conecte-se conosco


Mulher

Frentista é assediada e revida: “Quero que mulheres se defendam”

Publicado

source
A frentista diz que a intenção não era viralizar, e sim incentivar mulheres a se defenderem e formalizarem denúncias
Reprodução

A frentista diz que a intenção não era viralizar, e sim incentivar mulheres a se defenderem e formalizarem denúncias

Uma frentista de um posto de combustível foi assediada por um homem durante um intervalo no seu trabalho, em Porto Alegre. Um vídeo mostra Marian Fontoura sentada, quando o suspeito chega por trás e passa a mão na jovem de 22 anos, enquanto ela estava de costas, que levanta e começa a dar tapas no homem, até o assediador fugir assustado.

Ela conta que o homem frequenta diariamente o posto há quase três anos, período no qual ela trabalha no estabelecimento. Segunda Marian, ele compra alguns doces e distribui a algumas pessoas que trabalham ou estão no local, mas sempre oferecia a ela primeiro. Em outras ocasiões, ele já havia perguntado a outros funcionários do posto quando que a jovem folgaria.

— Não quis viralizar, apenas quero que as mulheres se defendam e denunciem esse tipo de crime. Ele sempre frequentou o local. Comprava coisas, ia atrás de mim, pedia meu Facebook. Mas eu não dava bola. Até que ele veio me oferecer algo e eu não aceitei. Depois, ele voltou, chegou por trás de mim e passou a mão — lembra.

O caso ocorreu no último domingo, mas ela só foi convencida a fazer a denúncia na terça-feira, após receber uma série de comentários nas publicações em que relatava o caso. Entre várias mensagens de apoio, ela conta que também recebeu comentários que condenavam a agressão por conta da suspeita de se tratar de alguém com problemas psiquiátricos.

— Estão alegando que ele tem problema psicológico. Eu acho que não justifica. Se ele tem problema psicológico, eu acho que ele tem que procurar tratamento, estar internado. Tem que ter um tutor que seja responsável por ele. Eu não acho certa a atitude que eu tive, de agredir. Mas é uma maneira de me defender — desabafa.

Ela também conta que, após a publicação, algumas mulheres entraram em contato revelando já terem sido vítimas de abuso em situações similares, e que a publicação serviu como incentivo para que denúncias de assédio sejam feitas cada vez mais.

— Eu acho que a repercussão é importante para que mais garotas sejam incentivadas a denunciar casos de assédio. A região aqui é cercada de escolas, creches, então tem o risco de acontecer contra outras pessoas também. Eu só quis alertar as mulheres do meu bairro, para que elas tenham atitude. Todas as mulheres, do mundo inteiro, tenham atitude, denunciem, não fiquem caladas — defendeu.

Em suas redes sociais, Marian fez uma publicação explicando o ocorrido, reiterando que conhece o rapaz, que costumava frequentar o posto, e que agiu por impulsão. Ela ressalta que não domina qualquer tipo de arte marcial, tendo agido por instinto.

“Oi. Eu vim aqui esclarecer uma situação chata que tá acontecendo. Estou recebendo algumas críticas, sobre o rapaz lá. Em nenhum momento eu disse que não conhecia ele. Sim, eu conheço ele. Ele frequenta todos os dias o posto em que eu trabalho. Quase três anos que eu trabalho lá, ele vai lá, compra bala pra mim, depois para os meus colegas. E estão alegando que ele tem problema psicológico. Eu acho que não justifica. Se ele tem problema psicológico, eu acho que ele tem que estar internado. Tem que estar em tratamento, internado. Tem que ter um tutor que seja responsável por ele. Não é porque ele tem problema psicológico que ele tem que ficar andando por aí. E assim como foi comigo, poderia ter sido com uma criança. E aqui no meu bairro tem muitas creches e colégios. Então, assim, como foi comigo, poderia ter sido com uma criança. E não é porque ele tem problema psicológico que ele tem que botar a mão em qualquer pessoa”. Ela continua:

“E em relação às mensagens que eu estou recebendo, as pessoas orgulhosas de mim, me parabenizando pela atitude que eu tive. Muito obrigado. É que eu não consegui responder, muitas mensagens, então eu não consegui responder. E eu não acho certa a atitude que eu tive, de agredir. Eu só quis alertar as mulheres do meu bairro, para que elas tenham atitude. Todas as mulheres, do mundo inteiro, tenham atitude, denunciem, não fique caladas. E essa foi a minha intuição. Em nenhum momento eu quis viralizar em cima do rapaz e nem nada. Foi apenas para alertar. E corrigindo, eu não agredi. Eu apenas me defendi. Eu não tenho hábito de ficar agredindo todo mundo. Eu apenas me defendi de um assédio.”

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram. Clique no link para entrar no grupo . Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mulher

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mulher

Home office: 6 dicas para organizar o ambiente de trabalho

Publicado

Home office: 6 dicas para organizar o ambiente de trabalho
Redação EdiCase

Home office: 6 dicas para organizar o ambiente de trabalho

Arquiteta explica o que deve ser priorizado para deixar o espaço confortável e funcional

Por Heloisa Vieira 

Com a pandemia, o home office virou realidade para boa parte das pessoas e se tornou uma tendência que veio para ficar. Com o aumento da produtividade dos funcionários e a praticidade do trabalho remoto, muitas empresas nem pensam em voltar ao regime 100% presencial, investindo, algumas vezes, em formatos híbridos. Com isso, a demanda por um local de trabalho adequado segue alta nos projetos residenciais.

“Muito mais do que mesa, cadeira e computador, o escritório é um cantinho que merece muita atenção. Afinal, passamos boa parte do nosso dia ali”, lembra a arquiteta Carina Dal Fabbro. Além dos móveis corretos e das questões de ergonomia, também vale pensarmos detalhadamente na organização diária desse local para torná-lo ainda mais funcional e estimulante.

Pensando nisso, a arquiteta listou algumas dicas para você ter um espaço especial para trabalhar. Confira!

> 4 dicas para usar itens com valor afetivo na decoração

1. Invista em um mobiliário adequado 

Para que o espaço de trabalho seja perfeito, convém pensar, antes de mais nada, na ergonomia e na organização. “Afinal, é um lugar onde você vai passar várias horas do dia. Nada mais justo do que deixá-lo o mais agradável e confortável possível”, pontua Carina.

A primeira recomendação é que se invista em uma cadeira ergonômica para o escritório e em uma mesa que respeite as dimensões necessárias a fim de evitar desconfortos. “A altura da mesa costuma variar entre 70 e 75 cm, podendo ser maior ou menor quando consideramos a estatura do morador”, orienta a profissional.

Além disso, também é essencial priorizar a iluminação. O ideal é que a mesa fique próxima da janela para que o usuário possa usufruir da luz natural. Para dias mais escuros ou na hora de trabalhar à noite, uma luminária de mesa é providencial!

2. Deixe sobre a mesa somente o necessário 

Após os cuidados com o mobiliário, o primeiro passo para quem quer organizar a mesa de trabalho é deixar sobre a bancada apenas os itens que são utilizados continuamente, ou seja, computador ou notebook, porta-lápis e bloco de anotações.

“Quanto mais coisas sobre o móvel, mais fácil é de chegar ao visual ‘entulhado’. Isso atrapalha a nossa concentração e dá espaço para a bagunça aparecer. Os itens que não são usados com frequência podem ficar armazenados em gavetas, por exemplo”, conta Carina.

> 5 dicas para economizar na hora de decorar apartamentos pequenos

3. Utilize gavetas 

Para manter o propósito de ter à vista somente o essencial, Carina recomenda que, se possível, invista em modelos de mesa com gavetas embutidas. “Assim, é possível organizar e até mesmo setorizar o que não deixamos em cima da mesa. Na primeira gaveta, por exemplo, mantenha documentos, agendas e pastas necessários durante a rotina de trabalho. Nas gavetas seguintes, vale guardar o que é utilizado e consultado esporadicamente”, diz Carina Dal Fabbro.

4. Aplique prateleiras 

Carina recomenda investir, ainda, em prateleiras, nichos e estantes como forma de otimizar o espaço de armazenamento e fazer valer o espaço vertical. Quadros aramados também são uma boa opção e podem servir para acomodar recados e lembretes importantes, como datas de entrega, planejamentos e calendários.

5. Recorra as caixas organizadoras 

Não se pode falar em organização e esquecer das tão famosas caixas organizadoras, não é mesmo?! “No caso do escritório, as mais indicadas são feitas de papelão, que servem para guardar desde pastas a papéis soltos. Além disso, elas também podem ser etiquetadas para que fique mais fácil identificar o que está sendo guardado”, recomenda a arquiteta. “Outro ponto positivo das caixas é que elas podem ser empilhadas, de modo que não ocupam muito espaço no escritório”, continua.

> 5 dicas para escolher um modelo de mesa para sala de estar

6. Aproveite os acessórios 

Além disso, a arquiteta recomenda investir em divisórias ou organizadores internos para as gavetas, que podem ser usados para separar os clips, post-its, canetas, réguas, fitas adesivas e outras miudezas de papelaria que podem se perder ou bagunçar com facilidade. Por fim, o uso de revisteiros no chão ou nas laterais da mesa também é uma boa opção para otimizar o espaço e manter tudo organizado.

Confira mais conteúdos e dicas de decoração na revista ‘Projeto & Decoração’

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Mulher

Cintia Dicker encanta seguidores com foto de biquini

Publicado

Cíntia Dicker é modelo e atriz, já tendo trabalhado para marcas como a Victoria's Secrets.
Instagram/cintiadicker

Cíntia Dicker é modelo e atriz, já tendo trabalhado para marcas como a Victoria’s Secrets.

A modelo e atual esposa do ex-bbb Pedro Scooby, Cintia Dicker, tem curtido as férias com o marido e os três enteados. Nas reses sociais, a atriz de 35 anos compartilhou nesta terça-feira (05) um pouco do passeio, aparecendo em uma foto usando um biquini de amarrações. 

O post mostrando a linda paisagem e o look de Cintia arrancou diversos elogios de seus seguidores. Entre os comentários, muitos elogiaram a modelo, a chamando de “deusa” e “maravilhosa”.

Cintia Dicker e Pedro Scooby se casaram este ano em Portugal. Ela é o segunda esposa do surfista, que já se casou com a atriz Luana Piovani, com quem teve três filhos.

Agora você pode acompanhar todos os conteúdos do iG Delas pelo nosso canal no Telegram. Clique no link para entrar no grupo. Siga também  o perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mulher

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana