conecte-se conosco


Curiosidades

FOTOS: Brasileiro mutila nariz e realiza modificações para ter visual de caveira

Publicado


source
Tatuador mutilou o nariz para ganhar visual de
Montagem iG / Reprodução Instagram

Tatuador mutilou o nariz para ganhar visual de “caveira”

O tatuador brasileiro Fernando Franco de Oliveira, mais conhecido como ” Caveira ” já foi considerado o homem mais tatuado do Brasil em 2014 e está cada vez mais próximo da figura que representa seu apelido. Com 99% do corpo preenchido por tatuagens e diversas modificações corporais, Fernando disse ao portal G1 que não pretende parar por aí.

O homem é dono de um estúdio de tatuagem em Tatuí, no interior de São Paulo , e afirmou ser “viciado na dor das agulhas”. Entre as mudanças, Fernando já bifurcou a língua, colocou chifres, implantes dentários pontiagudos e cortou as orelhas.

“Tenho tudo tatuado, só falta a palma das mãos e a sola dos pés. Eu gosto muito da dor da agulha, aí de vez em quando sinto a necessidade de retocar porque não tenho mais espaço no corpo”, disse ele.

De acordo com Fernando, as modificações começaram quando ele já havia preenchido o corpo com tatuagens e decidiu se expressar de outra forma. “Eu sempre gostei de ser diferente, nunca gostei de ser igual à sociedade, entendeu? O pobre, para ser diferente, precisa tatuar o corpo inteiro, não tem outra forma de aparecer”, justificou o tatuador.

Você viu?

Uma das mudanças mais recentes e radicais de Fernando foi a mutilação do nariz . Ele disse ter sido a mais “pesada” de todas. A respiração, segundo ele, continua normal, mas precisou de muito cuidado para fazer o procedimento cicatrizar.


No futuro, Fernando afirmou que ainda pretende colocar mais implantes na cabeça, que imitam o formato de chifres, e mutilar mais as “orelhas de orc”.

Veja fotos:


publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curiosidades

VÍDEO: cobra de duas cabeças devora dois animais em poucos minutos

Publicado


source
Cobra de duas cabeças criada na Alemanha
Reprodução

Cobra de duas cabeças criada na Alemanha

Uma jibóia de duas cabeças originária da América do Sul e criada na Alemanha por um especialista em répteis devorou dois ratos em um laboratório em poucos minutos. Os animais são oferecidos pelo criador e as cobras logo dão botes para matar e se alimentar. O momento foi registrado em vídeo. Confira abaixo.

Conhecida na Alemanha como “cobra ídolo”, o animal de duas cabeças é um macho, tem apenas três meses de idade e vive em Baden-Württemberg com criador de répteis Stefan Broghammer. A cobra é saudável e come e bebe sempre com as duas cabeças.

“Existem dois cérebros, então dois personagens também”, disse Broghammer. Segundo o especialista, uma das cabeças, a que aparece comendo primeiro no vídeo, é um pouco mais dominante, mas, aos poucos, isso vem se equilibrando.

Criador de répteis Baden-Württemberg e sua cobra de duas cabeças
Reprodução

Criador de répteis Baden-Württemberg e sua cobra de duas cabeças

A cobra já é uma estrela no YouTube, com um vídeo em que Broghammer a apresenta com mais de 55.000 visualizações.

– Com informações do portal de notícias alemão Bild.

Continue lendo

Curiosidades

Homens pescam atum gigante de mais de 300 kg na Espanha; veja foto

Publicado


source
Pescadores fisgaram atum gigante
Reprodução/Facebook

Pescadores fisgaram atum gigante

Na Espanha, três pescadores britânicos fisgaram um atum-rabilho de 323 kg no mar de Gibraltar. O peixe foi pescado em julho e pode ter sido o mais já capturado na região.

Kyle Cavilla, Gareth Valarino e Shawn Desoisa estavam no barco quando perceberam algo fisgando a vara de pesca. De acordo com o portal Euroweekly , os três homens precisaram se juntar para tentar puxar o peixe.

“Foi realmente uma luta. Foram necessários três caras para trazê-lo para o barco.”, disse Kyle. Segundo ele, os três usaram 950 metros dos 1000 que tinham de linha no carretel. “O moliente precisou ser resfriado na água por causa da potência do monstro”.


Depois de finalmente conseguir capturar o atum e colocá-lo na embarcação, os pescadores ainda navegaram por cerca de 3 km até chegar na marina de Gibraltar. No local, eles conseguiram fazer o registro do animal e se desfizeram de pelo menos metade do peixe.

Segundo a publicação, o trio retirou uma parte para vender e ficou com a outra para consumo próprio. O valor da venda não foi divulgado.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana