conecte-se conosco


Policial

GCCO cumpre dez mandados em operação contra quadrilha de ladrões de defensivos agrícolas

Publicado

As ordens judiciais foram expedidas com base em investigações da Polícia Civil de um roubo ocorrido em março no município [Foto – PJCMT]

Dez ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar, são cumpridos pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (23), na segunda fase da operação “Cartão Vermelho”, deflagrada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e Delegacia de Campo Verde.

A operação tem como alvos suspeitos identificados em investigação de roubo de defensivos em uma propriedade rural do município. As ordens judiciais foram expedidas pela 3ª Vara Criminal de Campo Verde com base nas investigações da Polícia Civil.

Na operação, são cumpridos sete mandados de busca domiciliar, dois mandados de prisão temporária no município de Campo Verde, e um mandado de prisão temporária na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May.

O roubo

O crime ocorreu no dia 19 de março de 2022, em uma fazenda na BR 070, em Campo Verde sentido a Primavera do Leste. Na ocasião, aproximadamente 15 criminosos ,em posse de armas longas e curtas, renderam os funcionários da fazenda e subtraíram diversos defensivos agrícolas, além de antena, monitores, trator, celulares e dois veículos (um carro e uma motocicleta).

Primeira fase

Na primeira fase da operação, deflagrada no mês de maio deste ano, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão domiciliar que resultaram em duas pessoas  presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições.

Durante as buscas foram apreendidas duas armas de fogo, sendo uma pistola 9mm com 3 carregadores, e um revólver 38, além de 44 munições 9mm, seis munições 38, duas munições calibre 22, uma munição calibre 32, duas munições .40 e uma munição calibre 12.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Autor de estelionato eletrônico é preso pela Polícia Civil após golpe contra vítima idosa

Publicado

Um homem suspeito de fraude eletrônica cometido contra uma vítima idosa foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na terça-feira (29.06), em ação da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá. O suspeito, envolvido na prática de golpes por meio de aplicativos de mensagens, foi autuado em flagrante pelos crimes de estelionato eletrônico e associação criminosa.

As diligências iniciaram após a equipe da Delegacia de Estelionato receber informações sobre a vítima de 69 anos que havia caído no golpe do falso perfil do whatsapp. Na ocasião, o suspeito se passou por filha da vítima, pedindo uma transferência por pix, no valor de R$ 5 mil.

Após a transferência do valor, o suspeito continuou pedindo dinheiro para a vítima, que então descobriu que havia caído em um golpe. Diante das informações, a equipe da Polícia Civil iniciou as diligências para localizar o autor da fraude, realizando a sua prisão em flagrante em sua residência no bairro Jardim Esmeralda em Várzea Grande.

Ele foi conduzido à Delegacia de Estelionato, onde após ser interrogado pela delegada Judá Marcondes, foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato eletrônico e associação criminosa. “Foi apurado, por meio das provas colhidas, que o conduzido integra um grupo criminoso que coopta diversas pessoas para cederem contas bancárias com intuito de concretizar os golpes”, disse a delegada.

Parte do valor subtraído da vítima foi recuperado com apoio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), por meio de bloqueio bancário, e será restituído para vítima após algumas providências de praxe no banco.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Mercadorias contrabandeadas do Paraguai são apreendidas pela PRF em Rondonópolis

Publicado

Na manhã de ontem (28), na BR 163, proximidades do município de Rondonópolis, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal abordou uma caminhonete com dois ocupantes.

Durante a abordagem, os ocupantes foram indagados quanto a origem e o destino da viagem, os quais responderam que vinham do Paraguai, com destino à cidade de Rondonópolis, onde residem.

Em virtude do local de origem da viagem ser característico e típico de crimes a equipe procedeu à fiscalização no veículo, quando então foi verificado que na carroceria existiam diversas mercadorias.

Perguntado ao motorista a origem dos produtos, este respondeu que os adquiriu no Paraguai e que não tinha notas fiscais e nenhum documento que comprovasse a origem lícita.

Foram apreendidas diversas mercadorias, itens de perfumaria, equipamentos eletrônicos, peças de veículos e alguns cigarros eletrônicos. Como algumas mercadorias são proibidas de comercialização no território brasileiro, ficou caracterizado o crime de contrabando. O condutor do veículo foi detido e encaminhado à Delegacia da Polícia Federal de Rondonópolis.

Ainda no dia de ontem, porém na parte da tarde, no km 387 da BR 364, município de Cuiabá, uma equipe da PRF deu ordem de parada a um ônibus que fazia linha Cuiabá – Goiânia.

Ao ser feita a fiscalização dos passageiros, um homem chamou a atenção dos policiais, visto que a todo momento fornecia informações contraditórias a respeito de sua viagem e apresentava demasiado nervosismo.

Diante disso, foi feita uma busca por todo o interior do veículo e foi encontrado na lixeira do ônibus dois tabletes de drogas, cerca de 1 kg de cocaína. Ao questionar novamente o passageiro que estava nervoso, ele acabou confirmando que era dele e que havia comprado o entorpecente na cidade de Pontes e Lacerda e levaria até Mineiros/GO para vender.

Diante dos fatos, o homem foi detido, a princípio, pelo crime de tráfico de drogas e encaminhado à Delegacia de Polícia Judiciária para os procedimentos cabíveis.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana