conecte-se conosco


Carros e Motos

GM revela possível sucessor da minivan Spin

Publicado

Chevrolet Orlando arrow-options
Divulgação

Chevrolet Orlando: deve ser a nova Spin, que deixará de ser minivan para se tornar um belo crossover, em 2021

A GM revela o penúltimo dos novos modelos com a plataforma GEM (Global Emerging Markets) com a apresentação da nova geração do crossover Orlando, na China. De acordo com o site Argentina Autoblog , a novidade deverá se chamar Spin no Mercosul, onde entrará no lugar da atual geração da minivan em 2021.

 LEIA MAIS: Chevrolet Equinox 2020 ganha novas versões com motor 1.5 turbo

Agora falta apenas a picape que vai brigar com Fiat Toro e companhia para completar a linha de modelos fabricados pela GM em parceria com a SAIC chinesa. De qualquer forma, o novo Chevrolet Orlando tem linhas mais arrojadas que as da Spin e adota um visual que combina o estilo de minivan com SUV, daí a denominação crossover.

Como pode ser visto na galeria abaixo, o novo modelo da GM que deverá entrar no lugar da Spin, em 2021, agrada não apenas pelo visual. Tem bastante espaço e poderá até sete ocupantes com uma dose extra de sofisticação se comparada a atual Spin. Entre outros itens, o carro terá acesso à internet sem fio e teto solar panorâmico, deixando o ambiente mais arejado.

 A parte de segurança também terá ganhos na comparação com a Spin . Serão seis airbags de série e ESP, controle eletrônico de estabilidade. Além disso, o conjunto mecânico será mais eficiente, com motores turbinados, de tries cilindros: 1.0, de 116 cv e 1.2, de 140 cv, ambos poderão ser acoplados ao sistema de transmissão com câmbio manual ou automático, sempre de seis marchas.

LEIA MAIS: Dossiê Chevrolet! Veja todos os lançamentos da marca até 2022

A GM continua com um cronograma recheado de lançamentos. Para o ano que vem, a marca já anunciou que serão 7 novidades. Entre as quais, destaca-se a nova geração do SUV compacto Tracker, outro com a plataforma GEM e que chegará para brigar com Jeep Renegade, Hyundai Creta, Honda HR-V e companhia. 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Honda Civic lidera ranking de nacionais com melhor valor de revenda

Publicado


source

Com uma desvalorização de 24% em 12 meses, o Honda Civic foi o modelo produzido no Brasil com melhor valor de revenda em um levantamento realizado pela KBB Brasil em parceria com a revista Quatro Rodas. Na pesquisa, foi comparado do valor de tabela de cada carro novo, em janeiro de 2019, com o preço de venda para lojista praticado para o mesmo modelo em janeiro deste ano.

Além do Honda Civic , o estudo avaliou outros 121 modelos nacionais e importados oferecidos no mercado brasileiro. No ranking geral, o melhor resultado foi o do híbrido de luxo japonês Lexus LS (-21%), enquanto o pior entre os carros de passeio foi outro importado de luxo, o sedã Jaguar XE (-38%). Confira na lista abaixo os 5 modelos fabricados no Brasil mais bem colocados na pesquisa.

1- Honda Civic: -24%

Civic
Divulgação

Honda Civic é o carro que menos perde valor no Brasil depois de um ano, conforme o estudo da KBB Brasil


Segundo sedã médio mais vendido do mercado brasileiro, ficando atrás apenas do Toyota Corolla, o Honda Civic superou o seu concorrente histórico neste levantamento da KBB Brasil.

Com uma desvalorização de 24% após 12 meses de uso, o modelo obteve um desempenho superior até do que o de modelos menores e mais populares.

2- Toyota Yaris Hatch: -26%

Yaris
Divulgação

Toyota Yaris também fica em destaque na lista dos carros vendidos no Brasil que menos desvalorizam em 12 meses de uso


O hatch compacto Toyota Yaris   é um modelo de visual sóbrio e sem pretensões esportivas, mas que traz um conjunto mecânico bem acertado e uma boa lista de equipamentos.

Estes atributos talvez ajudem a explicar o desempenho do modelo na revenda, superando inclusive concorrentes mais sofisticados e equipados com motores turbo.

3º Honda WR-V: 26%

Honda
Divulgação

Honda WR-V tem chances de ser substituído por um novo modelo, mas aparece na lista dos que menos perdem valor no Brasil

Embora seja apenas o quarto modelo da Honda mais vendido do mercado brasileiro no acumulado do ano (ficando atrás de Civic, HR-V e Fit), o WR-V foi o SUV compacto com a menor desvalorização no mercado de usados.

Atualmente, o WR-V está disponível apenas nas versões EX e EXL, ambas equipadas com o mesmo motor 1.5, de até 116 cv e o câmbio automático CVT.

4º VW Fox: -28%

VW Fox
Divulgação

A produção do veterano da marca alemã não deverá passar de 2021 no Brasil, a menos que receba ESP de série no ano que vem

A combinação de preço relativamente baixo com uma lista de equipamentos de série bem recheada (inclui até controlador automático de velocidade de cruzeiro) faz com que o veterano VW Fox ainda esteja entre os modelos mais vendidos da Volkswagen no Brasil mesmo com quase duas décadas no mercado.

O modelo está disponível atualmente em duas versões (Connect e Xtreme), ambas equipadas com o mesmo motor 1.6, de até 104 cv, e um câmbio manual de cinco marchas.

5º Land Rover Discovery Sport: -28%

land Rover
Divulgação

Land Rover Discovery Sport ainda é fabricado em Itatiaia (RJ) e é o SUV que menos perde valor, conforme o estudo da KBB Brasil

Modelo mais acessível da marca britânica no Brasil, o Discovery Sport é o único modelo Land Rover que segue em montagem na fábrica de Itatiaia (RJ).

Lançado por aqui em 2015 e nacional desde 2016, o SUV ganhou um motor 2.0 turbo flex, dois anos depois. No início deste ano, passou por uma leve reestilização no visual e adotou um novo sistema multimídia. Confira abaixo a tabela completa dos modelos que menos perdem valor, conforme o estudo da KBB Brasil, com o Honda Civic como o que menos desvaloriza.

KBB
Divulgação

Quadro KBB Brasil


Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Fusca e Gol lideram os carros antigos mais vendidos na internet

Publicado


source

Alguns modelos de carros acabam ficando tão enraizados na cultura de uma sociedade que, mesmo anos depois de saírem de linha, ainda são objetos de desejo para muitos apaixonados e mesmo para aqueles que não são tão ligados pelo tema, mas para quem esses carros antigos despertam boas memórias do passado.

Para mostrar que ainda há espaço para os “velhinhos” nesses tempos de compras pela internet, o site de comércio eletrônico OLX preparou uma lista com os automóveis clássicos mais vendidos na plataforma. A liderança ficou com o Volkswagen Fusca, modelo que concentrou 23% das vendas de antigos. Mas o ranking traz ainda vários outros modelos veteranos que fizeram bastante sucesso em seu tempo. Confira a seguir os carros antigos .

1º – VW Fusca

Fusca
Divulgação

VW Fusca é, entre os carros antigos e modernos, o mais longevo da história dos automóveis

Surgido na Alemanha nazista nos anos 1930 como um modelo de automóvel popular, o Volkswagen Fusca chegou ao mercado brasileiro no final dos anos 1940 e iria se tornar um dos carros mais fabricados da indústria automobilística brasileira.

Inicialmente importado, teve mais de 3,1 milhões de unidades produzidas por aqui entre 1959 e 1986 e entre 1993 e 1996, em um raro caso de modelo de automóvel que voltou à vida anos após o encerramento da sua produção.

2º – VW Gol

VW Gol
Renato Bellote/iG

VW Gol GTI foi o sonho de consumo dos amantes de esportivos entre o fim dos anos 80 e início dos 90

Substituto do Fusca como o carro mais popular da Volkswagen no Brasil, o VW Gol ainda é o modelo mais vendido da marca alemã por aqui tanto no ranking de emplacamentos quanto no de veículos usados.

Com 40 anos de mercado comemorados este ano, o modelo somou várias versões memoráveis no mercado, como o primeiro Copa (alusivo à Copa do Mundo de 1982), e os esportivos GT e GTI. Este último, o primeiro brasileiro com injeção eletrônica, é disputado a tapa pelos colecionadores e já chega a ultrapassar os R$ 100 mil em leilões…

3º – Chevrolet Chevette

Chevette
Divulgação

O Chevette era bem econômico para sua época, bem como oferecia boa comodidade e baixos custos de manutenção

Variação para o Brasil do projeto mundial “T-Car”, o Chevrolet Chevette foi lançado no Brasil em 1973, antes mesmo do seu equivalente europeu, o Opel Kadett de 3ª geração.

Com motor na dianteira e tração na traseira (combinação incomum para um carro brasileiro compacto), o modelo seguiria em linha no Brasil até 1994, tendo sido produzido nas variações hatch e sedã de duas e quatro portas, além de ter dado origem à station wagon Marajó.

4º – Chevrolet Opala

Opala
Renato Bellote/iG

Chevrolet Opala era uma das maiores referências de luxo do Brasil em anos de importações fechadas

Revelado em 1968, o Chevrolet Opala foi o primeiro carro de passeio fabricado pela marca no Brasil. O modelo combinava a carroceria do alemão Opel Rekord “C” com os motores de 4 e 6 cilindros da linha americana.

Mesmo com poucas modificações de peso na carroceria, o modelo saiu de cena só em 1992 ainda como um dos carros mais caros e de maior prestígio do mercado brasileiro. Acabou sendo substituído pelo Chevrolet Omega, modelo que já está se tornou tão colecionável quanto o antecessor.

5º – Chevrolet Monza

Monza
Divulgação

Se o Opala era o luxuoso, sendo sucedido pelo Omega, o Monza era o sedã executivo

Mais um produto mundial da General Motors, o Chevrolet Monza era a variação local do projeto “J-Car”, que na Europa daria origem ao Opel Ascona de 3ª geração. Lançado em 1982 no Brasil, foi um dos poucos lançamentos do mercado brasileiro na década e é até hoje o único modelo médio-grande a ter atingido o topo do ranking de emplacamentos.

O Monza era um modelo ficava posicionado na linha abaixo do Opala — talvez um dos carros antigos com mais saudosistas — embora em sua versão de topo Classic atendesse a um público que buscasse a combinação de sofisticação e projeto avançado. Acabou saindo de cena em 1996, pouco tempo depois do lançamento do seu sucessor, o Vectra.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana