conecte-se conosco


Política Nacional

Frente em defesa do ensino técnico será lançada hoje

Publicado

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Projeto estimula empresas a comprar livro acadêmico para estagiário

Publicado

O Projeto de Lei 5665/19 altera a Lei do Estágio para permitir a compensação de créditos tributários por empresas que comprovarem a compra de livros acadêmicos para estagiários. Segundo a proposta, que está em análise na Câmara dos Deputados, o valor máximo a ser deduzido é de R$ 500 por exercício financeiro, sendo atualizado anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E).

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
JHC: objetivo é incentivar a educação e a capacitação dos estagiários

Autor do projeto, o deputado JHC (PSB-AL) afirma que o objetivo é incentivar a educação e a capacitação de estagiários por meio do acesso facilitado a livros acadêmicos. “Por meio do programa de incentivo à leitura para estagiários, pretendemos facilitar a obtenção de livros acadêmicos, ampliar o interesse pela leitura e promover a formação acadêmica e a capacitação profissional do estagiário”, disse.

O direito da empresa à compensação do valor gasto com a compra dos livros permanece mesmo em caso de rescisão do contrato de estágio. O texto estabelece ainda que todos os livros concedidos são de propriedade exclusiva do estagiário.

Leia Também:  Câmara lança Grupo Parlamentar Brasil-México

A proposta, no entanto, deixa claro que a medida não se aplica ao estágio obrigatório, que é o exigido pela instituição de ensino como requisito para aprovação e obtenção de diploma.

Tramitação O projeto será analisado em caráter conclusivo pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Ana Chalub

Fonte: Agência Câmara Notícias
Continue lendo

Política Nacional

Cúpula da Câmara está iluminada de roxo por campanha de combate à hanseníase

Publicado

Pierre Triboli/Câmara dos Deputados

A cúpula da Câmara dos Deputados está iluminada de roxo durante o mês de janeiro, em apoio à campanha nacional de combate e prevenção à hanseníase. Em 2016, o Ministério da Saúde oficializou o mês de janeiro e consolidou o uso da cor roxa para campanhas educativas sobre a doença.

O Brasil ocupa o segundo lugar em número de casos no mundo, atrás apenas da Índia. A hanseníase é uma doença infecciosa e contagiosa, que causa manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na pele. A pele também pode ter alteração da sensibilidade e o paciente não sente (ou tem a sensibilidade diminuída) calor, frio, dor e mesmo o toque. É comum ter sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades (pés, mãos). Em algumas áreas, pode haver diminuição do suor e de pelos.

O teste para diagnóstico e o tratamento da doença podem ser feitos gratuitamente na rede pública de saúde. Os pacientes que iniciam o tratamento não transmitem a doença. A hanseníase tem cura, e o tratamento leva de 6 meses a 1 ano.

Da Redação

Leia Também:  Bolsonaro pede ao Congresso isenção de pena a militares em operação de segurança

Fonte: Agência Câmara Notícias
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana