conecte-se conosco


Internacional

França tem manifestações contra a obrigatoriedade da vacina da Covid-19

Publicado


source
Manifestantes franceses marcham contra vacinação obrigatória
Reprodução/Twitter

Manifestantes franceses marcham contra vacinação obrigatória


Manifestantes marcham contra a obrigatoriedade da vacina, neste sábado (31), na França. No último dia 12, o presidente francês Emmanuel Macron determinou que todos os profissionais da saúde devem se vacinar até 15 de setembro. Caso contrário, não poderão exercer a profissão ou receber remuneração.

Segundo publicação do perfil Révolution Permanente, várias pessoas se reuniram na cidade de Marselha por iniciativa de militantes sindicais, políticos e ambientalistas. Os manifestantes marcham contra o que eles chamam de “política de saúde autoritária” e  “colapso social de Macron”.


O perfil La Plume Libre mostrou uma concentração de pessoas contra a obrigatoriedade da vacina também em Paris e informou que outros três eventos devem acontecer na capital francesa.


Em atualização

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

No dia do migrante, Papa pede que mundo ‘não feche portas’

Publicado


source
Questão da imigração é uma das principais bandeiras do Papa Francisco
Reprodução: iG Minas Gerais

Questão da imigração é uma das principais bandeiras do Papa Francisco

O papa Francisco dedicou grande parte do seu discurso no Angelus neste domingo (26) ao Dia Mundial do Migrante e do Refugiado e pediu que o mundo “não feche as portas” para eles.

“Não fechemos as portas para as esperanças deles. […] É necessário caminhar juntos, sem preconceitos, sem medos, colocando-se ao lado de quem é mais vulnerável, migrantes, refugiados, desabrigados, vítimas do tráfico e abandonados.

Somos chamados a construir um mundo cada vez mais inclusivo, que não exclua ninguém”, disse aos fiéis. Saudando os diferentes povos que estavam acompanhando a cerimônia, Francisco ainda convidou que todos, antes de deixarem o Vaticano, visitassem o monumento dedicado aos migrantes, com um barco que mostra aqueles que tentam a travessia do Mediterrâneo.

“Parem para olhar aquelas pessoas e acolher aquele olhar de esperança que hoje tem cada migrante para recomeçar a viver. Vão lá e olhem aquele monumento. Não fechemos as portas”, acrescentou.

Para o líder da Igreja Católica, “cada fechamento, de fato, faz manter a distância daqueles que não pensam como nós” e “isso, nós sabemos, é a raiz de tantos grandes males da história: do absolutismo que muitas vezes gerou ditaduras e de tantas violências nas relações com quem é diferente”.

O tema da migração é bastante caro para o papa Francisco desde o início de seu Pontificado, em 2013. Sua primeira viagem como líder católico, inclusive, foi até a ilha italiana de Lampedusa, porta de entrada para milhares de pessoas que tentam a sorte na perigosa travessia do Mar Mediterrâneo para chegar à Europa.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Sucessor de Merkel será escolhido hoje; o que esperar das eleições na Alemanha

Publicado


source
 Angela Merkel
Reprodução

Angela Merkel



A Alemanha vai às urnas neste domingo (26) para escolher o sucessor da chanceler Angela Merkel, após ela ocupar o cargo por 16 anos. As pesquisas indicam vitória do SPD, de Olaf Scholz. Estas deverão ser as eleições mais concorridas dos últimos anos no país.

A questão ambiental é uma das que mais tem marcado a campanha eleitoral. As greves climáticas no país têm sempre muita participação e vários movimentos têm colocado o tema nas ruas para que não seja ignorado.



O “Fridays for future” é um desses movimentos e Leonie Bremer é uma das ativistas que mais se tem destacado na luta contra as alterações climáticas.São três os candidatos que podem ocupar o lugar que vai ser deixado por Angela Merkel.

Com as pesquisas a separá-los por pouco pontos, nenhum parece entusiasmar muito os alemães, que estão divididos entre Armin Laschet, da CDU de Merkel, Olaf Scholz, do SPD, atual ministro das Finanças no governo de coligação, e Annalena Baerbock dos Verdes.

Nos últimos três debates entre os principais candidatos, Olaf Sholz foi considerado vencedor numa pesquisa feita imediatamente após a discussão.

Ganhe quem ganhar, parece ser certo que vão ser necessários pelo menos três partidos para formar governo, já que dificilmente se repetirá a coligação que agora está no poder entre a CDU e o SPD.

Democratas cristãos e sociais-democratas parecem não se entender e procuram aliados. Os Verdes aparecem como boa solução, nos dois casos, mas ainda não se sabe quem será o terceiro partido a fazer parte do governo.Sete partidos têm representação parlamentar.

A Alemanha tem uma espécie de clausula de barreira sobre a entrada na câmara de debates, e os partidos precisam atingir 5% dos votos para evitar que partidos extremistas, por exemplo, consigam eleger parlamentares.

* Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana