conecte-se conosco


Política Nacional

Gilmar aponta risco de fuga e nega habeas corpus a ‘doleiro dos doleiros’

Publicado

source
Gilmar Mendes arrow-options
Nelson Jr./SCO/STF

Ministro é conhecido por libertar presos da Lava Jato

O ministro Gilmar Mendes , do Supremo Tribunal Federal (STF), negou liminar em habeas corpus a Dario Messer, um dos alvos da Lava Jato do Rio de Janeiro. Conhecido como o ” doleiro dos doleiros “, ele foi preso em julho deste ano. Entre os motivos citados por Gilmar para rejeitar o pedido de liberdade está o período em que ele permaneceu foragido, demonstrando haver o risco de fuga.

Leia também: Bebianno diz que se filiou ao PSDB para evitar “ditadura bolsonarista”

A defesa de Dario Messer havia solicitado a troca da prisão preventiva por medidas cautelares. Mas Gilmar disse não ser possível dar uma liminar por não vislumbrar “constrangimento ilegal manifesto”. Ele destacou trecho de decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que também negou habeas corpus a Messer.

“Entretanto, há que se ponderar a condição de fuga por longo período, mesmo com o nome do recorrente incluído no sistema de difusão vermelha da Interpol. Ele demonstrou a intenção de se furtar à aplicação da lei penal e também a disponibilidade de meios para alcançar seu intento, fatos que, reforçados pela maior gravidade das condutas a ele atribuídas, o difere dos outros acusados que respondem soltos à ação penal”, diz trecho de decisão do STJ reproduzido por Gilmar.

Leia Também:  Proposta susta aumento de bandeiras tarifárias na conta de luz

Leia também: OAB pedirá investigação de procuradores da Lava Jato por grampo a Lula

Gilmar Mendes também negou pedido para paralisar processo de Leonardo Gryner, outro alvo da Lava Jato do Rio. Ele era o braço-direito de Carlos Arthur Nuzman, ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). O STJ já havia rejeitado a solicitação do cartola.

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Líder do governo na Câmara celebra ‘racha’ do PSL: “máscaras estão caindo”

Publicado

source
Vitor Hugo e Bolso arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Líder do governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo, e o presidente Jair Bolsonaro

Neste domingo (17), o deputado federal Major Vitor Hugo (PSL-GO) usou as redes sociais para fazer um ‘ataque’ ao seu próprio partido, que vive momento conturbado desde que o presidente Jair Bolsonaro deixou a sigla. Segundo ele, a criação do ‘Aliança pelo Brasil’  fez ‘máscaras caírem’ e pode representar o “melhor momento da República”.

Leia também: Gato por lebre? Participantes de evento se revoltam por ausência de palestrante

“A depuração do PSL , que redundará na criação da Aliança pelo Brasil, é a melhor coisa que poderia ter acontecido. Máscaras caindo, interesses sendo desvendados; personalidades escancaradas. Viveremos o melhor momento da República a partir da criação do nosso novo partido”, afirmou o deputado.

Leia Também:  Relatório da Previdência suprime BPC e aposentadorias especiais

Anunciado no último dia 13, o ‘ Aliança pelo Brasil ‘ será o novo partido da família Bolsonaro e, ao que tudo indica, deve carregar também outros nomes, principalmente de deputados, que seguem no PSL. Com isso, a sigla tem seu futuro indefinido e pode até perde fundo partidário com a migração de parlamentares.

Nos bastidores, os apoiadores de Bolsonaro se movimentam para garantir que a sigla nasça rapidamente e possa participar já das eleições de 2020. Por isso, trabalham no processo de coleta de assinatura entre parlamentares, passo necessário para que o registro junto ao TSE aconteça.

Leia também: Pastor Malafaia aparece em áudio criticando Bolsonaro: “estou decepcionado”

Fonte: IG Política
Continue lendo

Política Nacional

Weintraub ofende usuários no Twitter e ataca mãe de seguidora

Publicado

source
Weintraub arrow-options
Ravena Rosa / Agência Brasil

Abraham Weintraub:

O ministro da Educação Abraham Weintraub respondeu a uma série de seguidores em sua conta do Twitter durante o feriado e nesta segunda-feira (18). Em algumas das publicações, o chefe do MEC atacou familiares de usuários e chamou um seguidor de “feio”. 

Leia também:Zambelli diz que irá à PGR contra Frota por tweet sobre Adélio

Na manhã desta segunda, o ministro da Educação publicou um vídeo de sua cachorra, que chamou de “comunistinha”. “A gente pode ter todas as críticas a vc, mas uma coisa a gente tem que confessar: você humanizou os ministros. Hoje eu olho para o meu primo mais babaca e falo ‘poxa, pode ser o próximo ministro da educação’, respondeu uma usuária. 

“Fico feliz, dado que a concorrência na sua família para ser o MAIS BABACA deve ser enorme. Evidentemente que você não pode concorrer…seria muito injusto…”, respondeu Weintraub. 

Leia Também:  Deputados críticos a Bivar buscam aumentar apoio a Bolsonaro na Câmara



Em uma publicação na última sexta-feira (15), uma seguidora afirmou que, caso o Brasil voltasse a ser uma monarquia, o ministro seria o “bobo da corte”. Weintraub , por sua vez, ofendeu a mãe da usuária, a quem chamou de “égua sarnenta”. 

“Uma pena, prefiro cuidar dos estábulos, ficaria mais perto da égua sarnenta e desdentada da sua mãe”, escreveu. 


Outro seguidor pediu que o ministro fosse “cuidar da educação” e que parasse de postar “porcaria” no Twitter. Weintraub rebateu: “Miguel, sinto em avisar, porém, seu caso não resolve estudando. Tem que reencarnar. Aproveita e peça para não voltar tão feio (parece mistura de tatu com cobra)”. 

Leia Também:  Proposta susta aumento de bandeiras tarifárias na conta de luz


Fonte: IG Política
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana