alavancar as atividades agrícolas. “Criamos a primeira aferição de medidores de umidade em campo para auxiliar o produtor. Ter um equipamento dentro dos padrões estabelecidos é levar resultado justo e confiável para quem compra e vende grãos. Por isso, aconselhamos que cada produtor tenha equipamento próprio e dentro da lei”, assinala.

O projeto deve ser estendido a outros municípios ao longo desse semestre. A aferição dos medidores de umidade é feita uma vez ao ano.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Prédio da Desenvolve MT passa por desinfecção e expediente será suspenso nesta sexta-feira (06.08)

Publicado


O prédio da Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso – Desenvolve MT vai passar por processo de sanitização e desinfecção nesta sexta-feira (06.08). O atendimento ao público e demais serviços ficarão suspensos no dia.

A medida visa  evitar a disseminação da Covid-19. Todo o espaço será higienizado como um reforço às medidas já adotadas internamente, de uso diário de máscaras faciais por todos aqueles que circulam pelo prédio, bem como a utilização de álcool em gel.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana