conecte-se conosco


Política MT

Mauro apresenta ações a prefeitos e cria grupo para acelerar desenvolvimento da região Oeste de Mato Grosso

Publicado

Mauro Mendes apresentou trabalho do Governo na localidade e ouviu demandas dos gestores [Foto – Mayke Toscano]

Após o encontro com 22 prefeitos do oeste de Mato Grosso, o governador Mauro Mendes anunciou a criação de um grupo de trabalho para acelerar o desenvolvimento da região. O evento ocorreu na manhã desta quinta-feira (25), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, e também contou com a presença do vice-governador Otaviano Pivetta, além de deputados, vereadores, secretários e demais lideranças locais.

“Podemos muito mais. A região oeste hoje tem um grande potencial que está adormecido. A região cresceu, se desenvolveu, mas nos últimos anos estabilizou esse processo de crescimento. Precisamos ousar mais e por isso vamos criar um grupo focal dentro do Programa Mais MT, para planejar obras e ações estruturantes para os próximos anos, não importando quem esteja na cadeira de governador, porque é uma política de estado”, afirmou.

Mauro Mendes apresentou aos prefeitos um balanço dos principais investimentos feitos pelo Governo do Estado na região. Na Infraestrutura, por exemplo, há 560,9 km de asfalto novo, entre os já concluídos, em andamento, em licitação e em projeto. De asfalto restaurado há mais 362,1 km, entre os entregues e os que estão em obras.

O chefe do Executivo Estadual também mencionou os investimentos em pavimentação urbana, entrega de maquinários, e o andamento da obra da Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres, que saiu do papel nessa gestão.

“Temos investido também na Agricultura Familiar, que é forte na região oeste. Foram entregues 21 máquinas e equipamentos, 15 veículos, um caminhão, 24 resfriadores de leite, 177 caixas de abelha, entre outras entregas. Na saúde, ampliamos o Hospital Regional de Cáceres com 10 novas UTIs e 20 leitos de enfermaria. De repasses aos municípios da região para a saúde, foram mais de R$ 58 milhões, pagos rigorosamente em dia”, citou.

Ainda na apresentação, foram detalhados pelo governador os investimentos na região oeste voltados à Educação, Cultura, Esporte, Lazer e ações sociais.

“Queremos fazer um esforço coletivo para construir alternativas para a região e potencializar aquilo que já fazemos. Precisamos ser protagonistas desse futuro. Os senhores prefeitos, prefeitas e vereadores sabem quais são as potencialidades e aquilo que podemos fazer. Queremos fazer obras, ações e projetos que vão construir na região oeste aquilo que muitas regiões já alcançaram. Se nos unirmos, vamos fazer isso em um curto espaço de tempo”, declarou.

Prefeitos agradecem

No encontro, os 22 prefeitos foram unânimes em agradecer ao Governo do Estado pelos investimentos feitos na região, e se comprometeram a dar continuidade a essa parceria.

“Temos vários projetos em andamento na Secretaria de Infraestrutura, alguns já aprovados, e esperamos que tudo se torne realidade. O aeroporto está sendo licitado, a ZPE está em andamento e isso vai projetar uma grande expectativa para o pequeno, o médio e o grande negócio. Precisamos de Infraestrutura e o Governo está comprometido com essa situação”, afirmou a prefeita de Cáceres, Eliene Liberato.

O prefeito de Vila Bela da Santíssima Trindade, Dr. André, ressaltou que o Oeste tem recebido atenção especial da gestão. “Não teve nenhum governo, dos que passaram, que olhou tanto para a região oeste, para a fronteira de Mato Grosso, como o governo Mauro Mendes e Otaviano Pivetta. São investimentos estratégicos que vão desenvolver a região”, pontuou.

A opinião foi compartilhada pelo prefeito de Figueirópolis D’Oeste, Eduardo Vilela. “Só tenho que parabenizar a gestão pelas obras na região, em especial as nove aduelas que estão sendo instaladas. Na época das chuvas a falta delas nos trazia muito transtorno. E nós falamos com o governador, e agora as obras estão acontecendo”, afirmou.

Também participaram do evento: o deputado federal Neri Geller; o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi; os deputados estaduais Dr. Gimenez e Valmir Moretto; os secretários de Estado Mauro Carvalho (Casa Civil), Laice Souza (Comunicação), César Miranda (Desenvolvimento Econômico), Rogério Gallo (Fazenda), Marcelo de Oliveira (Infraestrutura), Alan Porto (Educação), Nilton Borgatto (Ciência e Tecnologia), Jordan Espindola (Gabinete de Governo), Gilberto Figueiredo (Saúde), Basílio Bezerra (Planejamento e Gestão), Emerson Hideki (Controladoria) e Mauren Lazzaretti (Meio Ambiente); o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcellos; o presidente do Intermat, Francisco Serafim; e o delegado geral da Polícia Civil de Mato Grosso, Mário Dermeval.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Estado cumpre calendário e paga folha salarial de novembro aos servidores nesta terça-feira

Publicado

Folha de pagamento de novembro chega a R$ 535 milhões

O Governo do Estado paga, nesta terça-feira (30), os salários e proventos do mês de novembro dos servidores públicos ativos, inativos e pensionistas. A folha de pagamento líquida deste mês, segundo a Secretaria Adjunta do Tesouro Estadual, da Secretaria de Fazenda, foi de R$ 535.376.562,46.

Desse total R$ 350.816.123,91 destinam-se ao pagamento dos servidores ativos e R$ 184.560.438,55 para inativos e pensionistas. Vão receber salários e proventos cerca de 115 mil pessoas. As ordens de pagamento foram encaminhadas ao Banco do Brasil nesta segunda-feira (29).

Até meio dia de terça-feira todos os depósitos já terão sido processados pelo Banco do Brasil. Os valores estarão liberados tanto para quem tem contas no Banco do Brasil, como para aqueles que fizeram portabilidade a outros bancos.

Continue lendo

Política MT

Projeto cria política estadual de valorização da mulher no campo

Publicado


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) apresentou à Assembleia Legislativa da Mato Grosso (Almt), no último dia 10, o Projeto de Lei nº 1045/2021, que institui a política estadual de valorização da mulher no campo. O objetivo é fomentar a atividade rural das mulheres, sua inclusão qualificada na atividade agrícola com o desenvolvimento de ações que resultem no respeito à sua capacidade produtiva e suas potencialidades profissionais, bem como na asseguração à sua plenitude emocional, física e psíquica.

Para o parlamentar, a realidade rural termina por constituir-se num espaço de múltiplas formas de desigualdades sociais, de discriminação, de violência doméstica, de gênero e patrimonial o que, por conseguinte, traduz-se numa conjuntura de desvalorização do trabalho agrícola exercido pela mulher, ocasionando em dificuldades impostas com relação ao acesso à terra, a créditos e a insumos agrícolas.

De acordo com o Anuário das Mulheres Brasileiras, publicado pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), em 2011, dos 27,1% de empregos permanentes na agropecuária, somente 5,1% eram ocupados por mulheres. De modo inversamente proporcional, as mulheres lideram as estatísticas somente no que tange o trabalho agrícola não remunerado, correspondendo a cerca de 30,7% dos que exercem a atividade sem expectativa de ganho monetário, enquanto os homens representam cerca de 11,1% na mesma situação.

“É importante evidenciar também que, apesar de ganharem menos e exercerem a maior parte dos trabalhos rurais não remunerados, as mulheres chegam a gastar até 90% de sua renda com a família, enquanto que entre os homens o gasto fica em torno de 30 a 40%”, explicou Barranco.

Ainda em sua justificativa para o projeto, o deputado afirmou que a trabalhadora rural exerce um relevante papel como provedora de suas famílias, por meio da agricultura de subsistência, em especial nos países em desenvolvimento, e são as primeiras a serem afetadas pelos impactos de produtos químicos perigosos no ambiente, principalmente pelos pesticidas.

“Assim sendo, a superação desta situação adentra na modificação das relações de gênero a partir de ações emancipatórias e construção da autonomia da mulher camponesa e somente através de sua participação nos diversos espaços de poder, será possível romper com a lógica histórica que permeia as desigualdades de gênero e de desvalorização do seu trabalho no meio rural e nos demais setores da sociedade”, defendeu o parlamentar.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana