conecte-se conosco


Turismo

Fuja do comum! 5 bairros em Buenos Aires para você conhecer

Publicado

source

Buenos Aires é uma cidade em mutação, culturalmente diversa e jovem. Diante desses aspectos, ainda conta uma diversidade de atrações muito ampla e agrada o gosto de vários tipos de turista. 

Leia também: Os mais tradicionais – confira outros bairros de Buenos Aires

colegiales arrow-options
Flavia Matos/ IG

Bairro de Colegiales é um dos mais grafitados da cidade

Para quem quer uma Buenos Aires clássica, os bairros de La Recoleta, Puerto Madero e La Boca são um prato cheio. Mas se você pensa em sair do roteiro comum, bairros como Colegiales e Chacarita precisam estar na sua lista de lugares para visitar. Veja abaixo os principais atrativos de cinco bairros “diferentões” na cidade.

1. Palermo

malba arrow-options
Flavia Matos/ IG

O museu Malba é um dos mais tradicionais de Buenos Aires. Lá está a obra Abaporu, de Tarsila do Amaral

Palermo é um dos bairros mais jovens e arborizados de Buenos Aires. Por lá o turista poderá encontrar o Parque Três de Febrero, o Jardim Botânico e o antigo Jardim Zoológico que hoje é um parque.

O bairro é dividido em Palermo Chico – áreas de bosques e mais “aristocrática”, Palermo Soho – uma área mais voltada às galerias de arte e design, e por fim, Palermo Hollywood – área que abriga muitas produtoras de vídeo e televisão. É uma boa opção de hospedagem para o público mais jovem. Em praticamente todas as esquinas é possível encontrar bares e bistrôs abertos até altas horas da noite.

Veja abaixo a lista das principais atrações de Palermo:

  • Parque Tres de Febrero;
  • Planetário Galileo Galilei;
  • Museu de Arte Lationamericano (Malba);
  • Museu de Artes Plásticas Eduardo Sívori;
  • Museu de Arte Popular José Hernández;
  • Jardim Japonês;
  • Jardim Botânico Carlos Thays;
  • Museu Evita;
  • Teatro Sarmiento;
  • Campo Argentino de Polo;
  • Hipódromo Argentino;
  • Ecoparque;
  • Clube de Pescadores e Muelle


Colegiales

Os bairros Colegiales e Chacharita têm uma origem comum. Ambos os bairros eram uma fazenda chamada Chacarita de los Colegiales que abrigava os alunos da escola jesuíta de Monserrat.

Para quem já visitou Buenos Aires, talvez o bairro de Colegiales não tenha figurado em seu roteiro anteriormente. O local entrou na rota turística do Ente de Turismo há pouco tempo e tem encantado os turistas com suas transformações.

Leia também: De São Paulo a Argentina economizando 86% – saiba como é voar numa low cost

A principal atração do bairro é o Mercado de las Pulgas, um galpão enorme que vende itens usados (tudo o que você pode imaginar). Em frente ao mercado está sendo construída a Praça Clemente e Praça Mafalda, personagens dos quadrinhos do escritor Quino. Próximo também está a antiga fábrica Minetti e a Igreja de Don Bosco.Além disso, por lá também se encontra um famoso mural de Frida Khalo – que na verdade é uma danceteria. O local mais  “instagramável” de Buenos Aires faz sucesso com os turistas.

O Ente de Turismo realiza visitas guiadas por Colegiales todos os dias, sendo às 11h em inglês e às 17h em espanhol. O valor varia de 200 a 300 pesos (R$ 14 a R$ 21) argentinos e é necessário agendamento no site Travel Buenos Aires.


Chacarita

la chacarita arrow-options
Reprodução/ Wikipedia

O cemitério de La Chacarita é um dos principais atrativos do bairro

Assim como seu “bairro irmão”, Chacarita está se remodelando para receber os turistas. Ainda é um lugar pouco procurado, mas que tem seus encantos e uma vida noturna bem agitada.

Divisa de Palermo e Collegiales, por lá você pode conhecer o cemitério de La Chacarita, que chama atenção pela entrada e extenso tamanho, visitar o teatro El Galpón de Guevara e o centro de arte Santos 4040. Em Chacarita também está instalado o Gier Music Club, uma casa noturna que recebe shows, e a colônia de férias Lacroze y Thomas. 

Aos amantes de um drink, o recém-inaugurado Sifón tem uma boa carta de bebidas com “soda” (água com gás) e um visual moderno e alternativo.


San Telmo

O bairro de San Telmo pode ser questionado em entrar na lista de “diferentões” de Buenos Aires, já que algumas de suas atrações principais são muito visitadas, mas é importante colocá-lo na lista pelo olhar fora do comum que é necessário ter para conhecê-lo.

Famoso por retratar a arquitetura argentina, o bairro fica próximo à zona portuária. A pé o turista pode contemplar variadas lojinhas, um museu de cera “escondido”, brechós e chegar até grandes museus como o de Arte Moderna ou o de Arte Contemporânea, que são vizinhos.

Conheça abaixo outras atrações de San Telmo;

  • Parque Lezama;
  • Monumento Canto ao Trabalho;
  • Igreja Nossa Senhora de Belém;
  • Fundação Mercedes Sosa;
  • Pulpería Quilapan;
  • Museu Penitenciário Argentino;
  • Galeria El Solar de French;
  • Igreja Ortodoxa Ausa de la Santíssima Trinidade


San Nicolás

Se você se interessa por história, esse é o bairro que não poderá faltar em sua lista. Conhecido por abrigar o Obelisco, San Nicolás é um bairro central de Buenos Aires que respira cultura. São seis teatros e um centro cultural, além do histórico prédio da casa de Domingo Faustino Sarmiento e o convento de Santa Catarina de Sena.

Quem vai a Buenos Aires precisa andar pela Avenida Corrientes, uma “Times Square” argentina e conhecer os teatros, livrarias e pizzarias famosas. Se você passou pelo bairro, mas não comeu um pedaço de pizza com faina na tradicional Guerrin, você provavelmente não fez seu passeio corretamente.


Leia também: Explore a Argentina num roteiro totalmente inspirado em Lionel Messi

Essa é só a primeira matéria de uma série de publicações sobre Buenos Aires e como conhecê-la pagando pouco e olhando por outros horizontes.

*repórter visitou a cidade a convite do Ente de Turismo de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires

Fonte: IG Turismo
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Turismo

Cama dentro do avião? Companhia inova no conforto dos passageiros

Publicado

source

Já imaginou viajar de avião deitado numa cama? Essa “mordomia” será testada pela companhia aérea Air New Zealand, da Nova Zelândia, nas classes econômicas de voos comerciais.

camas arrow-options
Divulgação

A Air New Zealand está pensando no conforto dos passageiros em voos de longa duração

Leia também: 10 dicas para você virar especialista em aeroportos

A rota sorteada para o teste das camas beliche no avião será Auckland – Nova York. O trecho tem duração de 16 horas e deve ser uma ajuda para os passageiros. Mas o melhor é: os viajantes devem pagar o valor normal da classe econômica, sem adicionais pelo conforto.

Chamado de Economy Skynest, o projeto conta com camas de 1,90 metros equipadas com cobertor, lençol, travesseiro e protetor de ouvido. Até uma cortina será instalada para separar um passageiro do outro. Se der certo, os aviões da Air New Zealand terão um espaço reservado para as beliches.

Segundo Nikki Goodman, diretor de experiência do cliente da companhia aérea, detalhes devem ser definidos nos próximos meses. “Queremos que as pessoas possam descansar no voo. Ainda há trabalho a ser feito em design e também em como vamos comercializar o produto para os passageiros ”, disse em nota oficial.

camas arrow-options
Divulgação

As camas estarão equipadas de lençol, cobertor e travesseiro, além de cortinas se separam os passageiros

Leia também: O que você precisa saber antes de viajar numa low cost?

O preço da passagem aérea que incluirá o serviço de beliches ainda não foi divulgado. A companhia espera definir os valores até outubro. A expectativa é que as camas possam ser reservadas por períodos, possibilitando que um número maior de passageiros possa aproveitar o serviço. Gostou da ideia?

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Turismo

Destinos “instagramáveis”: conheça 8 lugares na Espanha para bombar nas redes

Publicado

source

Quer garantir muitas curtidas nas redes sociais na sua próxima viagem à Espanha? Atrações tradicionais como a Basílica da Sagrada Família, em Barcelona, e a Plaza Mayor, em Madri, ajudam. Mas buscar cenários diferentes e pouco usuais, que boa parte dos viajantes desconhece, pode garantir um sucesso ainda maior entre os seguidores.

Leia também: 3 países de uma vez – qual a vantagem de um cruzeiro pelo Mediterrâneo?

Está com a sua viagem para a Espanha programada? Além de indicar os oito melhores lugares para suas fotos de Instagram, também temos dicas para você tomar cuidado com o surto do novo coronavírus pelo mundo.

O vírus que acomete mais idosos e crianças começou a se espalhar na China, mas na Espanha já são 12 casos diagnosticados. Não há restrição de viagens, mas é necessário lembrar alguns cuidados básicos para não contrair o novo coronavírus :

  • Use máscaras em locais de aglomeração;
  • Lave bem as mãos com água de sabão por 25 segundos;
  • Mantenha distância de pessoas doentes;
  • Não compartilhe talheres, copos e itens pessoais;
  • Evite tocar no que não é necessário

Anotou tudo? Então confira agora os melhores lugares no país europeu para uma sessão de fotos inigualável.

Os campos de lavanda de Brihuega, em Guadalajara

campos arrow-options
Reprodução/ Pinterest

Os campos de lavanda de Brihuega parecem pintura

Campos de lavanda são sucesso garantido em qualquer timeline. Com os de Brihuega, na província de Guadalajara (93 km a nordeste de Madri), não é diferente. O auge da floração é ao longo de todo o mês de julho, quando, aliás, acontece o Festival de la Lavanda. As visitas aos campos são organizadas pelo departamento de turismo da cidade e custam cerca de 3 euros (R$ 14).

El Meandro del Melero (visto do mirante de La Antigua)

el meandro arrow-options
Reprodução/ Twitter

El Meandro del Melero visto de cima

Quem gosta de trilhas e atividades ao ar livre deve colocar esse ponto no roteiro da próxima viagem à Espanha. Ele fica na comarca de La Hurdes, na província de Cáceres, na comunidade autônoma da Extremadura (quase na fronteira com Portugal). O melhor ângulo, que pega a curva assentuada do Rio Aragón, é observado a partir do mirante La Antigua. O lugar fica no Parque Natural de las Bautecas – Sierra de Francia.

La Muralla Roja de Calpe, em Alicante

la muralla arrow-options
Wikipedia

La Muralla Roja é um dos destinos instagramáveis na Espanha

Calpe, na província de Alicante (122 km de Valência) é um popular destino praiano no sudeste espanhol. Mas uma atração na cidade é especialmente ” instagramáve l”. As tais Murallas Rojas são, na verdade, um conjunto de apartamentos turísticos, pintados num tom desbotado de vermelho, que por vezes parecem um labirinto geométrico com vista para o mar e para a Pedra de Ifach. O projeto é do arquiteto Ricardo Bofill.

A roda-gigante do Parque Tibidabo, em Barcelona

roda gigante arrow-options
Reprodução/ Hurb

Roda-gigante do parque Tibidabo

Barcelona é especialmente bonita do alto, de onde se observa os quarteirões planejados de L’Eixample e a orla margeando o Mediterrâneo, por exemplo. O ponto mais elevado da capital catalã é a montanha de Tibidabo, onde funciona o mais tradicional parque de diversões da cidade. E para garantir as melhores vistas (e fotos), embarque na roda-gigante.

O Palácio de Cristal do Parque do Retiro, em Madri

parque arrow-options
YouTube

O Palácio de Cristal, no parque do Retiro, em Madrid

Com 125 hectares e mais de 15 mil árvores, o Parque do Retiro é um dos lugares indispensáveis para qualquer visita a Madri. Mas, dentro desse conjunto de jardins, lagos, fontes, gramados e pavilhões se destaca o Palácio de Cristal, uma estrutura de ferro e vidro com infinitas possibilidades para fotos. Explore a transparência de suas paredes, os efeitos dos raios de luz, o reflexo no espelho d’água em frente e as exposições de arte contemporânea que acontecem em seu interior.

Salto del Nervión, no norte do país

salto arrow-options
Reprodução/ wikiloc

O salto del nervión é a cachoeira mais alta da Península ibérica

Com sua queda d’água de mais de 270 metros de altura, o Salto del Nervión é a maior cachoeira da Península Ibérica. Está localizada entre as comunidades autônomas do País Basco e Castilla y León, mais precisamente entre as províncias de Burgos e Álava, dentro da área protegida do Monte Santiago. O melhor momento para visitá-lo é na época de chuvas, no meio do ano.

O mar entre os prédios em Santander

santander arrow-options
Reprodução/ eltomavistasdesantander.com

No meio da Calle Lope de Vega o turista fará uma imagem incrível de Santander

Para conseguir essa foto, as instruções são bem específicas. Vá até a parte alta da Calle Lope de la Vega, em Santander, enquadre o mar no final da rua, entre os prédios coloridos, e espere passar alguma embarcação, seja um veleiro, uma lancha ou mesmo a réplica de uma caravela. Esse ângulo é um dos mais concorridos da belíssima Baía de Santander, considerada uma das mais bonitas da Espanha. Santander fica na Cantábria, no litoral norte do país (455 km de Madri).

Uma mina que lembra Marte na Andaluzia

minas arrow-options
Reprodução/ Pinterest

As minas de riotinto, Espanha

Minas de Riotinto é uma pequena cidade na província de Huelva, na Andaluzia. Seu nome faz referência a dois cenários notáveis: a atividade mineradora e o rio de águas avermelhadas. A grande atração é o Parque Minero de Río Tinto, uma mina desativada adaptada para receber o turista, com direito a passeio em Maria Fumaça do século XIX e a mirantes de onde se tiram as mais incríveis fotos.

Leia também: “Chernobyl da Galícia” encanta pelas cores, mas traz sérios riscos a saúde

Gostou das ideias de viagem? Agora é só arrumar as malas, pegar a máscara de proteção e partir rumo a Espanha .

Fonte: IG Turismo
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana