conecte-se conosco


Geral

Frio chega a Cuiabá na sexta-feira e temperatura no sábado cai a 10°C

Publicado


Frio deve vir acompanhado de chuva nesta sexta-feira, segundo o Climatempo

Climatempo – A grande e forte onda de frio que está chegando do Brasil vai fazer a temperatura cair muito em praticamente todas as áreas da Região Centro-Oeste. Temperaturas abaixo dos 10°C devem ser registradas em muitas áreas e as capitais devem estabelecer novos recordes de frio nos próximos dias.

Em todo o Mato Grosso do Sul, a queda da temperatura começa nesta quinta-feira, 4 de julho. Também já começa a entrar ar frio no pantanal de Mato Grosso e na fronteira com a Bolívia. O frio será muito intenso a partir da sexta-feira, (5), e principalmente no fim de semana. Atenção para geada em Mato Grosso do Sul.

Em Campo Grande, a temperatura baixa de 10°C na madrugada da sexta, 5 de julho, e já poderá ser recorde. A tarde de sexta também poderá a mais fria do ano. Os recordes da sexta-feira devem ser batidos no sábado (6) e domingo (7).

Em Cuiabá, o vento frio chega de forma suave nesta quinta-feira, (4), e a sensação de calor ainda predomina. Mas a partir da sexta-feira (5), a temperatura tem acentuada queda e no fim de semana, esfria muito em Cuiabá. No sábado, a capital de Mato Grosso poderá bater o recorde de madrugada mais fria e de tarde mais fria do ano até agora. A previsão é de 10º. É possível um novo recorde na madrugada do domingo, mas a tendência é de grande elevação da temperatura para a tarde.

A região de Brasília e de Goiânia vão sentir os efeitos da intensa massa de ar frio que chega ao Centro-Oeste durante o fim de semana.

Em Goiânia, o primeiro recorde de frio por causa desta forte massa polar já poderá ocorrer na madrugada do sábado A madrugada do domingo poderá ser com recorde de menor temperatura de 2019 em Goiânia e em Brasília, com marcas abaixo dos 10°C.

Confira as menores temperaturas registradas pelo Instituto Nacional de Meteorologia nas capitais do Centro-Oeste até 3/7/2019

 

Campo Grande (MS)

menor temperatura do ano: 9,4°C em 25/5/19

menor temperatura máxima do ano: 19,4°C em 15/5/19

menor temperatura em 2018: 6,0°C em 20/5/2018

Cuiabá (MT)

menor temperatura do ano: 15,7°C em 25/5/19

menor temperatura máxima do ano: 22,7°C em 14/5/19

menor temperatura em 2018: 11,0°C em 11/7/2018

última vez que atingiu o dígito de 10°C: 10,1°C em 20/7/2017

última vez que fez menos de 10°C: 8,6°C em 19/7/2017

Goiânia (GO)

menor temperatura do ano: 13,7°C em 13/6/19

menor temperatura máxima do ano: 23,1°C em 17/2/19

Menor temperatura em 2018: 9,1°C em 21/5/2018

Brasília (DF)

menor temperatura do ano: 10,8°C em 11/6/19

menor temperatura máxima do ano: 22,7°C em 16/6/19

menor temperatura em 2018: 9,3°C em 21/5/2018

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Número de mortes dobra em 9 dias e situação pode piorar se MT não barrar avanço da pandemia; prevê Fiocruz

Publicado

No dia 18 de junho eram 295 mortes e no dia 29 o número saltou para 590 óbitos. Ontem (2), já eram 706 mortes

O número de mortes por Covid-19 em Mato Grosso dobrou em nove dias e agora, devido à falta de Unidades de Terapias Intensivas (UTIs), a situação em Mato Grosso pode piorar. “Com essa velocidade dos casos aumentando, a tendência é que nas próximas semanas sejam ainda mais difíceis”, diz o pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Diego Xavier. Segundo ele, o estado ainda não está no pico da pandemia.

Para o pesquisador, o número de casos da doença está avançando muito rápido, o que pode agravar ainda mais o cenário. “A última vez que o número de óbitos dobrou no estado levou cerca de apenas nove dias. No dia 18 de junho a gente tinha 295 óbitos e no dia 29 de junho a gente passou para 590 óbitos. Então nessa velocidade do número de óbitos que está aumentando, ela tende a acentuar porque o suporte de UTI no estado está esgotado”, afirma.

Ele disse que dos 141 municípios mato-grossenses, 37 enfrentaram o pior momento da pandemia na semana passada. “Cuiabá também é um município que tem apresentado essa velocidade. Para a gente ter uma ideia, no estado todo, se a gente for considerar os óbitos, dos 141 municípios, 37 municípios enfrentaram até semana passada o pior momento da epidemia”, afirma.

Continue lendo

Geral

Cuiabá tem 12 mortes em 24 horas e passa de 200 óbitos pelo novo coronavírus

Publicado

Nesta quinta-feira (2), Cuiabá tem 4342 casos confirmados de Covid-19 de residentes no município e 982 de não residentes, mas que estão sendo atendidos na capital. Dos confirmados, 698 já estão recuperados da doença e houve 206 óbitos de residentes e 112 de não residentes.

Na rede hospitalar há 297 pacientes confirmados com Covid-19 internados, sendo 176 na UTI e 121 em enfermaria. Também estão internados 258 pacientes com suspeita da doença, sendo 96 na UTI e 162 em enfermaria. Do total de pessoas internadas em UTI, 196 são de residentes em Cuiabá e 76 de residentes de outros municípios. Do total de internados em enfermaria/isolamento, 215 pessoas são de Cuiabá e 68 de outros municípios.

Hoje Cuiabá registrou mais 12 óbitos de residentes, chegando a um total de 206 mortes. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam profundamente todos estes óbitos.

Segue abaixo a relação dos óbitos: 

Mulher, 70 anos, internada em hospital público. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Veio a óbito em 23/06.

Homem, 66 anos, internado em hospital particular. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Veio a óbito em 29/06.

Mulher, 63 anos. Não foi divulgado o hospital onde estava internada. Tinha hipertensão e diabetes. Veio a óbito em 01/07.

Homem, 77 anos, internado em hospital público. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Veio a óbito em 01/07.

Mulher, 69 anos, internada em hospital público. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Veio a óbito em 01/07.

Homem, 44 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão. Veio a óbito em 01/07.

Mulher, 64 anos, internado em hospital particular. Tinha diabetes e hipertensão. Veio a óbito em 01/07.

Homem, 59 anos, internado em hospital particular. Não foi divulgado se tinha comorbidade. Veio a óbito em 01/07.

Homem, 68 anos, internado em hospital particular. Tinha hipertensão e problema cardiovascular. Veio a óbito em 02/07.

Homem, 58 anos. Não foi divulgado o hospital onde estava internado. Tinha hipertensão. Veio a óbito em 02/07.

Homem, 75 anos, internado em hospital público. Tinha hipertensão. Veio a óbito em 02/07.

Homem, 32 anos. Não foi divulgado o hospital onde estava internado. Tinha hipertensão. Veio a óbito em 02/07.

 

 

 

 

 

 

 

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana