conecte-se conosco


Nacional

General chavista é preso em Madri a mando dos Estados Unidos

Publicado


Hugo Chávez
ONU/Marco Castro

General preso em Madri era homem confiança de Hugo Chávez

O general venezuelano Hugo Carvajal, ex-diretor de inteligência militar durante o governo de Hugo Chávez, foi detido nesta sexta-feira em Madri a pedido dos Estados Unidos, que o busca por tráfico de drogas, informou a Polícia Nacional espanhola.

Leia também: Governo americano pede extradição do fundador do site WikiLeaks

Em julho de 2017, Carvajal, na época cônsul em Aruba, foi brevemente detido na ilha a pedido dos Estados Unidos, que o acusam de colaborar com o narcotráfico. No entanto, ele foi libertado e pôde retornar à Venezuela.

Agora, aquele que foi durante uma década diretor de inteligência militar sob o governo de Chávez (1999-2013) denunciou a “desastrosa realidade” da Venezuela após seis anos de Presidência de Nicolás Maduro.

No dia 21 de fevereiro, Carvajal postou um vídeo em sua conta no Twitter em que reconhece como presidente no comando da Venezuela o líder da oposição Juan Guaidó. Na ocasião, Carvajal chamou Maduro de ditador e disse que seu “círculo interno corrupto” se envolveu com o tráfico de drogas e cortejou o grupo libanês xiita Hezbollah.

Leia Também:  Após briga com ex-mulher, pai queima própria filha viva dentro de carro nos EUA

Em entrevista ao New York Times,  o ex-diretor de inteligência militar, que é deputado pelo Partido Socialista, instou os militares a romperem com o presidente, num momento em que a oposição tentava entrar no país com remessas de ajuda internacional, que terminaram bloqueadas nas fronteiras com Brasil e Colômbia.

Em resposta, Maduro expulsou-o das Forças Armadas e despojou-o do posto de major general, como fez com o até então general da divisão Carlos Rotondaro, que também havia reconhecido Guaidó.

Leia também: Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un é reeleito pelo parlamento

Carvajal também foi acusado na Venezuela de “atos de traição contra a pátria”. De acordo com a resolução publicada no diário oficial de 20 de março, esta foi uma medida “exemplar” e “disciplinar”.

A detenção um homem que já guardou os segredos do governo chavista pode acrescentar uma dose de pressão ao presidente, num momento em que o país vive uma profunda crise política e econômica, com apagões deixando grandes áreas do território às escuras.

Leia Também:  Mulher usa carrinho de mão para levar idoso com tumor a hospital no Rio; assista

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

MPF afirma que decreto de armas de Bolsonaro facilita desvio para as milícias

Publicado

source
Bolsonaro e Michelle fazendo arminha arrow-options
Alan Santos/PR

Bolsonaro defendeu que quem não quer ter armas não precisa comprar

O Ministério Público Federal (MPF) afirma, em uma nota técnica, que o decreto mais recente do presidente Jair Bolsonaro flexibilizando a posse de armas de fogo facilita o desvio de armamentos para as milícias. O novo regulamento retirou a obrigatoriedade de policiais e integrantes das Forças Armadas, ao comprarem armas ou renovarem as licenças, comprovarem que não são investigados em inquéritos policiais ou processados criminalmente.

Leia também: Em novo decreto, Bolsonaro deixa regras conflitantes para renovação de armas

No novo decreto de armas , assinado pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão e pela 7ª Câmara de Coordenação Criminal, os procuradores argumentam que, como há agentes de segurança envolvidos com milicianos, a dispensa torna mais fácil o caminho para que armas de uso permitido e restrito sejam usadas pelas organizações criminosas.

“Embora, em princípio, se deva presumir a higidez moral de todos os membros das Forças Armadas e das polícias, não se pode desconhecer que a legislação pátria permite que, durante um bom período de tempo, integrantes dessas instituições sigam na carreira enquanto são investigados em inquéritos policiais ou respondam a processos criminais. Tampouco é possível desconsiderar o fato de que existem policiais e militares investigados e processados em razão de envolvimento com organizações criminosas e milícias . Desse modo, a automática liberação da aquisição de armas de fogo – de uso permitido ou de uso restrito – por todo e qualquer membro das Forças Armadas ou da polícia, sem qualquer aferição da existência de antecedentes criminais, é medida com potencial de ensejar a transferência de armamentos para esses segmentos criminosos”, diz o MPF.

Leia Também:  Papa diz que quem rejeita homossexuais “não tem coração”

Os procuradores fazem a ressalva de que, mesmo que o número de integrantes das Forças Armadas e de policiais investigados ou processados na esfera criminal não seja elevado, a dispensa automática da obrigação que existia anteriormente é “suficiente para ampliar o risco de transferência de arsenais para a criminalidade, notadamente em cidades como o Rio de Janeiro, na qual há territórios controlados por milícias”.

Leia também: “Quem acha que ter arma em casa é um risco, não precisa comprar”, diz Bolsonaro

O governo federal já editou oito decretos esse ano tratando de armas de fogo e munições. O MPF alega que há diversos pontos inconstitucionais nos textos publicados e apresentou cinco ações no Supremo Tribunal Federal (STF) – três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) e duas Arguições de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPFs) – pedindo a revogação das medidas. 

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Sobrevivente do desabamento tira selfie nos escombros e manda para família

Publicado

source
selfie nos escombros do desabamento arrow-options
Arquivo pessoal

David Sampaio foi a oitava pessoa resgatada com vida dos escombros.

Após sobreviver ao desabamento de um prédio residencial em Fortaleza nessa terça-feira (15), o estudante David Sampaio tirou uma selfie no meio dos escombros do edíficio e enviou a foto para os seus familiares. Ele foi a oitava pessoa resgatada com vida após o desabamento.

Leia também: Prefeito de Fortaleza promete “investigação rígida” sobre desabamento

Em entrevista ao G1, o primo de David, Albertine Felipe disse que recebeu a  selfie logo após saber do desabamento do prédio. Segundo o primo do resgatado, David disse que estava bem e havia sofrido apenas alguns arranhões.

No momento do desabamento, o jovem, que estuda arquitetura, estava em sua casa, no primeiro andar do edíficio Andréa, na área nobre de Fortaleza. Após ser resgatado, ele foi encaminhado para um hospital particular de Fortaleza. Não se sabe o atual estado de saúde do David. 

Desabamento

Leia também: Assista ao exato momento em que o prédio desabou em Fortaleza

Leia Também:  Estudante de biomedicina é presa por produzir bolo com maconha no interior de SP

Na manhã desta terça-feira (15), um prédio residencial de sete andares desabou em Fortaleza. Até o momento, dez pessoas foram resgatadas, nove com vida e uma foram retirada morta. Autoridades estimam que outras dez pessoas estão desaparecidas nos escombros.  

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana